Menu
Busca sábado, 05 de dezembro de 2020
(67) 99659-5905
CAMPO GRANDE

Denúncias de demora na fila resultam em autuações de agências bancárias

22 setembro 2017 - 15h50

De 12 a 19 de setembro, fiscais da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), ligada à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), autuaram três agências de uma mesma instituição bancária, na Capital, por demora no atendimento.

As inspeções foram realizadas para averiguar denúncias de tempo de espera recebidas pelos canais de denúncia do Procon Estadual. Foram fiscalizadas seis agências localizadas na avenida Mascarenhas de Moraes, rua Barão do Rio Branco, nas avenidas Gury Marques, Bandeirantes e Mato Grosso e na rua Treze de Maio. As três últimas foram as autuadas. Em um dos estabelecimentos foi constatada demora de até 1h46 minutos.

Somente em 2017, de janeiro até hoje (22.9), o Procon Estadual já realizou fiscalizações em 14 agências dessa instituição bancária, 12 em Campo Grande, uma em Corumbá e outra em Nova Andradina, o que resultou, no total, em nove autos de infração.

De acordo com a legislação estadual (Lei nº 2.085/2000), as instituições bancárias e financeiras que operam em Mato Grosso do Sul são obrigadas a prestar o atendimento à população no espaço de tempo máximo de 15 minutos. A lei também exige que os bancos forneçam ao cliente uma senha com o registro eletrônico do horário de sua entrada e saída do estabelecimento.

Em Campo Grande, existe também a Lei municipal nº 4303/2005 que considera tempo razoável para atendimento a espera de até 20 minutos nos dias de pagamento a servidores públicos, de vencimento de contas de concessionárias de serviços públicos e de recebimento de tributos. Nas vésperas de feriados prolongados, esse tempo de atendimento é de até 25 minutos. Em dias normais, o tempo de espera deve ser de até 15 minutos, conforme a Lei Estadual.

No interior do Estado, o problema de espera nas filas bancárias foi apontado durante o 12º Encontro do Sistema Estadual de Defesa do Consumidor de Mato Grosso do Sul, realizado na Capital no dia 13 de setembro. Segundo o superintendente do Procon/MS, Marcelo Salomão, está sendo feito um levantamento, com registro fotográfico das filas, com o objetivo de solicitar à instituição bancária a ampliação dos caixas para redução do tempo de espera e melhoria dos serviços prestados.

Denúncias

O Procon Estadual disponibiliza o número 151, por meio do qual os consumidores podem denunciar a demora da fila de banco e também outras irregularidades nas relações de consumo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia recupera celular furtado e identifica adolescente como suspeito do crime
BONITO
Polícia recupera celular furtado e identifica adolescente como suspeito do crime
Jabuti com casco dilacerado, periquito ferido e gambá são resgatados pela PMA
BONITO
Jabuti com casco dilacerado, periquito ferido e gambá são resgatados pela PMA
Abevê ressalta a importância da prevenção contra o câncer de mama e próstata
SAÚDE
Abevê ressalta a importância da prevenção contra o câncer de mama e próstata
Prazo para produtores de soja cadastrarem área de plantio vai até 31 de dezembro
RURAL
Prazo para produtores de soja cadastrarem área de plantio vai até 31 de dezembro
DOURADOS
Populares encontram carro, mas vítima de roubo segue desaparecida
IMUNIZAÇÃO
Rússia começa a vacinar principais grupos de risco contra covid-19
DOURADOS
Aced questiona prefeitura e diz que horário estendido evita aglomeração no comércio
LOTERIA
Com maior premiação da história alcançada, Loteca pode pagar R$ 5,7 mi na segunda
PANDEMIA
Em 24h, MS confirma quase 1,3 mil novos casos e 9 mortes por Covid-19
BODOQUENA
Acidente que matou dois em rodovia aconteceu durante tentativa de ultrapassagem

Mais Lidas

DOURADOS
Novo decreto não autoriza horário estendido do comércio em dezembro
TRÊS LAGOAS
Mãe vê menina com vizinho ao chegar do trabalho e descobre estupro
ECONOMIA
Pessoas que receberam auxílio emergencial irregular serão cobradas por SMS
PANDEMIA
Com novo óbito, Dourados confirma sexta morte por Covid em quatro dias