Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
(67) 99659-5905
ENCONTRO

Congresso de Direito Processual reúne comunidade jurídica na capital

14 setembro 2017 - 12h08

Teve início, na manhã desta quinta-feira, dia 14 de setembro, o IV Congresso de Direito Processual Civil de Mato Grosso do Sul que leva a Campo Grande renomados doutrinadores e juristas brasileiros. O evento ocorre no Novotel até amanhã (15) e de sua abertura participaram o Desembargador Júlio Roberto Siqueira Cardoso, diretor-geral da Ejud-MS e coordenador geral do congresso, que representou o presidente do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Desembargador Divoncir Schreiner Maran, o coordenador acadêmico Luiz Henrique Volpe Camargo, o Desembargador Odemilson Roberto Castro Fassa, vice-diretor da EJUD-MS, o presidente da Amamsul, Fernando Chemin Cury, o Deputado Estadual Paulo Corrêa, O procurador-geral do Município de Campo Grande, Alexandre Ávalo, o vereador João Rocha, o professor Nilton César Antunes da Costa.

Com o plenário lotado de operadores do Direito, o IV Congresso de Direito Processual Civil de MS irá debater os temas mais palpitantes do Código de Processo Civil de 2015 (Lei 13.105). O encontro objetiva debater principais alterações do CPC/2015, 500 dias após sua entrada em vigor e oportunizar aos participantes um ambiente de discussão e aprendizagem.

Com 23 painéis de debates, o IV Congresso de Direito Processual Civil de MS é apresentado, de modo inovador, no formato "stand up jurídico". No início dos trabalhos, Paulo Lucon apresentou o tema Sustentabilidade de Vícios em Grau Recursal, tendo como presidente do painel, o Des. Odemilson Fassa, e José Miguel Garcia Medina falou sobre Fundamentação da Decisão Judicial, juntamente com o Des. Nélio Stábile.

"Serão dois dias de intensos debates e de grandes aprendizados, porque conseguimos reunir valorosos juristas que são o melhor que se existe, atualmente no Brasil, em termos de Direito Processual Civil", disse na abertura o Des. Júlio Roberto Siqueira Cardoso, diretor-geral da Ejud-MS e coordenador geral do congresso.

O IV Congresso de Direito Processual Civil de MS é uma parceria do Tribunal de Justiça de MS, por intermédio da Escola Judicial do Estado de Mato Grosso do Sul (Ejud-MS), com a Escola de Direito Processual Civil (Edpc) e acontece em homenagem ao Professor Antônio Carlos Marcato.

Dentre os renomados profissionais e doutrinadores do Congresso estarão Antônio Carlos Marcato, Alexandre Freire, Dierle Nunes, Flávio Cheim Jorge, Luiz Henrique Volpe Camargo, Rogéria Fagundes Dotti e Ronaldo Cramer.

Ainda nesta quinta-feira (14), serão tratados os temas: Arbitragem e Agronegócio, com André Monteiro; Limites aos Poderes Judiciais no Novo CPC, com Maurício Cunha; Tutela Provisória, com Lia Carolina Batista Cintra; Cumulação de Pedidos de Divórcio e Reparação de Danos, com Regina Beatriz Tavares da Silva; Dogmas Probatórios, com Willian Santos Ferreira; Meios Executivos Atípicos na Execução de Pagar Quantia Certa, com Daniel Amorim Assumpção Neves; Apelação e Agravo de Instrumento no Novo CPC, com Pedro Miranda de Oliveira; Mediação no novo CPC, com Ana Marcato; A Paternidade na visão dos Tribunais, com Lauane Andrekowisk Volpe Camargo; Novidades do CPC de 2015 no cumprimento da sentença e na execução, com Ricardo Aprigliano.

Já no último dia do Congresso (15), os temas serão: Decisão Parcial de Mérito, com Rogéria Fagundes Dotti; Os Recursos Extraordinários e Especial e o CPC/15, com Flávio Cheim Jorge; Julgamentos Repetitivos no STJ e seu Impacto em 1º e 2º Graus, com Alexandre Freire; Direito Material e Processo no Novo CPC 2015, com Rodrigo Mazzei; A Intervenção do Amicus Curiae, com Carolina Moraes Migliovacca; Poderes do Relator, com Fabiano Carvalho; Questões Prejudiciais e Coisa Julgada, com Eduardo Talamini; A Força dos Precedentes no Novo CPC e os Instrumentos de Alegação Distinção, com Luiz Henrique Volpe Camargo; Artigo 942 do novo CPC – Técnica de Ampliação do Colegiado, com Ronaldo Cramer; Algumas Questões Polêmicas do Juízo de Admissibilidade dos Recursos Extraordinários, com Dierle Nunes.

No final, Antônio Carlos Marcato fecha o evento com a Palestra 500 dias do Novo CPC e recebe a homenagem pela obra e serviços prestados na construção dos estudos e dogmática do Processo Civil no Brasil.


Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Empresária paulista perde R$ 50 mil ao negociar compra de sucata
ECONOMIA
Governo Federal libera mais R$ 28,7 bilhões para auxílio emergencial
TRÁFICO
PRF apreende 254 quilos de maconha e prende batedores na fronteira
SUPREMO
Celso de Mello envia à PGR requerimento contra Carla Zambelli
PONTA PORÃ
Motorista não explica procedência de R$ 68 mil e acaba na Polícia Federal
ARTISTA
Pagamento da 1ª parcela do edital “MS Cultura Presente” está disponível
POLÍTICA
Governo vai disponibilizar lista de quem recebeu auxílio emergencial
JUSTIÇA
Após 26 dias presa, mulher que matou marido a facadas ganha liberdade
BANDEIRA TARIFÁRIA
Conta de luz não terá cobrança extra até o fim do ano, informa Aneel
BR-262
Veículo furtado na Bahia é recuperado durante barreira sanitária

Mais Lidas

DOURADOS
Prefeitura estende toque de recolher em 2h em Dourados
PANDEMIA
Dourados tem mais de 150 casos de Covid-19 e secretário diz ser assustadora a crescente na região
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher