Menu
Busca segunda, 06 de julho de 2020
(67) 99659-5905
REMÉDIO CONTRA MALÁRIA

França proíbe uso da hidroxicloroquina para tratamento da Covid-19

27 maio 2020 - 21h05Por G 1

O governo da França proibiu nesta quarta-feira, dia 27 de maio, oficialmente o uso da hidroxicloroquina para tratar a Covid-19 nos hospitais. A decisão foi tomada depois que duas entidades responsáveis pela saúde pública no país se declararam contrários à utilização da substância.

A Agência de Medicina da Itália (AIFA) também suspendeu a autorização de uso da hidroxicloroquina contra a Covid-19 fora de testes clínicos.

Desde o fim de março a hidroxicloroquina, derivado da cloroquina (medicamento de combate à malária) era utilizada, de maneira excepcional, nos hospitais franceses para tratar casos graves do novo coronavírus. O uso em testes clínicos continua autorizado.

"Seja em consultas ou no hospital, esta molécula não deve ser prescrita para pacientes afetados pela Covid-19", afirmou o ministério da Saúde, após a publicação do decreto de proibição no Diário Oficial.

O governo francês decidiu proibir a hidroxicloroquina depois que o Alto Conselho de Saúde Pública desaconselhou seu uso na terça-feira (26), com exceção dos ensaios clínicos, segundo a agência France Presse.

A recomendação vai no mesmo sentido de uma recomendação da Agência Nacional de Segurança de Medicamentos e Produtos de Saúde (ANSM).

Bélgica alerta contra continuação do uso

A agência de medicina da Bélgica, por sua vez, alertou contra a continuação do uso do remédio para tratar o vírus, exceto em testes clínicos registrados em andamento, dizendo que os testes que visam avaliar o medicamento também deveriam levar em consideração os riscos em potencial.

Riscos de morte e piora cardíaca

A hidroxicloroquina, receitada geralmente para doenças autoimunes como o lúpus, é um dos medicamentos utilizados em testes clínicos desde o início da pandemia no planeta.

Porém, um amplo estudo publicado publicado na semana passada pela renomada revista médica "The Lancet" destacou a ineficácia da hidroxicloroquina e a cloroquina no tratamento da Covid-19. O estudo com 96 mil pacientes indicou que, além de não favorecer a recuperação dos infectados, as substâncias provocam um risco maior de morte e de desenvolvimento de arritmia cardíaca.

Estudo não encontra benefício de uso de cloroquina contra Covid-19 e detecta risco de arritmia cardíaca
Após o estudo publicado na "The Lancet", a Organização Mundial da Saúde (OMS) decidiu suspender temporariamente na segunda-feira o uso da hidroxicloroquina em pesquisas que ela coordenava com cientistas de 100 países.

Uso no Brasil

Mesmo sem comprovação científica de que a cloroquina é capaz de curar a Covid-19, o Ministério da Saúde do Brasil divulgou na quarta-feira (20) um documento que orienta o uso da hidroxicloroquina no país em até em casos leves de Covid-19.

A orientação do Ministério da Saúde reflete um desejo do presidente Jair Bolsonaro, defensor da cloroquina no tratamento da doença causada pelo novo coronavírus. A recomendação foi feita apesar dos estudos internacionais não encontraram eficácia no remédio e a Sociedade Brasileira de Infectologia não recomendar o seu uso. Especialistas brasileiros criticaram a decisão.

O protocolo da cloroquina foi motivo de atrito entre Bolsonaro e os últimos dois ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich. Em menos de um mês, os dois deixaram o governo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Carro que atingiu ciclista pega fogo após bater em árvore ao lado de Avenida
TRAGÉDIA
Ciclista morre após ser atropelado por carro na Avenida Marcelino Pires
INFORMAÇÃO
Especialista recomenda prazo de adaptação à Lei de Proteção de Dados
PANDEMIA
Rio de Janeiro registra 10.667 mortes por coronavírus
CAMPO GRANDE
Moradores da Capital realizam ação solidária e arregacam 1t de alimentos
ESPORTES
Flamengo vence com tranquilidade e se aproxima do título estadual
DOURADOS
Acusado de matar secretário em Dourados acaba preso em barreira sanitária
LUTO
Martha Rocha, 1ª Miss Brasil, morre em Niterói, no Rio de Janeiro
PANDEMIA
Brasil chega a 1,6 milhão de casos confirmados de coronavírus
ECONOMIA
Pesquisa mostra potencial para a expansão do home office

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
PANDEMIA
Mulher morre de covid-19 logo após dar à luz em Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
CAMPO GRANDE
Jovem que estava desaparecida é encontrada morta