Menu
Busca sábado, 28 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
ESTADO

Em atenção à luta contra a Aids, ações alusivas ao Dezembro Vermelho são desenvolvidas nos presídios

31 dezembro 2019 - 09h30Por Assessoria/Agepen

Considerado mês de conscientização e combate à Aids, a campanha mundial Dezembro Vermelho tem como objetivo reforçar a solidariedade, a tolerância e sensibilização sobre a questão. Dentro das unidades penais de Mato Grosso do Sul, ações de prevenção e informativas também foram promovidas com homens e mulheres privados de liberdade.

Através de palestras, atendimentos médicos, testes rápidos, e orientações, os reeducandos puderam tirar dúvidas sobre as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), Hepatites virais, entre outros.

No Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi”, a palestra alusiva ao tema foi ministrada às reeducandas por um especialista, oferecida pela Rede Feminina de Combate ao Câncer. Outras dúvidas também foram tiradas pelo enfermeiro Luiz Henrique Teles.

Já no presídio feminino de regime semiaberto e aberto da Capital, além de orientações também foram realizados testes de Hepatites A, B e C, Sífilis, HIV e Glicemia. As coletas foram feitas em horários estendidos, para abranger o maior número de internas possível e contou com apoio da chefe de Enfermagem do UBS Pioneira. Em casos positivos, as reeducandas foram encaminhadas para atendimento médico e realização de exames complementares.

Uma roda de conversa com foco na prevenção da doença foi ministrada pela enfermeira Ludmila Sommer aos internos do Estabelecimento Penal “Jair Ferreira de Carvalho” – presídio de segurança máxima da capital.

No Instituto Penal de Campo Grande (IPCG), a ação contou com a presença do enfermeiro e doutor em Doenças Infecciosas e Parasitárias, Everton Ferreira Lemos, e sua equipe.

A abordagem também foi realizada pelo Projeto Prisões Livres de Tuberculose, conduzido pela enfermeira sanitarista e doutora em Doenças Infecciosas e Parasitárias, Marli Marques. Ao todo, foram abordados mil visitantes no Complexo Penitenciário da capital, com apoio de mobilizadores e em parceria com o Laboratório Central de Saúde Pública de Mato Grosso do Sul (LACEN/MS) e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Além da tuberculose, a ação educativa também abrangeu sobre ISTs e HIV/Aids. Dentre as orientações repassadas estão sobre o uso da camisinha feminina; riscos da entrada de bebês recém-nascidos antes de 30 dias nas unidades penais; sobre os cuidados nas relações sexuais para evitar gravidez não desejada; bem como formas de diagnóstico e tratamento na rede pública de saúde de Campo Grande. Foram distribuídos materiais informativos aos familiares, que também levaram aos internos.

O Módulo de Saúde do Complexo Penitenciário, da capital, realizou testes rápidos para HIV/Aids em 63% da massa carcerária atendida, totalizando 1.005 exames. O impacto de rastreamento em massa permitiu que internos soropositivos fossem atendidos pelo infectologista e encaminhados para o devido tratamento. Para a concretização da ação, foi realizada parceria com o LACEN e UFMS.

Interior

Desde 1988, 1º de dezembro se tornou o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, promovido pela Organização Mundial de Saúde, com apoio da Organização das Nações Unidas (ONU). Identificado pelo laço vermelho, as atividades desenvolvidas pelo Dezembro Vermelho visam divulgar mensagens de esperança, solidariedade, prevenção e incentivar novos compromissos com a luta contra à Aids.

No presídio masculino de regime semiaberto e aberto de Aquidauana foram realizadas, semanalmente, palestras com o tema “Prevenção sempre será a solução”, em todo o mês de dezembro. Durante a ação, foi ressaltado sobre a importância dos testes rápidos para o reeducando que adentra a unidade, como forma de controle e tratamento da doença.

Em Bataguassu, os internos passaram por testes rápidos de HIV, Sífilis e Hepatite, além de assistir palestra sobre ISTs e saúde bucal.

Em parceria com a UFMS, documentários sobre o tema foram apresentados aos reeducandos do Estabelecimento Penal de Corumbá, além de palestras, distribuição de informativos, exames de saúde e exibição do filme “Cazuza”.

No presídio feminino de Corumbá, a enfermeira Marjorie Gonçalves Marques ministrou palestras sobre ISTs às custodiadas, além da realização de testes rápidos.

Já em Coxim, foi ministrada uma palestra alusiva ao tema a todos os internos que cumprem pena em regime fechado do município.

Na Penitenciária Estadual de Dourados, foi firmada parceria com a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) para orientações e teste rápidos aos custodiados, assim como, aos servidores da unidade. No presídio feminino de regime semiaberto e aberto de Dourados foram apresentadas palestras com a psicóloga e assistente social da Secretaria Municipal de Saúde, além de testes rápidos de HIV/Aids.

