Menu
Busca terça, 14 de julho de 2020
(67) 99659-5905
LEGISLATIVO

Deputados aprovaram 20 matérias na sessão desta terça-feira

17 dezembro 2019 - 14h05Por Da Redação

Os parlamentares da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) aprovaram 20 matérias nesta manhã de terça-feira (17), na Ordem do Dia da sessão ordinária.

Dentre as propostas, foi aprovado o Projeto de Emenda Constitucional 07/2019, em redação final. O documento do Poder Executivo altera a redação e acrescenta dispositivos à Constituição Estadual de Mato Grosso do Sul, modifica o Sistema de Previdência Social e estabelece regras de transição.

Segunda discussão

De autoria do Poder Executivo, treze propostas foram aprovadas em segunda discussão. Um deles é o Projeto de Lei Complementar 11/2019, que altera a redação e acrescenta dispositivos ao art. 13 da Lei Complementar 230, de 9 de dezembro de 2016. Assim como o Projeto de Lei Complementar 14/2019, que dispõe sobre a adesão à contribuição a que se referem os arts. 27-A a 27-C da Lei Complementar 93, de 5 de novembro de 2001, por empresas beneficiárias de incentivos ou benefícios fiscais.

Já o Projeto de Lei Complementar 16/2019, também entre os aprovados, acrescenta dispositivos ao art. 90 e altera a redação das alíneas do inciso I do caput do art. 95 da Lei Complementar 53, de 30 de agosto de 1990, que dispõe sobre o Estatuto dos Policiais Militares de Mato Grosso do Sul. Enquanto que, igualmente aprovado, o Projeto de Lei Complementar 17/2019 altera a redação e acrescenta dispositivos à Lei Complementar 114, de 19 de dezembro de 2005, que aprova a Lei Orgânica da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, dispõe sobre sua organização institucional e as carreiras, os direitos e as obrigações de seus membros, e acrescenta dispositivo à Lei Complementar 247, de 6 de abril de 2018.

Seguindo a lista dos aprovados em segunda discussão, o Projeto de Lei 299/2019 altera e acrescenta dispositivos à Lei 2.315, de 25 de outubro de 2001, que dispõe sobre o Processo Administrativo Tributário. E, ainda, o Projeto de Lei 300/2019 altera a redação dos arts. 3º e 18 da Lei nº 4.857, de 6 de maio de 2016, que institui o Programa de Regularização de Contratos de Imóveis, pertencentes ou incorporados à carteira imobiliária da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab), denominado Morar Legal - Regularização.

O Projeto de Lei 301/2019, que autoriza a Agehab a doar, com encargo, lotes de terrenos de sua propriedade a beneficiários do Programa de Produção e Adequação Habitacional Integrada e Fomento ao Desenvolvimento Urbano do Estado, também foi aprovado. Bem como o Projeto de Lei 302/2019, que institui o Programa Habitacional para implementar a construção de unidades habitacionais destinadas a moradores da comunidade Aldeia Água Bonita, localizada na zona de expansão urbana de Campo Grande.

Ainda entre os de autoria do Executivo, foi aprovado o Projeto de Lei 303/2019 que aprova o orçamento do Fundo Estadual de Segurança Pública (Fesp) e o Projeto de Lei 305/2019, que altera a redação e acrescenta dispositivos ao art. 192 da Lei 1.102, de 10 de outubro de 1990, que dispõe sobre o Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Poder Executivo, das Autarquias e das Fundações Públicas de Mato Grosso do Sul.

O Projeto de Lei 306/2019, que altera a redação e revoga dispositivo da Lei 5.143, de 27 de dezembro de 2017 também foi aprovado. Além do Projeto de Lei 307/2019, que dispõe sobre a Gestão Democrática do Ensino e Aprendizagem, sobre o processo de seleção dos dirigentes escolares e dos membros do Colegiado Escolar; e do Projeto de Lei 314/2019, que altera e acrescenta dispositivos à Lei 2.957, de 22 de dezembro de 2004.

De autoria da Mesa Diretora da ALEMS, foram aprovados dois projetos de lei em segunda discussão: o 263/2019, que altera o disposto no parágrafo único do art. 2º da Lei 5.169, de 5 de abril de 2018, que dispõe sobre a Reposição Salarial e Reformulação da Tabela de Vencimento dos Servidores do Poder Legislativo; e o 276/2019, que altera o caput art. 2º da Lei 5.336, de 10 de julho de 2019, e prorroga a vigência do Programa de Aposentadoria Incentivada do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul.

Primeira discussão

No total, duas matérias foram aprovas em primeira discussão. Do Executivo, o projeto 319/2019, que altera a redação de dispositivos da Tabela de Taxas de Serviços Estaduais, de que trata o art. 187 da Lei Estadual 1.810, de 22 de dezembro de 1997; e o 320/2019, que altera dispositivos da Lei Estadual 1.810, de 22 de dezembro de 1997, da Lei 2.062, de 23 de dezembro de 199, e a redação de dispositivos da Tabela de Taxas de Serviços Estaduais nela prevista.

Discussão única

Os deputados aprovaram em discussão única o veto do Poder Executivo ao Projeto de Lei 100/2016, do deputado Lidio Lopes (PATRI). Por fim, também aprovaram o Projeto de Decreto Legislativo 14/2019, do presidente da Casa de Leis, deputado Paulo Corrêa (PSDB), que revoga o Decreto Legislativo 606, de 29 de novembro de 2018, que inicia o processo de tombamento do Complexo dos Poderes no município de Campo Grande.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
TJMS condena réu de tentativa de furto por resistência e desacato
ECONOMIA
Petrobras bate recorde na produção de diesel menos poluente
PANDEMIA
Secretarias municipais devem encaminhar resultados de testes rápidos da Covid-19 à SES
CALIFÓRNIA
Corpo de atriz de Glee é encontrado por oficiais
REGIÃO
Adolescente é apreendido pela PM pela décima vez em 2020
BRASIL
Mourão diz que desmatamento foi além do aceitável na região amazônica
EDUCAÇÃO
Feira científica de MS abre inscrições para alunos da rede pública e privada de todo o Brasil
REGIÃO
Quatro são autuados pela PMA por pesca ilegal no rio Sucuriú
COTAÇÃO
Dólar fecha em alta atento a cenário externo
REGIÃO
Barraca de atendimento a suspeitos de Covid-19 é rasgada por vândalos

Mais Lidas

DOURADOS
‘Deus no comando amem’: antes de crimes, atirador postou pregação religiosa
BARBÁRIE
Homem assassina ex, atira em crianças e se mata no altar de igreja em Dourados
DOURADOS
Atirador baleou criança de quatro anos na cabeça ao abrir fogo para matar ex-mulher
DOURADOS
Atirador chegou em igreja na hora da comunhão e entrou dizendo ter feito bobagem