Menu
Busca sábado, 25 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
TRAFEGO

Decretada situação de emergência na ponte sobre o rio Paraguai

04 setembro 2014 - 11h09

O governador André Puccinelli decretou situação de emergência por 180 dias na ponte de concreto da rodovia BR-262, construída sobre o Rio Paraguai, em Corumbá, considerando a gravidade do acidente causado por uma embarcação com bandeira paraguaia, na madrugada do dia 26 de agosto, ao atingir três pilares da via. O impacto deslocou parte da superestrutura da ponte.

O decreto nº 50, publicado a página dois do Diário Oficial do Estado (DOE), nesta quinta-feira, dia 04 de setembro, baseou-se em laudos técnicos, em relatório da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil e também nos atos de decretação de emergência assinados no último dia 2 de setembro pelos prefeitos de Corumbá e Ladário, respectivamente Paulo Roberto Duarte e José Antônio Assad e Faria.

Conforme os laudos técnicos, o choque do comboio paraguaio, composto de um empurrador e seis barcaças carregadas com farelo de milho estacionadas às margens do rio, no Porto Morrinho, distante 70 quilômetros de Corumbá, avariou os pilares P3, P4 e P5, no sentido jusante, em 20 centímetros e danificou também os aparelhos de apoio às vigas, que funcionam como equalizadores.

###Prejuízos à cadeia econômica
A medida adotada pelo governo do Estado considerou, ainda, que, em decorrência dos danos causados à ponte, o tráfego de carretas de categorias CAT 7, 8 e 9 eixos foi interrompido, com liberação intercalada de cada lado da via para os demais veículos para garantir a segurança no local. O fato de a BR-262 ser o único acesso rodoviário aos municípios de Corumbá e Ladário foi realçado no decreto.

O colapso na estrutura de sustentação da ponte, afetando negativamente a cadeia econômica dos dois municípios, também motivou a situação de emergência. O decreto cita os prejuízos no abastecimento de produtos de consumos diversos – "caminhando para uma desassistência à população pantaneira" -, atividades turísticas e escoamento da produção primária da região, que detém uma das maiores reservas minerais do Brasil.

###Apoio aos municípios
O desastre ocorrido na madrugada do dia 26 de agosto foi classificado e codificado como “colapso de edificações”, conforme instrução normativa nº 01/2012, do Ministério da Integração Nacional. O ato assinado por André Puccinelli autoriza os órgãos da administração estadual direta e indireta a prestarem apoio suplementar aos municípios afetados, em articulação com a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO
Mulher é autuada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida
ANEEL
Conta de energia continua com bandeira vermelha em outubro
CAPITAL
Haitiano invade delegacia, detona viatura e dá prejuízo de R$ 25 mil
Inova Unigran inicia o evento "Investimento & Startup" na terça-feira
GERAL
Inova Unigran inicia o evento "Investimento & Startup" na terça-feira
Mulher inventa roubo de carro alugado e acaba autuada ao registrar BO
REGIÃO
TJ/MS implementará 100% dos serviços presenciais no dia 18 de outubro
VIOLÊNCIA
Homem volta com foice após falhar ao tentar matar homem a tiros
EDUCAÇÃO
UEMS realiza palestra sobre 'Leitura e Literatura para bebês e crianças'
BATAYPORÃ
Polícia Civil prende mulher condenada por tráfico de drogas
BRASIL
Ministro anuncia dose de reforço contra Covid a profissionais de saúde

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é encontrado morto em casa por funcionária na Vila São Brás
RACISMO
Em SP, DJ Alok recorda exclusão de integrantes do 'Brô MCs' durante show em Dourados 
TRAGÉDIA 
Motociclista morre na BR-163 em Dourados após bater em uma capivara 
DOURADOS
Júri condena jovem que matou amiga com tiro na nuca e alegou 'acidente'