Em Ivinhema, atividade educativa de prevenção ao vírus HIV/Aids foi desenvolvida com os internos da unidade penal.

As ações realizadas no Estabelecimento Penal “Máximo Romero”, em Jardim, tiveram foco na promoção, prevenção, detecção precoce e tratamento do vírus HIV/Aids, Hepatites Virais e outras ISTs entre os internos do local. Atendimento mais intensivo e aconselhamento sobre as doenças também foram realizados com suporte do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), reforçando a importância da autoestima e do autocuidado.

No Estabelecimento Penal Feminino “Luiz Pereira da Silva”, em Jateí, foi apresentada palestra sobre combate e prevenção ao HIV/AIDS, ministrada pela enfermeira Rosana. Durante a ação, foram abordados sobre preconceito e estatísticas relacionadas ao tema, através de dinâmicas em grupo.

Na Penitenciária de Segurança Máxima de Naviraí, foram distribuídos panfletos educativos em todos os pavilhões, além de testes rápidos de HIV/Aids nos internos atendidos no setor de saúde; agendamento de consultas para internos soropositivos; orientações e apresentação de vídeos explicativos sobre a doença no canal interno da unidade.

Em Nova Andradina, os detentos participaram de uma palestra sobre prevenção, diagnóstico e tratamento do HIV/Aids, com o médico Thiago Lucas Macedo; além de uma roda de conversa, com a enfermeira Simone Aparecida, assim como a realização de testes rápidos.

Na Unidade Penal “Ricardo Brandão”, em Ponta Porã, foram desenvolvidas diversas atividades alusivas à campanha Dezembro Vermelho tanto com reeducandos quanto com servidores penitenciários da unidade; dentre elas, ações de saúde, distribuição de informativos e orientações gerais.

No Estabelecimento Penal Feminino de Rio Brilhante, as ações foram desde palestras a atendimentos de saúde por diferentes profissionais. Orientações sobre a prevenção, diagnóstico e tratamento da Aids também foram debatidas pela equipe de saúde e psicossocial do presídio.

Em São Gabriel do Oeste, as mulheres em situação de prisão participaram de uma palestra sobre os cuidados, prevenção e proteção contra a Aids, além de acompanhamento médico e testes rápidos.

No presídio feminino de Três Lagoas, as reeducandas realizaram exames preventivos e testes rápidos de HIV, Sífilis e Hepatites B e C. A ação aconteceu em parceria com a UFMS – campus de Três Lagoas.

Conforme cronograma das ações, na Colônia Penal Industrial “Paracelso de Lima Vieira Jesus” foram feitas panfletagens, atividades em grupo, dinâmicas e orientações com foco na prevenção de ISTs.

E na Penitenciária de Segurança Média de Três Lagoas foram realizados testes rápidos de HIV, Sífilis, Hepatites B e C, bem como, orientações relacionadas à prevenção ao vírus HIV e outras ISTs. A ação também se estendeu aos servidores lotados na unidade.

Todas as ações nas unidades penais foram coordenadas pela Diretoria de Assistência Penitenciária da Agepen, por meio de suas divisões de Saúde, Educação e de Promoção Social. O desenvolvimento das atividades aconteceu pelos setores educacionais, de Saúde e Psicossocial dos presídios, com apoio das Secretarias Municipais de Saúde e colaboradores.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

GRANDE DOURADOS
Carreta da Justiça atenderá Jateí na segunda-feira
TRF3
Advogado está isento de anuidade da OAB a partir dos 70 anos de idade e 30 de contribuição
BRASIL
Anvisa recebe pedido para análise da vacina da Janssen-Cilag
PANDEMIA
Fachin solicita informações sobre cumprimento de liminar que restringiu operações policiais no RJ
Dezembro terá três leilões com mais de 700 motocicletas pelo Detran
MS
Dezembro terá três leilões com mais de 700 motocicletas pelo Detran
ELEIÇÕES 2020
Para justificar ausência no domingo, eleitor deve baixar e-Título hoje
STF
Ministro intima PGR para que se manifeste sobre desistência de Bolsonaro de prestar depoimento
ESTADO
Agepen institui comissão para regulamentar critérios na seleção de reeducandos para o trabalho
STJ
Joesley Batista terá de pagar R$ 300 mil a Michel Temer por danos morais
INVESTIGAÇÃO
Perícia no tapa-buracos de Dourados deve ter resultado preliminar na segunda-feira

Mais Lidas

DOURADOS
Com leitos de UTI's lotados, prefeitura aumenta toque de recolher e manda fechar clubes
DOURADOS
Júri condena membros de grupo de extermínio a mais de 100 anos de prisão
PEDRO JUAN
Quatro corpos são encontrados enterrados na fronteira
BONITO
Mãe de bebê também morre após carro bater em coqueiro na MS-382