Menu
Busca quarta, 27 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
PREJUÍZOS

Excesso de chuva pode ocasionar falta de melancia no mercado, alerta Ceasa de MS

10 dezembro 2015 - 20h05

Em razão das fortes chuvas que assolam o sul do Estado, a Ceasa (Central de Abastecimento de Alimentos de Mato Grosso do Sul) vem se mantendo em alerta quanto a queda na produção de melancia em municípios como Eldorado, Jateí, Caarapó, Iguatemi, Jardim e Itaquiraí.

“Estamos solicitando aos produtores de melancia de outras regiões do Estado, interessados em comercializar a sua produção, a entrarem em contato conosco da Ceasa ou da Agraer. Nossa intenção é evitar a falta do produto oriundo da terra e a importação”, explica o presidente da Ceasa, Jaime Balejo.

De acordo com o dirigente da Central, a grande quantidade de chuva e o granizo tem sido os maiores vilões nas lavouras.

”Esse grande volume de chuva pegou muitos produtores de surpresa. Sem contar o granizo que bate na casca da fruta e a danifica. Isso tudo, justamente, quando se aproxima o verão, estação do ano em que o consumo de melancia aumenta consideravelmente”, observa.

Atualmente, 50% da melancia consumida no MS é fruto da comercialização interna, o que valoriza a produção regional, evitando a importação do alimento de estados como São Paulo, Tocantins, Goiás e Minas Gerais.

“Nesta época do ano, a Ceasa chega a receber em um único dia quatro a cinco carretas, o equivalente a 100 mil quilos de melancia. Esse período atípico de chuvas, a preocupação é que os negociantes optem pela importação”, diz Balejo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Governo impede entrada de estrangeiros no país por terra e água
BALANÇO
TST fechou 2020 com mais processos julgados que em 2019
EDUCAÇÃO
Curso de Psicologia promove palestra on-line para tirar dúvidas dos recém-formados
REUNIÃO
Petrobras elege novo Diretor de Refino e Gás Natural
216 VAGAS
Fiems inaugura Edifício Garagem para atender unidades do Sesi e Senai na Capital
CULTURA
Prêmio Sesc de Literatura abre inscrições para edição 2021
OPINIÃO
Ignore o fardo e viva a vida
MATO GROSSO DO SUL
Frentistas discutem reajuste salarial e outros benefícios no domingo em Campo Grande
BRASIL
Ministério faz consulta pública sobre política de promoção da saúde
EDUCAÇÃO
IFMS reabre prazo de matrículas da 1ª chamada para cursos técnicos integrados

Mais Lidas

ACIDENTES
Trânsito de Dourados faz terceira vítima fatal no ano, todas motociclistas
TEIXEIRA
Ex-primeira-dama morre cinco dias após o marido em Dourados
BR-276
Carreta com quase dez toneladas de maconha é apreendida em Dourados
DOURADOS
Empresária leva prejuízo de R$ 7 mil ao ter loja arrombada por ladrões em bairro