Menu
Busca terça, 20 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
MATO GROSSO DO SUL

Fiscalização retira do mercado mais de 200 mil tijolos fora de medida

19 dezembro 2017 - 19h35

A operação Tijolo de fiscalização de produtos cerâmicos realizada de 19 de outubro a 7 de dezembro pela Agência Estadual de Metrologia de Mato Grosso do Sul (AEM-MS) retirou do mercado 214.300 tijolos fabricados fora da medida padrão ou contendo erros formais, como a falta de identificação do fabricante, número de lote e origem de procedência.

A maior parte desses tijolos foi fabricada por indústrias cerâmicas de fora do Estado (uma está estabelecida no Paraguai). Os proprietários das indústrias foram notificados e a mercadoria está embargada nos depósitos.

Os proprietários das indústrias foram notificados e a mercadoria está embargada nos depósitos.

A AEM, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) é delegada do Inmetro no Estado. A operação Tijolo contou com apoio da Polícia Civil e fiscais da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), e verificou as dimensões do produto e a presença das informações necessárias, como número do lote, identificação do fabricante, etc.

Foram fiscalizados 37 depósitos de materiais de construção em três cidades: Campo Grande, Amambai e Dourados. O problema mais grave verificado em todos os tijolos apreendidos é quanto às dimensões. São menores do que o padrão estabelecido para a indústria nacional, com isso, podem acarretar problemas desde o transporte até a construção. “Enquanto um caminhão tem capacidade para transportar x tijolos dentro do padrão normal, se o tijolo for menor a carga pode aumentar em até 20 ou 30%”, exemplifica o secretário da Semagro, Jaime Verruck.

O diretor presidente da AEM, Nilton Rodrigues, afirma que a operação Tijolo vai prosseguir em 2018, estendendo-se às principais cidades de Mato Grosso do Sul. Os tijolos interditados por falta de informações do fabricante, por exemplo, serão liberados para comercialização caso o proprietário do depósito apresente a documentação exigida. Já os tijolos fora do padrão devem seguir para destruição.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Dado como desaparecido, motorista de aplicativo estava em corrida
DOURADOS
Acidente entre carreta e motocicleta mata mulher na BR-163
BRASIL
Senado aprova indicação do ministro Jorge Oliveira para vaga no TCU
CAPITAL
Menino de 3 anos que se afogou em piscina está em estado gravíssimo
EDUCAÇÃO
Arelin/UEMS: Inscrições abertas para Curso sobre cultura libanesa
Após enviar nudes a estranhos, homem passa a ser extorquido
STJ
Justiça rejeita recursos de Lula das operações Lava Jato e Spoofing
REGIÃO
Idoso degrada nascentes e matas ciliares de córrego e é autuado pela PMA
LOTERIA
Confira as dezenas sorteadas na Mega-Sena; prêmio é de R$ 29 milhões
TRÁFICO
Casal é preso com carga de pasta base de cocaína avaliada em R$ 450 mil

Mais Lidas

IDENTIFICADO
Vítima encontrada sem vida em bairro de Dourados tinha 17 anos
ACIDENTE
Criança de 3 anos se afoga em piscina de clube e socorristas tentam reanimação
DOURADOS
Homem é encontrado morto em frente residência no Parque das Nações I
ACIDENTE
Identificadas vítimas de capotamento na BR-267