Menu
Busca sábado, 26 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
ASSASSINATO

Dois homens são feridos a pauladas e um deles morre no hospital

12 junho 2015 - 07h08

Dois homens foram feridos a pauladas na noite dessa quinta-feira, dia 11 de junho, em Três Lagoas, cidade localizada na região do Bolsão de Mato Grosso do Sul, e um deles morreu no hospital. Segundo o portal G1, testemunhas contaram à polícia que viram duas pessoas agredirem as vítimas.

De acordo com informações do registro policial, as vítimas foram feridas na cabeça. No colchão onde elas estavam havia muito sangue. Dois pedaços de madeira, um de 86 centímetros e outro de 58 foram encontrados próximos ao local, também com sangue.

A polícia acredita que os pedaços de madeira que foram apreendidos eram um só que se quebrou por conta das agressões.

Os dois homens foram socorridos para o Hospital Auxiliadora. Um deles, de 42 anos, morreu e o outro, que não portava documentos, continua internado em estado grave, correndo inclusive risco de morte.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL
Águia Negra encara Real Noroeste em busca da primeira vitória na Série D
MARACAJU
Mulher é presa por tráfico na frente de filha de 3 anos e bebê
DOURADOS
Guarda cumpre mandado e prende ‘Maldita’ durante festa na Cachoeirinha
BRASIL
Agências da Caixa não abrem neste sábado
CAPITAL
Jovem morre após colidir moto contra árvore em avenida
FUTEBOL
Três jogos dão continuidade à 12ª rodada do Brasileirão neste sábado
DOURADOS
Homem é baleado com tiro no ombro no Ouro Verde
DOURADOS
Motorista bêbado que fez 'strike' em cinco paga fiança de R$ 10 mil e responderá em liberdade
LOTERIA
Mega acumulada pode pagar R$ 50 milhões neste sábado
CAMPO GRANDE
Gêmeos são executados dentro de quitinete

Mais Lidas

POLÍCIA
Caminhoneiro de Dourados morre ao capotar na serra de Maracaju
PANDEMIA
Novo decreto diminui toque de recolher e libera venda de bebidas em bares até as 23h
PROSSEGUIR
Governo atualiza mapa da Covid e Dourados volta para "bandeira vermelha"
PONTA PORÃ
Polícia apreende comboio com contrabando avaliado em R$ 1 milhão