Menu
Busca segunda, 20 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
GRANDE DOURADOS

Ação resulta em apreensão de alimentos impróprios

14 agosto 2014 - 15h00

A Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo) realizou na semana passada, uma ação conjunta com fiscais agropecuários do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), além da Vigilância Sanitária Estadual.

Segundo a assessoria, as fiscalizações foram realizadas nos municípios de Glória de Dourados, Deodápolis, Jateí, Vicentina, distritos e vilas da região e resultaram na retirada de circulação de 1,5 tonelada.

As ações visavam à fiscalização e combate aos crimes contra as relações de consumo e ao trânsito e comércio irregulares de animais, produtos e subprodutos de origem animal clandestinos.

Em Jateí, uma casa de carne teve mais de 200 quilos de carne bovina apreendidos por não ter inspeção do órgão sanitário oficial. Além disso, na propriedade rural do dono do estabelecimento, foi localizada e apreendida uma talha, objeto utilizado na prática de abate clandestino de animais.

Também foram localizados e apreendidos 172 couros bovinos em processo de conservação, os quais foram apreendidos em razão do proprietário não possuir licença para essa prática, além de figurar outro indício da prática de abate clandestino de bovinos.

Em Lagoa Bonita, distrito de Fátima do Sul, durante fiscalização a outra casa de carne, foi apreendido 275 quilos de carne bovina sem comprovação de origem e sem inspeção sanitária. Na propriedade rural do dono do estabelecimento, foram localizados e apreendidos 17 couros bovinos em processo de conservação, que estavam armazenados em um cômodo de madeira, além de restos de animais em decomposição, ossos, sangue e vísceras, demonstrando claramente a prática de abate clandestino de animais costumeiro no local.

As ações objetivavam a orientação dos comerciantes, porém, demonstra a prática usual de abate clandestino, bem como o descumprimento das normas sanitárias vigentes, o que configura não só crimes, mas o desrespeito para com as normas de saúde pública e para com as pessoas que poderão consumir tais produtos, bem como concorrência desleal, trazendo prejuízos aos fornecedores sérios que atendem as normas sanitárias corretamente.

Segundo a autoridade policial e demais autoridades sanitárias, “o consumo de tais produtos pode acarretar diversas doenças para o ser humano, como brucelose, tuberculose, cisticercose entre outras, e ocasionando transtornos gástricos tais como diarreia, vômitos, podendo levar a óbito”.

“Os responsáveis pelos estabelecimentos responderão a procedimento administrativo junto à Vigilância Sanitária Estadual e à Iagro e ainda poderão responder a inquérito policial, por crime contra as relações de consumo, cuja pena pode variar de 02 a 05 anos de prisão”, finaliza o delegado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dupla é presa em flagrante com drogas e dinheiro
REGIÃO
Dupla é presa em flagrante com drogas e dinheiro
Homem perseguia comerciante há meses e foi preso em Brasilândia
CRIME
Homem perseguia comerciante há meses e foi preso em Brasilândia
Com previsão de 43°C, Dourados tem alerta de onda de calor e de baixa umidade
TEMPO
Com previsão de 43°C, Dourados tem alerta de onda de calor e de baixa umidade
CASSILÂNDIA
Após sair da prisão, homem mantém ex-mulher em cárcere por seis dias
Decreto regulamenta reconhecimento de dívidas da União junto à Caixa
BRASIL
Decreto regulamenta reconhecimento de dívidas da União junto à Caixa
REGIÃO
Mulher apanha, é forçada a ir em festa e homem vai preso
HOMENAGEM
Sessão solene da Câmara de Dourados celebra o Dia do Povo Gaúcho no CTG
CRIME DE ABANDONO
Cinco cães são resgatados em situação de maus-tratos na capital
ETAPA CORUMBÁ
Jardim e Nioaque são campeões da Região Oeste da Liga MS de Voleibol
ECONOMIA
Começam a valer hoje novas alíquotas do IOF

Mais Lidas

'AMIGÃO'
Bêbado bate carro e deixa amigo ferido em canteiro
EVENTO CLANDESTINO
PM encerra festa com pelo menos 2 mil pessoas em Dourados
POLO INDUSTRIAL
Expansão industrial impulsiona investimentos logísticos em Dourados
LOTERIA
Douradense fatura R$ 31 mil ao acertar na quina