Menu
Busca sexta, 10 de julho de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Homem é preso e multado em R$ 7 mil por pássaros em gaiolas

21 novembro 2019 - 14h50Por Da Redação

Policiais militares ambientais de Dourados autuaram um homem de 48 anos por manter aves silvestres ilegalmente em cativeiro. A PMA foi acionada por policiais civis da cidade na manhã desta quinta-feira (21/11).

No local, foram cumpridos mandados de busca e apreensão em residência de um suspeito, no bairro Vila São Francisco e depararam com animais sendo mantidos ilegalmente em cativeiro.

Os policiais apreenderam as aves, sendo um curió, um sabiá-laranjeira, um coleirinho e um papagaio, juntamente com quatro gaiolas.

O criminoso foi autuado administrativamente e multado em R$ 7 mil pela PMA. Ele foi conduzido à delegacia de Polícia Civil e responderá por crime ambiental. Se condenado, poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção.

As aves serão encaminhadas ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), na Capital.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Confiança da indústria mantém recuperação, revela CNI
PONTA PORÃ
Polícia cumpre mandados e prende cinco envolvidos com o tráfico
DOURADOS
Primeiro escalão da prefeitura teve quase 50 trocas em três anos e meio
BRASIL
Sancionada lei que suspende pagamento de parcelas do Fies
CONTRABANDO
Cigarros que seriam levados a Minas são apreendidos em MS
PANDEMIA
MS ultrapassa 12,2 mil casos de coronavírus e confirma mais 10 óbitos
DOURADOS
No Dia do Comerciante, Aced traz "o melhor trainer do mundo" para Roda Empresarial
PANDEMIA
Dourados passa de 2 mil recuperados da Covid-19, mas tem maior número de mortes
NEGÓCIOS & CIA
Agiliza Certificação Digital
IGUATEMI
Feto é encontrado dentro de sacola com fraldas e papel higiênico

Mais Lidas

DOURADOS
Decreto vai mandar fechar bares e academias por 10 dias
DOURADOS
Publicado, decreto que fecha bares e academias por 10 dias poderá ser prorrogado
PANDEMIA
Pneumologista é o terceiro médico a morrer por covid-19 em Dourados
DOURADOS
Decreto é alterado e agora autoriza delivery e drive-thru para bares e conveniências