Menu
Busca quinta, 26 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
CAMPO GRANDE

Homem que se passava por instalador de câmeras de segurança é condenado

12 setembro 2017 - 17h50

O juiz titular da 2ª Vara Criminal de Campo Grande, Olivar Augusto Roberti Coneglian, condenou J.H.O.L. a 3 anos, 2 meses e 15 dias de reclusão, além de 50 dias-multa, pela prática de furto qualificado pelo abuso de confiança e mediante fraude à residência de uma de suas várias vítimas.

O condenado é acusado de ter praticado diversos furtos na Capital agindo sempre da mesma forma. Ao se passar por instalador de câmeras de segurança ou de TV a cabo, ele adentrava nas residências e entregava para quem o recebia um pedaço de fio, solicitando que levasse este até o andar superior a fim de realizar testes no equipamento que supostamente instalaria. Enquanto ficava sozinho no andar debaixo, o réu subtraía o máximo de objetos possíveis e evadia-se do local.

Foi exatamente desta forma que ele procedeu na manhã do dia 18 de março de 2013, ao furtar uma residência no Jardim São Lourenço, onde se encontrava apenas a funcionária doméstica da família. Posteriormente, no entanto, reportagens televisivas noticiaram seu modo de operação e sua captura. Assim, o dono da casa levou a funcionária até a delegacia, onde esta reconheceu o acusado.

O reconhecimento, aliado aos testemunhos colhidos no processo, à confissão do próprio acusado e ao fato de parte dos objetos furtados terem sido encontrados onde ele morava, foram considerados o suficiente para afastar as teses da defesa e formar o convencimento do magistrado quanto à autoria do crime.

Como o réu já possuía mais de 10 sentenças criminais em seu desfavor, foi tido por multireincidente e possuidor de maus antecedentes, de forma que sua pena base foi aumentada para 3 anos, 2 meses e 15 dias de reclusão, além da fixação de 50 dias-multa, sendo determinado o regime fechado para cumprimento, tudo somente em relação a apenas este furto.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS cria 4,6 mil vagas de trabalho em outubro; mercado fecha no azul pelo 5° mês consecutivo
CAGED
MS cria 4,6 mil vagas de trabalho em outubro; mercado fecha no azul pelo 5° mês consecutivo
Escolas e hospitais em MS devem notificar casos de automutilação e suicídio
LEGISLATIVO DE MS
Escolas e hospitais em MS devem notificar casos de automutilação e suicídio
CRIME
Mantida condenação de homem que abusou das enteadas
Academia Douradense de Letras realiza 'Chá Literário' nesta quinta
ENCONTRO
Academia Douradense de Letras realiza 'Chá Literário' nesta quinta
MEDIDA DA AGU
Nível superior vale como comprovação em concurso para nível médio
EDUCAÇÃO
Uems lança edital e abre inscrições para o vestibular com mais de mil vagas
PANDEMIA 
Pesquisa aponta queda nos serviços de radioterapia no país nos últimos meses
PESQUISA MENSAL
Diferença de preço no litro da gasolina em Dourados é de 57 centavos
PERSEGUIÇÃO
Trafegando de moto, idoso tenta 'se livrar' de maconha e acaba preso 
MATO GROSSO DO SUL
Projeto prevê criação de canal para denúncias de maus-tratos de animais

Mais Lidas

VIOLÊNCIA
Mulher esfaqueia ex após discussão em hotel no Centro de Dourados
DOURADOS 
Foragido, autor de homicídio condenado a 16 anos é preso no Novo Horizonte
CRIME BÁRBARO
Suspeita de esquartejar e colocar corpo de namorado em malas se entrega à polícia
IMPROBIDADE
Caso de vereador que perdeu mandato em Dourados tem desfecho no STJ