Menu
Busca sábado, 15 de agosto de 2020
(67) 99659-5905
ASSEMBLEIA

CPI da Energisa prevê retomada dos trabalhos em setembro

09 julho 2020 - 06h33Por Da Redação

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Energisa aguarda o retorno das atividades presenciais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) para dar continuidade aos trabalhos realizados pelo colegiado. 

A CPI foi instaurada para investigar possíveis erros de medição cometidos pela concessionária de energia elétrica no Estado, Energisa, e que estariam causando aumentos abusivos e sucessivos nas faturas de energia, conforme denunciaram milhares de consumidores.

Na segunda-feira (6), estiveram reunidos o presidente da CPI, deputado estadual Felipe Orro (PSDB), e o relator, deputado Capitão Contar, quando discutiram e traçaram novas estratégias para a retomada das investigações. Os trabalhos foram paralisados devido à pandemia da Covid-19, que também obrigou o fechamento da Casa de Leis ao público, funcionando apenas com sessões, reuniões de comissões e de frentes parlamentares, realizadas apor videoconferência.

A CPI também aguarda decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) sobre recurso interposto para garantir a aferição dos 200 relógios medidores no laboratório de engenharia da Universidade de São Paulo (USP), de São Carlos. Por decisão monocrática, a inspeção foi suspensa.

A CPI da Energisa foi intimada no mês de maio sobre a liminar em mandado de segurança que suspendeu a perícia de 200 medidores de consumo na USP de São Carlos. A concessionária alegou que o laboratório da Universidade não teria acreditação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) para realizar o trabalho de aferição. Ainda em maio, foram impetrados dois recursos pela Mesa Diretora da Casa de Leis, visando manter a perícia dos 200 relógios medidores na USP. Em um dos recursos, encaminhado ao presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Paschoal Carmello Leandro, foi solicitada a suspensão da liminar para dar prosseguimento à perícia nos medidores.

Para evitar contágios pela Covid-19, a Mesa Diretora da ALEMS suspendeu as reuniões presenciais da CPI da Energisa até o dia 31 de agosto. Até o momento foram recolhidos 97 relógios medidores de consumo, que aguardam a perícia na USP São Carlos. A CPI da Energisa continua com seus trabalhos remotos e reforça que qualquer cidadão pode fazer denúncias, sugestões ou reclamações através do telefone (67) 3389-6509, ou no e-mail cpidaenergisa@al.ms.gov.br. O sigilo é garantido caso o denunciante solicitar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PONTA PORÃ
Aos 40 anos, "Chuchu" foi executado com tiros de pistola 9 milímetros
PANDEMIA
Governo Federal executou menos da metade dos recursos para covid-19
SOCIAL
Dourados adquire ônibus para funcionar como CRAS ambulante
UNIGRAN
Acadêmico de Fisioterapia tem trabalho publicado em revista internacional
RIO BRILHANTE
Jovem flagra padrasto tentando invadir casa e se masturbando ao olhar para ela
AGRESSOR DE BOLSONARO
STJ mantém Adélio Bispo no presídio federal de Campo Grande
CORUMBÁ
Idosa de 74 anos é flagrada ao levar cocaína para o filho presidiário
FUTEBOL
Grêmio oficializa venda do atacante Everton Cebolinha para o Benfica
MEIO AMBIENTE
Paranaense é multado em R$ 55 mil por desmatamento ilegal de vegetação
JUSTIÇA
Consumidora que não recebeu móveis planejados será indenizada

Mais Lidas

DOURADOS
Fogo destrói lanchonete, invade loja e queima várias motocicletas
DOURADOS
Decreto deve autorizar volta de cursos profissionalizantes e atividades práticas de universidades
PANDEMIA
Prefeitura autoriza abertura de bares e flexibiliza funcionamento de outros setores
DOURADOS
Operação 'Gambiarra' mira reformas de escolas municipais pagas por secretária em nome de empresa