Menu
Busca quinta, 28 de maio de 2020
(67) 99659-5905
ISOLAMENTO

Em 24 horas, apenas uma cidade de MS aparece vermelha no monitoramento do Governo

03 abril 2020 - 13h05Por Da Redação

O sistema inteligente adotado pelo Governo do Estado para monitorar a taxa de isolamento social em Mato Grosso do Sul apresentou uma grande diferença no mapeamento em apenas 24 horas do anuncio feito nesta quinta-feira (2.4).

No mapa as cores, vermelho, laranja, amarelo e verde variam conforme o índice de isolamento numa escala que vai de 0,0% a 100%. O primeiro mapa, referente ao dia 1° de abril, mostra que apenas três cidades apareciam na coloração verde, e as demais em laranja ou vermelho.  Já o segundo referente ao dia 2 de abril, mostra um aumento das colorações amarela e verde, ou seja, grande parte da população atendeu as recomendações, e manteve o distanciamento social, ficando em casa. Nesta quinta-feira (2.4) apenas Antônio João ficou com média de 43,4% e coloração vermelha no monitoramento. 

A nível Brasil, Mato Grosso do Sul aparece entre os estados com mais da metade da população cumprindo o isolamento social. O comparativo entre os mapas que sinalizam a taxa média de isolamento social dos dias 1 e 2 de abril, aponta um salto de 47,2% para 54,3%.

Lembrando que os dados fornecidos ao Estado são atualizados diariamente, ou seja, a ferramenta fornece dados referentes ao dia anterior de publicação. 

O sistema

A ferramenta será utilizada de forma interna pelo Governo do Estado para direcionar ações de enfrentamento ao Coronavírus nos municípios com menos adesão ao isolamento.

O módulo de software disponibilizado pela In Loco, permite que o governo mapeie a movimentação de pessoas dentro de regiões específicas, e identifique as localidades que estão cumprindo ou não os protocolos de distanciamento social. Os dados coletados consideram um perímetro de 450 metros da residência do usuário.

A tecnologia foi desenvolvida para respeitar a privacidade das pessoas. Isso significa que a empresa não consegue identificar diretamente os usuários dos smartphones mapeados. “A única informação coletada é a localidade do aparelho, por meio de sensores presentes nos smartphones, como Wi-Fi, Bluetooth, GPS, entre outros. Portanto, não temos acesso aos dados de identificação civil como nome, RG, CPF e endereço de e-mail, por exemplo”, explica o CEO da In Loco, André Ferraz.

O projeto direcionado ao combate do coronavírus, respeita não apenas a privacidade dos indivíduos mas todos os aspectos legais previstos na Constituição Federal, Marco Civil da Internet, o Código de Defesa do Consumidor, o Código Civil e se enquadra na Lei Geral de Proteção de Dados que entrará em vigor em agosto de 2020.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORREIOS
Cadela encontra droga avaliada em R$ 200 mil em encomendas despachadas
ECONOMIA
Senado Federal aprova MP do aumento salário mínimo para R$ 1.045
CORUMBÁ
Cinco funcionários são presas acusadas de venda e receptação de tijolos
PROTOCOLOS
Comitê de ações da UEMS publica Plano de Biossegurança Institucional
POLÍTICA
Planalto teme que quebra de sigilo repercuta na cassação de Bolsonaro
CAPITAL
Homem acusado de esfaquear a mãe e um amigo da ex-mulher é preso
REMÉDIO CONTRA MALÁRIA
França proíbe uso da hidroxicloroquina para tratamento da Covid-19
PONTA PORÃ
Ambiental autua homem em R$ 15 mil por maus-tratos a animais
DATAFOLHA
Para 61% dos que viram reunião, Bolsonaro quis interferir na PF
POLÍCIA
Idosa é agredida após ter a casa invadida por morador de rua

Mais Lidas

DOURADOS
Prefeitura estende toque de recolher em 2h em Dourados
PANDEMIA
Dourados tem mais de 150 casos de Covid-19 e secretário diz ser assustadora a crescente na região
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher