Menu
Busca domingo, 29 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
ECONOMIA

Encontro debate vantagens do corredor bioceânico para MS

20 setembro 2017 - 19h50

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, o secretário estadual de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, o diretor-presidente da CCR MSVia, Roberto Calixto, o vice-presidente do Grupo CCR, José Braz, o superintendente-administrativo de contratos do Grupo CCR, Guilherme Motta, e o responsável pelas relações institucionais do Grupo CCR, Claudeir Mata, reuniram-se, nesta quarta-feira (20/09), no Edifício Casa da Indústria, para tratar sobre as vantagens competitivas que Mato Grosso do Sul terá com a viabilização do corredor bioceânico rodoviário, que ligará o Estado até os portos do norte do Chile.

Segundo Sérgio Longen, interessa em muito para a Fiems e para o Governo do Estado a participação da CCR no projeto de viabilização do corredor bioceânico rodoviário. "O Grupo tem avaliado e visto que esse corredor hoje é uma realidade. Por isso, a empresa tem interesse de conhecer todos os projetos e avaliar as oportunidades que ela pode obter para avançar nessa área", falou.

Ele acrescenta que para Mato Grosso do Sul o corredor bioceânico rodoviário é um dos grandes projetos de desenvolvimento. "Além da competitividade, o corredor é uma obra muito importante para o nosso Estado e grandes empresas como a CCR está interessada no projeto. Nesse sentido, é muito importante para nós colaborarmos com a concessionária e integrarmos esse grupo de trabalho capitaneado pelo ministro de Relações Exteriores do Brasil, João Carlos Parkinson de Castro. Enfim, são ações de desenvolvimento e estamos avançando nas discussões", declarou.

Já o secretário estadual de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, acrescenta que a reunião teve como foco repassar ao Grupo CCR a viabilização da rota bioceânica rodoviária. "Nós explicamos aos diretores do CCR o andamento do projeto e eles, como um grupo empresarial do setor de logística do País, queriam entender melhor o corredor. Esse projeto é muito positivo e, tendo a CCR, penso que tem formas de o Grupo contribuir, então penso que foi de muita avalia o interesse deles e espero que se aprofundem nesse assunto junto com o Governo", ressaltou.

Para o diretor-presidente da CCR MSVia, Roberto Calixto, a reunião foi muito produtiva e serviu para esclarecer alguns pontos do corredor bioceânico rodoviário até os portos do norte do Chile. "Não temos dúvida de que se trata de um projeto que muda as características da exportação brasileira e isso é um avanço para Mato Grosso do Sul. O Grupo CCR, que atua na área de infraestrutura de rodovia, tem muito interesse na viabilização desse corredor e, por isso, vamos analisar e continuar trabalhando para contribuir com esse projeto", pontuou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GRANDE DOURADOS
Carreta da Justiça atenderá Jateí na segunda-feira
TRF3
Advogado está isento de anuidade da OAB a partir dos 70 anos de idade e 30 de contribuição
BRASIL
Anvisa recebe pedido para análise da vacina da Janssen-Cilag
PANDEMIA
Fachin solicita informações sobre cumprimento de liminar que restringiu operações policiais no RJ
Dezembro terá três leilões com mais de 700 motocicletas pelo Detran
MS
Dezembro terá três leilões com mais de 700 motocicletas pelo Detran
ELEIÇÕES 2020
Para justificar ausência no domingo, eleitor deve baixar e-Título hoje
STF
Ministro intima PGR para que se manifeste sobre desistência de Bolsonaro de prestar depoimento
ESTADO
Agepen institui comissão para regulamentar critérios na seleção de reeducandos para o trabalho
STJ
Joesley Batista terá de pagar R$ 300 mil a Michel Temer por danos morais
INVESTIGAÇÃO
Perícia no tapa-buracos de Dourados deve ter resultado preliminar na segunda-feira

Mais Lidas

DOURADOS
Com leitos de UTI's lotados, prefeitura aumenta toque de recolher e manda fechar clubes
DOURADOS
Primeira noite com novo toque de recolher tem flagrante de festa com 119 adolescentes
DOURADOS
Decreto é republicado por incorreção, agora com brechas para esporte coletivo e boliche
DOURADOS
Homem é preso com arma após ex-namorada correr até viatura da PM e denunciar ameaça