Menu
Busca quinta, 01 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
EDUCAÇÃO

Fetems diz que recorrerá sobre decisão da Justiça e mantém greve em MS

29 maio 2015 - 07h52

A Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) vai recorrer da decisão do TJ/MS (Tribunal de Justiça) que determinou a volta imediata de 100% dos servidores técnicos administrativos e 60% dos professores da Rede Estadual de Ensino às aulas nesta sexta-feira (29) sob pena de multa diária de R$ 25 mil .

Enquanto isso, a assessoria jurídica da entidade diz que o movimento de greve irá continuar.

Na alegação de ontem (28), tomada pelo desembargador Sérgio Fernandes Martins, a justificativa foi que a Fetems não teria legitimidade para representar os funcionários administrativos, considerando que o Sinfae-MS (Sindicato dos Funcionários Administrativos na Educação de Mato Grosso do Sul), se apresenta como entidade sindical representativa de todos os servidores administrativos da Secretaria de Educação.

Na decisão, conforme o desembargador, o Estado questionou que o documento encaminhado pela Fetems à administração pública, comunicando o início do movimento grevista, a federação não teria anexada as atas de votação da assembleia geral, que seriam os elementos necessários para se identificar razoavelmente os pontos salariais negociados, o esgotamento das negociações, o quórum de votação, que, em tese, poderiam justificar a utilização do exercício de direito de greve.

A Rede Estadual de ensino tem 25 mil alunos em Dourados e aproximadamente 3,5 mil servidores. Na quinta-feira, de acordo com o Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação) local, nove escolas paralisaram totalmente as atividades no município.

Os servidores da Rede Estadual decidiram suspender as aulas por não aceitarem a proposta feita pelo governo que é dobrar o salario dos professores até 2022, com a primeira parte do reajuste de 4,34% em outubro de 2015.

No início do ano a categoria teve aumento de 13,01%, dado em dezembro de 2014 como antecipação a data base de maio de 2015.

A decisão em realizar a greve ocorreu após assembleia geral realizada na sede da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande, no dia 22 de maio.


Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAN BADO
Dupla arma emboscada e mata jovem a tiros na fronteira
MS
Mercado de trabalho retoma contratações com destaque para indústria
NOVA ANDRADINA
Homem de 48 anos é multado em R$ 1 mil por maus tratos a cachorro
POLÍTICA
STJ nega pedido de Flávio Bolsonaro para anular decisões das 'rachadinhas'
IVINHEMA
Polícia Civil indicia mulher por provocar auto aborto em cidade de MS
UEMS
Projeto desenvolve "Sacolas de Inventar" para levar brincadeiras
CAMPO GRANDE
Polícia divulga foto de suspeito de assassinar garota de 18 anos a tiros
9ª REGIÃO MILITAR
Exército Brasileiro realiza a Operação Herácles de fiscalização em MS
CRIME AMBIENTAL
Pecuarista é multado em R$ 10 mil por manter duas antas em cativeiro
PANTANAL
Bombeiros superam cansaço e calor para controlar incêndios no Amolar

Mais Lidas

DECIBÉIS
Operação do Gaeco mira fraudes em licitações e cumpre cinco mandados em Dourados
INVESTIGAÇÃO
Policiais do Gaeco fazem nova operação em Dourados
DOURADOS
Gaeco deixa edifício com documentos apreendidos após mais de 5h
CAPITAL
Mulher com mandado de prisão em aberto é executada com oito tiros