Menu
Busca segunda, 01 de junho de 2020
(67) 99659-5905
COVID-19

Governo de MS usa localizadores de celular para monitorar cumprimento da quarentena do coronavírus

04 abril 2020 - 15h20Por G1

O governo de Mato Grosso do Sul começou a usar nesta semana um sistema baseado em localizadores de telefone celular para medir o grau de comprometimento da população com o isolado social recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), como medida preventiva para conter a disseminação do novo coronavírus.

A ferramenta permite que o governo mapeie a movimentação das pessoas dentro de regiões específicas e identifique os locais que estão cumprindo ou não os protocolos de distanciamento social.

Os dados são coletados por meio do sistema de geolocalização dos celulares. Então, toda vez que uma pessoa sai de casa e se desloca por mais de 450 metros o sistema identifica que ela saiu do isolamento.

O superintendente da SGI (Superintendência de Gestão de Informação), Alessandro Menezes, disse na manhã deste sábado (4) que a ferramenta mostrou que 47% da população do estado vem cumprindo o isolamento social. Ele destacou que nesta sexta-feira as três cidades que menos respeitaram a quarentena foram: Miranda, Bandeirantes e Alcinópolis, e, em contrapartida, as que mais registraram adesão foram: Jaraguari, Vicentina e Alcinópolis.

Menezes citou o caso de Batayporã, município onde morava a primeira vítima da doença no estado, uma mulher de 64 anos, que vinha tendo índices de 35% e após o registro do óbito a adesão ao isolamento social chegou a 75%. “Percebemos que infelizmente, às vezes, a sociedade precisa de um notícia ruim para se mobilizar”, explicou.

Em Campo Grande, o superintendente da SGI disse que em 22 de março, o sistema mostrou que o isolamento chegou a 70,4% na cidade, mas que a adesão vem caindo. “Sete dias depois já caiu para 65% e cinco dias depois chegou a 40%. O que é fundamental nessa ferramenta, é que ela possa nos orientar, nos mostrar se a população está se movimentando”.

Ele lembrou que alguns deslocamentos são necessários, como para a aquisição de produtos alimentícios e remédios, mas que está ocorrendo muita movimentação desnecessária. Um exemplo disso ocorreu, conforme o superintendente nesta sexta-feira, nos bairros Jardim das Cerejeiras, Recanto dos Rouxinóis e Tiradentes, quando o sistema identificou uma movimentação em torno dos 70% dos moradores.

O comandante da Polícia Militar, coronel Waldir Acosta, destacou que o sistema será importante para direcionar o policiamento para as áreas em que está ocorrendo o descumprimento das determinações de isolamento, possibilitando que seja feita a orientação das pessoas para que elas voltem para suas casas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Polícia apreende mais de 350 kg de maconha e fecha entreposto da droga em residência
ECONOMIA
Decreto prorroga suspensão de prazos para processos na área fazendária
REGIÃO
Caminhão da Caixa chega a Tacuru para apoio no auxílio emergencial
DOURADOS
Câmara de Vereadores suspende atividades após segundo caso de Covid-19
RIO BRILHANTE
Polícia apreende 131 quilos de maconha e skunk em assoalho de veículo
GERAL
Ex-juiz Nicolau dos Santos Neto morre aos 91 anos em São Paulo
ECONOMIA
Mães menores de idade já podem pedir o auxílio emergencial
CAPITAL
Homem é encontrado morto com marcas de tiros em cachoeira
UEMS
Trabalho remoto segue até 5 de junho nas 15 Unidades Universitárias
POLÍTICA
Governo nomeia assessor de líder do Centrão para presidência do FNDE

Mais Lidas

PANDEMIA
Estado alerta que Dourados deve ser cidade com mais casos de Covid-19 na próxima semana
POLÍCIA
Homem encontrado morto sob a ponte do Calarge tinha 38 anos
DOURADOS
HU emite nota de esclarecimento sobre atendimento de mulher que morreu com Covid-19
DOURADOS
Homem é encontrado morto embaixo de ponte no córrego Laranja Doce