domingo, 14 de agosto de 2022
Dourados
33°max
18°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
UEMS

Edital garante acesso de Refugiados e Migrantes ao Ensino Superior

04 agosto 2022 - 21h20Por Da Redação

A UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), por meio do Programa UEMS Acolhe e da Pró-reitoria de Ensino (PROE), ofertou, no início de julho deste ano, vagas no Processo Seletivo de Ingresso aos Cursos de Graduação para Refugiados, Migrantes em Situação de Vulnerabilidade e Apátridas. Tratou-se de uma iniciativa pioneira de impacto social na vida da população estrangeira em situação de vulnerabilidade no Estado.

Os candidatos aprovados na 1ª Chamada iniciaram as matrículas nesta semana, no período de 3 a 9 de agosto (não considerando o sábado e domingo, dias 6 e 7, respectivamente). No ato da matrícula, os candidatos devem apresentar seus documentos pessoais relacionados no Edital Nº 48/2022 de Convocação para Matrícula.  O edital ofertou vagas para 49 cursos e as aulas, para os cursos semestrais, iniciarão neste mês agosto de 2022 e, em fevereiro de 2023, para os cursos anuais.

O edital para Refugiados, Migrantes em Situação de Vulnerabilidade e Apátridas é um desdobramento de um dos grandes projetos institucionais da Universidade, sob coordenação do prof. Dr. João Fábio Sanches, e vinculado à Pró-reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários (PROEC), o Programa UEMS ACOLHE. “O Programa tem procurado nos últimos anos promover ações com a finalidade de atendimento diferenciado a comunidade migrante internacional no nosso estado, seja com os cursos de Português como Língua de Acolhimento, seja com as Oficinas Temáticas voltadas a orientações de naturezas diversas sobre direitos fundamentais desta população”, informou o coordenador.

O processo seletivo de ingresso de migrantes internacionais nos cursos de graduação da UEMS vem consolidar nossas aspirações para uma formação completa destes indivíduos, possibilitando acesso a um ensino superior gratuito e de qualidade, além de uma possível readequação profissional”, destacou o docente da UEMS. Para João Fábio, a expectativa de todos nós é que estes novos acadêmicos possam ampliar nossa perspectiva de acolhimento, de troca de culturas e de experiências, o que irá contribuir para com o crescimento de toda comunidade acadêmica da Universidade.

“A entrada destes novos alunos internacionais se deu a partir das notas de Linguagem e Matemática registradas no histórico escolar do ensino médio, sendo concluído no país de origem deles ou mesmo no Brasil, abrangendo pessoas que se enquadrem como refugiados, migrantes internacionais e apátridas, o que possibilitou a ampliação do número de inscritos”, concluiu o professor.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO

Projeto cria programa para auxiliar professores na compra de casa própria

Projeto cria política de prevenção e combate a assédio moral e sexual nas escolas
SEGURANÇA

Projeto cria política de prevenção e combate a assédio moral e sexual nas escolas

Eleições 2022: veja o que pode ou não no dia da votação
ELEIÇÕES 2022

Eleições 2022: veja o que pode ou não no dia da votação

SAÚDE

Projeto cria Programa Nacional de Referência em Tratamento da Fibromialgia

Brasil deve encerrar 2022 com índices de extrema pobreza em queda
ECONOMIA

Brasil deve encerrar 2022 com índices de extrema pobreza em queda

AGRICULTURA

Tecnologia de ressonância magnética reduz perdas de fertilizantes

TRABALHO E PREVIDÊNCIA

Proposta estabelece piso salarial de R$ 3,2 mil para vigilantes

TRANSPORTE

Projeto prevê bilhete único nacional para sistemas de transporte público

MATO GROSSO DO SUL

Incêndios e estiagem colocam cidades em situação de emergência

EM ANÁLISE

Projeto que muda norma geral para concursos públicos retorna ao Senado

Mais Lidas

DOURADOS

Acusado de raptar a ex e trocar tiros com a polícia tem alta e é levado para delegacia

DOURADOS

Homem que trocou tiros com a polícia na Linha do Potreirito havia sequestrado a ex

EMBRIAGUEZ

Caminhonete ocupada por cinco jovens capota na BR-376

DOURADOS

Douradense contaminado com "varíola dos macacos" viajou para o Paraguai recentemente