Menu
Busca sexta, 30 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
LEGISLATIVO

Encontro vai discutir soluções contra queimadas no Pantanal

28 setembro 2020 - 12h26Por Da Redação

As questões ambientais sempre nortearam a pauta da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS). Preocupada com as consequências das queimadas na região do Pantanal, a Casa de Leis realiza nesta quarta-feira (30), a partir das 15h, audiência pública por videoconferência para debater ações contra o fogo na planície alagada, considerada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) um Patrimônio Natural Mundial.

Este ano, a quantidade de focos das chamas ainda existentes no Parque Estadual Encontro das águas, é a maior da história, e já destruiu 85% da área da reserva.

Participam da audiência pública representantes do Instituto Homem Pantaneiro (IHP), do Ministério Público Estadual (MPE-MS), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), da Polícia Militar Ambiental (PMA), do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul (CBMMS) e da Polícia Militar (PMMS). Foram também convidados representantes do Instituto SOS Pantanal, do  Instituto do Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), e outros atores envolvidos com a questão ambiental.

O presidente da ALEMS, deputado Paulo Corrêa, explicou a atuação do Poder Executivo no combate às queimadas na região. “O Governo do Estado já tem feito um esforço, com apoio da União e de entidades do terceiro setor, no sentido de controlar as chamas que devastam o nosso Pantanal. Está em curso a Operação Pantanal II, que reúne bombeiros de Mato Grosso do Sul e do Paraná e brigadistas do Ibama, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade [ICMbio] e de organizações não-governamentais. Além de contribuir para o debate deste tema, auxiliando na busca por soluções que somem nas ações de combate ao fogo, também podemos, com a audiência pública, discutir uma legislação mais enérgica contra os responsáveis pelas queimadas, e, ainda, debater sobre proteção deste bioma tão importante para região e o país”, declarou.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BATAGUASSU
Polícia apreende veículo com celulares e cigarros contrabandeados
TEMPO
Sexta-feira nublada ainda com possibilidade de chuva em Dourados
COMER BEM
Novidades em novembro no Restaurante Feito à Mão
TRÊS LAGOAS
Ambiental fecha suinocultura em área protegida e autua gerente
VIREI BOIOLA
Bolsonaro faz piada homofóbica com guaraná no Maranhão; políticos reagem
AMAMBAI
Homem é preso em flagrante arrastando cadela pelas ruas
SISTEMA DE PAGAMENTO
Pix começa a funcionar no dia 3 de novembro para clientes selecionados
MEIO AMBIENTE
PMA Captura jiboia de quase três metros e arara ferida em residências
BRASIL
Justiça manda Saúde dizer se feijão do Pastor Valdemiro cura Covid-19
MS
Operação “Divisas Integradas III” apreende mais de 7 toneladas de drogas

Mais Lidas

PANDEMIA
Menino de 5 anos é a primeira criança a morrer de coronavírus em MS
BRASIL
Acusado de matar ator Rafael Miguel e os pais é preso no Paraná
VILA VARGAS
Hotéis em distrito de Dourados eram utilizados como entreposto do contrabando
DOURADOS
Funcionário do CCZ é agredido a pauladas durante trabalho de fiscalização