Menu
Busca sábado, 31 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
ECONOMIA

“Desempenho do PIB demonstra força da economia de MS”, diz Reinaldo Azambuja

17 novembro 2017 - 18h05Por Da Redação

“Construímos um Estado economicamente forte”, afirma o governador Reinaldo Azambuja, ao comentar o desempenho do Produto Interno Bruto (PIB) sul-mato-grossense, que registrou o melhor resultado entre todos os estados do País.

Relatório de contas públicas divulgado pelo IBGE nesta semana apontou diminuição de apenas 0,27% no PIB de MS em 2015 em relação ao ano anterior, enquanto a média nacional foi de 3,55% negativos. Em Goiás, por exemplo, a retração na economia chegou a 4,26%.

Em Mato Grosso do Sul, o agronegócio foi apontado como o principal responsável por minimizar os efeitos da crise econômica. “Isso é resultado do empenho do setor produtivo, do empresariado e de toda a sociedade que junto com o governo fez de Mato Grosso do Sul um Estado que cresceu e produziu riqueza mesmo na crise, gerando oportunidades à população”, enfatiza.

Conforme o governador, o ambiente de credibilidade e desenvolvimento criado em MS tem contribuído para fomentar os resultados que posicionam o Estado em lugar de destaque no cenário nacional não somente em relação ao PIB. 

Indicadores

Segundo o Centro de Liderança Pública, MS é o 5º Estado mais competitivo do Brasil. Levantamento do Jornal Valor Econômico (publicado neste segundo semestre) mostrou que o Governo foi um dos únicos do país a aumentar os investimentos em infraestrutura em 2017, com 36% a mais que no ano anterior, ao lado apenas do Rio Grande do Sul – enquanto nos demais estados a aplicação de recursos em obras recuou. MS também foi um dos estados que mais apresentou saldo positivo na geração de empregos mesmo na fase mais aguda da crise, bem como a menor desigualdade de renda entre as unidades da federação. 

“Soubemos criar as condições para estabilidade fiscal com uma menor estrutura administrativa, definindo o teto de gastos, aprovamos com o setor empresarial o fundo de incentivos fiscais e agora estamos naquela que talvez seja a última reforma estruturante que é a da previdência”, detalhou o governador.

De acordo com ele, as medidas tomadas demonstram que o Governo não está preocupado com popularidade, mas em fazer o que precisa ser feito para que o Estado continue entregando obras e investimentos à população. “PIB representa riqueza, desenvolvimento, gerar oportunidades. É esse pensamento que nós temos e vamos continuar com MS crescendo e se desenvolvendo”, afirma.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Taubaté vence a Supercopa de Vôlei e Guanandizão é reinaugurado em grande estilo
NOTA PREMIADA
Contribuinte que pediu nota fiscal com o CPF disputa prêmio de R$ 300 mil neste sábado
CINEMA
Famoso por interpretar 007, Sean Connery morre aos 90 anos
PANDEMIA
Com óbito de morador local, Dourados chega a 108 mortes por coronavírus
REGIÃO
Pai e filho são presos por homicídio em Paranaíba
ELEIÇÕES 2020
Candidatos agora só podem ser presos em flagrante
DOURADOS
Semáforo da Marcelino Pires é removido para canteiro, após acidente
ESPORTES
Aparecidense enfrenta Águia Negra no G4 da Série D
CAPITAL
Gerente de choperia é autuado em R$ 5 mil por poluição sonora
MS
Salário de outubro já está disponível para servidores estaduais

Mais Lidas

JÚRI
Assassinos de jovem após "tribunal do crime" em Dourados são condenados
VILA VARGAS
Hotéis em distrito de Dourados eram utilizados como entreposto do contrabando
DOURADOS
Homem suspeito de estuprar criança que saiu para comprar doce é colocado em liberdade
AVENIDA PRESIDENTE VARGAS
Titan com quase R$ 400 mil em multas é apreendida em Dourados