Menu
Busca segunda, 19 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
OURO DE OFIR

Golpistas citavam orações para “acalmar” clientela

22 novembro 2017 - 09h54Por Adriano Moretto

Participantes de suposto esquema estelionatário que desencadeou a Operação Ouro de Ofir, realizada ontem (21) em Campo Grande, Terenos, Goiânia (GO) e Brasília (DF), citavam orações para tentar acalmar e dar credibilidade a pessoas que acabaram iludidas na promessa de multiplicação de valores investidos. 

O golpe pode ter atingido, conforme a PF, aproximadamente 25 mil pessoas em várias partes do país. 

Em conversas e áudios de grupos de whatsapp formados para tratar do assunto, a qual o Dourados News teve acesso, um dos integrantes, identificado apenas como pastor Thiago cita que pela fé os pagamentos de cotas começariam a ser feito nos próximos dias.

“O dinheiro estava aplicado através da União por meio acordo feito junto ao governo federal. Foi feito através dos advogados responsáveis o bloqueio para que o dinheiro não fosse mais movimentado [pelo governo e fosse repassado aos donos dos supostos títulos]. A partir de hoje fica proibido o governo aplicar ou reaplicar o valor porque foi feito deferimento (...) Então gente, a nossa oração teve efeito. Louvado seja o nome do senhor (...) festejem e alegrem-se, porque daqui para a frente, não existe outra coisa a não ser pagamento”, diz, o que não ocorreu até o momento. 

Desde agosto já havia a desconfiança do não recebimento das promessas realizadas.  

Muitas das vítimas cobravam aos envolvidos e recebiam sempre respostas de que os dividendos seriam feitos a cada semana, o que nunca aconteceu, conforme relatou morador em Brasília (DF), atendido por advogado douradense e que investiu R$ 35 mil no ‘negócio’.

Em outro áudio, informado ser de 18 de setembro, um homem identificado como Sidney chega a falar em ‘lágrimas de sangue’ para citar a liberação do dinheiro, porém, o mesmo não ocorre.

“Está tudo pronto para a liberação do que nós temos direito. Queria agradecer algumas pessoas que caminharam comigo (...), colegas que choraram lágrimas de sangue (...)”, conta. 

Na sequência ele ainda provoca: “teve muita gente do contra que vai ter que se explicar, rever o seu pensamento”.

Conforme a defesa de uma das vítimas, todas essas conversas estão sendo anexadas ao processo de reparação de danos morais e materiais contra os responsáveis. 

Conforme informou a Polícia Federal, na ação desencadeada na terça-feira (21) em Campo Grande em conjunto com a Receita Federal, foram apreendidos mais de R$ 1 milhão em dinheiro vivo, além de diversas peças de joias, entre relógios e objetos de ouro e carros de luxo.

Ouro de Ofir

O grupo atuava como instituição financeira clandestina e captava valores em espécie de cotas a partir de R$ 1 mil. A promessa era de recebimentos milionários, com lucratividade de mais de 1.000%.

De acordo com a PF, o grupo dizia existir uma mina de ouro já explorada e que os valores referentes às comissões de venda estavam sendo repatriados, vendidos e até mesmo doados a terceiros.

O grupo também prometia quantias milionárias com liberação de uma antiga Letra do Tesouro Nacional – LTN. Tudo isso mediante pagamento prévio.

Durante as ações nas quatro cidades foram expedidos 11 mandados de busca e apreensão, quatro de prisão temporária e quatro de condução coercitiva, que é quando a pessoa é levada para prestar depoimento e depois liberada.

Um dos presos durante a Ouro de Ofir é o proprietário da Company Consultoria, instalada em Campo Grande, Celso Eder Gonzaga Araújo. 

Na manhã de terça-feira, policiais federais cumpriram mandados em sua residência, localizada no bairro Chácara Cachoeira e na empresa. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CONVERSA COM BIAL
Ex-porta-voz de Bolsonaro diz que 'cercadinho' dificultava trabalho
POLÍCIA
Motorista de aplicativo desaparece e carro está com rastreador desativado
BRASIL
Senador Chico Rodrigues pede afastamento do Conselho de Ética
TRÊS LAGOAS
Homem de 67 anos morre após queimar a perna durante incêndio em matagal
JUSTIÇA
Concessionária não é obrigada a devolver valor pago por veículo consertado
MEIO AMBIENTE
Dupla é presa e multada em R$ 4,5 mil por pesca predatória, um foge
SAÚDE
UEMS disponibiliza aulas de atividades físicas em vídeos no Youtube
CAMPO GRANDE
Jovem pega moto da tia para roubar loja de pneus e acaba preso
TECNOLOGIA
Aplicativo MS Digital agora dá acesso a versão online do cartão SUS
RIO BRILHANTE
Ciclista na contramão é atropelado por carro e motorista foge

Mais Lidas

IDENTIFICADO
Vítima encontrada sem vida em bairro de Dourados tinha 17 anos
ACIDENTE
Criança de 3 anos se afoga em piscina de clube e socorristas tentam reanimação
DOURADOS
Homem é encontrado morto em frente residência no Parque das Nações I
CAMPO GRANDE
Mulher fica ferida após panela de pressão explodir em loja