Menu
Busca domingo, 29 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
MATO GROSSO DO SUL

É Lei: Autistas têm atendimento prioritário em estabelecimentos comerciais

11 setembro 2017 - 11h31

As pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) passarão a contar, a partir de outubro, com atendimento prioritário em estabelecimentos comerciais e de serviços em Mato Grosso do Sul.

É o que garante lei publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta segunda-feira (11/9) e que entra em vigor oficialmente em 30 dias.

A norma, que altera a lista de prioridade normatizada pela Lei Estadual 3.530/2008, inclui os autistas na lista de prioridades da lei e também garante o mesmo benefício às gestantes, lactantes, mães acompanhadas por crianças de colo e portadores necessidades especiais.

Os estabelecimentos comerciais, de serviços e similares, ficam obrigados a fixarem em local visível uma placa listando quem tem direito ao atendimento prioritário. Proprietários de estabelecimentos que descumprirem a lei estarão sujeitos a advertências por escrito e multa de 50 Unidades Fiscais Estaduais de Referência de Mato Grosso do Sul (Uferms), o equivalente a R$ 1.196,50 neste mês de setembro.

A palavra autismo foi utilizada pela primeira vez pelo psiquiatra suíço Eugen Bleuler, em 1911, ao designar a perda de contato com a realidade. O termo refere-se às crianças estudadas por ele, que viviam em um mundo próprio, dentro de si mesmas, daí a raiz "auto" (voltado para si próprio).

Engloba diferentes síndromes caracterizadas por perturbações do desenvolvimento neurológico, com três características fundamentais, que podem se manifestar em conjunto ou isoladamente. São elas: dificuldade de comunicação por deficiência no domínio da linguagem e no uso da imaginação para lidar com jogos simbólicos, dificuldade de socialização e padrão de comportamento restritivo e repetitivo.

Também chamado de Desordens do Espectro Autista (DEA ou ASD em inglês), recebe o nome de espectro (spectrum) porque envolve situações e apresentações muito diferentes umas das outras, numa gradação que vai das mais leves à mais grave. Todas, porém, estão relacionadas com as dificuldades de comunicação e relacionamento social.

Segundo o médico Drauzio Varella, estima-se atualmente que uma em cada 100 crianças no Brasil é portadora do espectro, que afeta mais os meninos do que as meninas. Em geral, o transtorno se instala nos três primeiros anos de vida, quando os neurônios que coordenam a comunicação e os relacionamentos sociais deixam de formar as conexões necessárias. Há múltiplas causas para o autismo, entre eles, fatores genéticos, biológicos e ambientais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MUNDO
Ataque com carro-bomba deixa mortos e feridos no Afeganistão
Traficante que levaria droga para SP é preso na BR-163
DOURADOS
Traficante que levaria droga para SP é preso na BR-163
Criminoso imita abordagem de polícia para cometer roubo em Dourados
POLICIAL
Criminoso imita abordagem de polícia para cometer roubo em Dourados
Empresas de SC e RS contratam 5 mil indígenas do Estado para a colheita da maçã
OPORTUNIDADE
Empresas de SC e RS contratam 5 mil indígenas do Estado para a colheita da maçã
DOURADOS
Domingo de calor e pouca probabilidade de chuva
BRASIL
Eleitores de 57 cidades voltam às urnas neste domingo no segundo turno
TV DOURADOS NEWS
Muita luz para a cidade de Dourados, a luz que vem de Jesus, mensagem da Escola Adventista
GRANDE DOURADOS
Carreta da Justiça atenderá Jateí na segunda-feira
TRF3
Advogado está isento de anuidade da OAB a partir dos 70 anos de idade e 30 de contribuição
BRASIL
Anvisa recebe pedido para análise da vacina da Janssen-Cilag

Mais Lidas

DOURADOS
Com leitos de UTI's lotados, prefeitura aumenta toque de recolher e manda fechar clubes
DOURADOS
Primeira noite com novo toque de recolher tem flagrante de festa com 119 adolescentes
DOURADOS
Decreto é republicado por incorreção, agora com brechas para esporte coletivo e boliche
DOURADOS
Homem é preso com arma após ex-namorada correr até viatura da PM e denunciar ameaça