Menu
Busca quinta, 28 de outubro de 2021
(67) 99257-3397
INCÊNDIOS

Força-tarefa leva assistência à fauna atingida pelo fogo no Pantanal

06 novembro 2020 - 11h57Por Da Redação

O Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) realiza deste o mês de setembro, em parceria com outras instituições de ensino e pesquisa, organizações não-governamentais (Ongs), empresas e organismos militares, um trabalho de resgate e reposição alimentar e hídrica aos animais silvestres atingidos pelos incêndios florestais que ocorrem no Pantanal e outras unidades de conservação.

No período crítico de focos de calor nos ecossistemas do Estado foi criado o Gretap/MS (Grupo de Resgate Técnico Animal do Pantanal), atuando inicialmente no Parque Estadual das Nascentes do Taquari, situado nos municípios de Alcinópolis e Costa Rica. Recentemente, foram resgatadas duas onças-pintadas na Serra do Amolar, Pantanal de Corumbá, em uma ação direta do grupo multi-institucional.

Além do Governo do Estado, via Semagro (secretária de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, à qual está vinculado o Imasul), o grupo é formado por núcleos de amigos, produtores rurais, Ceasa, CCR Vias (concessionária da BR-163), Força Aérea Brasileira (FAB), Instituto Tamanduá, UCDB, UFMS, Instituto Homem Pantaneiro (IHP), Polícia Militar Ambiental (PMA), Conselho Regional de Veterinária, Fundação de Meio Ambiente de Corumbá e Grupo de Resgate de Animais em Desastres (GRAD).

Pontos estratégicos

“Designamos nossa equipe de veterinários do Imasul, que atua no CRAS, para auxiliar no trabalho de resgate e no atendimento clínico para a recuperação dos animais feridos nos incêndios no Pantanal. Além tratamento médico dos nossos veterinários, também auxiliamos na viabilização da logística junto às Forças Armadas, para o transporte de animais feridos e envio de alimentos para socorrer a fauna das áreas atingidas pelo fogo”, lembra o secretário Jaime Verruck.

O leque de atuação do grupo se ampliou com a mobilização da sociedade para arrecadar alimentos a serem destinados ao assistencialismo temporário aos animais silvestres, cujo trabalho se concentra na região da Serra do Amolar, uma das zonas de conservação mais atingidas pelos incêndios florestais. A distribuição dos alimentos e água ocorre de forma aleatória na natureza devastada, a partir de rotas de fuga e pegadas de animais.

Alimentos doados seguem pelo Rio, por mais de 170 km desde Corumbá, para distribuição em pontos estratégicos
“Considerando a situação de emergência devido aos incêndios, onde a perda de habitat causa um impacto imensurável à fauna silvestre, se faz necessário prover alimentação assistencial e/ou água em pontos estratégicos para nutrir e hidratar os animais devido à escassez e a competição mais acirrada entre eles devido ao aumento de indivíduos/área”, explicou a zootecnista Ana Paula Felício, do Imasul.

Sobrevivência

O atendimento à fauna minimiza os impactos e reduz a competitividade atual entre os animais pelos alimentos que ainda restam na natureza. “Os animais resgatados apresentaram condições sérias de desidratação e desnutrição, além das queimaduras, com alguns não suportando os ferimentos e o quadro de debilidade”, observa Ana Paula. “Com o Gretap tornou-se possível cuidarmos de nossa castigada fauna até que seu habitat se recupere.”

A zootecnista do Imasul ressalta, porém, que este assistencialismo alimentar-hídrico é diferente do ato de cevar, pois este caracteriza-se pela oferta permanente de alimento com o intuito de atrair a fauna para o mero ato de satisfazer a necessidade humana. “A ação institucional, com o apoio e a solidariedade das pessoas, têm como foco atender os animais neste período crítico para aumentar suas chances de sobrevivência”, diz.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Homem morre depois de se engasgar com pedaço de carne
BRASIL
Senado aprova projeto que pune ofensa à vítima durante julgamento
NOVA ANDRADINA
Com parente internado, família deposita R$ 15 mil para falso médico
TJ/MS aposenta desembargadora por ter beneficiado filho preso
JUSTIÇA
TJ/MS aposenta desembargadora por ter beneficiado filho preso
CAPITAL
Dois dias após se envolver em acidente, grávida dá à luz a bebê morto
EDUCAÇÃO
UEMS está com 177 vagas abertas em 8 mestrados e 2 doutorados
FRONTEIRA
Polícia apreendem sete toneladas de maconha em carga de feno
DEFESO
PMA alerta: Regras para pesca responsável estão mantidas no feriado
COSTA RICA
Empresário é preso ao avançar sinallização, atropelar adolescente e fugir
GERAL
Ecopontos não vão funcionar no feriado do dia 02 de novembro

Mais Lidas

DOURADOS
Namorada posta 'status' de jovem com arma, polícia rastreia carro e prende rapaz
LAGUNA CARAPÃ
Motorista morre prensado ao tombar caminhão na MS-379
DOURADOS
Três vias de Dourados passam a ser "mão única"
DOURADOS
Jovem formou consórcio com amigos para comprar e usar ecstasy em festas