Menu
Busca quarta, 30 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
AQUIDAUANA

Do interior de presídio, detento aplicava golpes em moradores de MS

05 março 2020 - 07h32Por Da Redação

Mesmo detido no Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande, Jonathan, de 26 anos, aplicava golpes através do WhatsApp em moradores de Aquidauana, cidade localizada na região do Pantanal. Nesta quarta-feira, dia 04 de março, policiais militares da Força Tática recuperaram uma televisão negociada pelo criminoso, e prendeu duas pessoas suspeitas de envolvimento no esquema. 

Os agentes descobriram como o estelionatário agia após serem acionados por uma jovem, de 24 anos, que foi procurada pelo rapaz após publicar o anúncio da venda de uma TV no Facebook. Ele entrou em contato pelo número deixado pela vítima na rede social, e até enviou o comprovante de pagamento do produto. Como o valor não foi creditado, a moradora suspeitou ter sido vítima de um golpe e ligou para polícia.

O criminoso, inclusive, já havia mandado um taxista buscar o eletrônico. Ao ser abordado o profissional contou que teria de entregar a televisão a um casal em frente a uma escola pública no Bairro Guanandy. Os policiais então foram até o local e flagraram os suspeitos, que confirmaram que guardariam a TV para Jonathan. No momento da abordagem, o detento ligava insistentemente no telefone do homem, que também mantinha contato com o preso por mensagens.

Diante do flagrante, o homem contou que ainda nesta quarta-feira, havia recebido a mando de Jonathan um vídeo game que o criminoso também havia negociado com o falso depósito. O produto foi recuperado. Segundo o site JNE, há suspeitas de que outras pessoas estejam envolvidas no mesmo golpe aplicado pelo detento. O casal foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Aquidauana.

Histórico

Jonathan Roberson cumpre pena por tráfico de drogas, mas também tem passagem policial por homicídio. A mãe do jovem, Sandra Ramona, que também está presa, ficou conhecida na região de Aquidauana por liderar esquema de tráfico de drogas.

Os esquemas foram descobertos a partir de interceptações telefônicas feitas pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), na época do furto de cocaína da Delegacia de Polícia Civil de Aquidauana. Segundo a denúncia, o delegado Eder de Oliveira Moraes facilitava as ações da quadrilha liderada por Sandra Ramona, presa em março de 2019.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
STJ nega pedido de Flávio Bolsonaro para anular decisões das 'rachadinhas'
IVINHEMA
Polícia Civil indicia mulher por provocar auto aborto em cidade de MS
UEMS
Projeto desenvolve "Sacolas de Inventar" para levar brincadeiras
CAMPO GRANDE
Polícia divulga foto de suspeito de assassinar garota de 18 anos a tiros
9ª REGIÃO MILITAR
Exército Brasileiro realiza a Operação Herácles de fiscalização em MS
CRIME AMBIENTAL
Pecuarista é multado em R$ 10 mil por manter duas antas em cativeiro
PANTANAL
Bombeiros superam cansaço e calor para controlar incêndios no Amolar
CAPITAL
Garras prende três com droga e munições para fuzil AK-47 na BR-163
LOTERIA
Confira as dezenas sorteadas da Mega-Sena; prêmio é de R$ 60 milhões
COXIM
Polícia Ambiental captura iguana em prateleira loja de utilidades

Mais Lidas

REGIÃO
Homem que disse ter encontrado mulher morta volta atrás e confessa feminicídio
LAGUNA CARAPÃ
Homem sente falta de esposa, vai procurar e a encontra morta em poço
DOURADOS
Disputa pela prefeitura tem dois milionários e total de bens chega a R$ 13 milhões
CAPITAN BADO
Ataque de pistoleiros a veículo deixa dois mortos na fronteira