Menu
Busca quinta, 21 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
PLURIDADE

Congresso espera reunir cinco mil pessoas na Capital

02 fevereiro 2016 - 12h21

Sob o tema central “Diferença sim, desigualdade não: Pluralidade na invenção da vida”, Campo Grande sedia, entre os dias 21 e 24 de março, o 12º Congresso Internacional da Rede Unida.

O evento reunirá cerca de cinco mil representantes de movimentos sociais, profissionais, pesquisadores, estudantes, professores e gestores das áreas da saúde e da educação em saúde, do Brasil e do exterior.

“O tema central visa valorizar a vida, enquanto representação da diversidade e também da singularidade, que se apresenta como um grande desafio no cotidiano, que nos confronta enquanto atores sociais. E, a partir disto, nos deixa a indagação: Como potencializar a interação social no sentido do respeito ao outro, à saúde e à vida?”, explica Vera Lúcia Kodjaoglanian, coordenadora do Congresso.

Segundo o Coordenador Nacional da Rede Unida, Alcindo Ferla, o objetivo principal do Congresso é fomentar o debate sobre temas focais da saúde e da educação em saúde. “Para isso, vamos tratar da pluralidade da construção dos processos críticos-reflexivos no agir, no ensinar, no aprender e no produzir a saúde, que emergem como necessidades elementares para o fortalecimento do SUS e da Sociedade”.

A programação do evento está dividida em quatro grandes eixos: Trabalho na Saúde, Educação na Saúde, Gestão na Saúde e Participação na Saúde. Para debater estes temas o Congresso realizará 191 rodas de conversa e 68 távolas (mesas de debate) que se debruçarão sobre os cerca de 3 mil trabalhos inscritos e relatos de experiências na área da saúde e da educação na saúde. Outras 43 távolas debaterão os mesmos quatro eixos com convidados de diversos países.

O Congresso abrigará, ainda, quatro fóruns internacionais: o 5º Fórum Internacional de Educação na Saúde, o 4º Fórum Internacional de Atenção Básica, o 3º Fórum Internacional de Cooperação na Saúde e Políticas Públicas e o 3º Fórum Internacional de Participação em Saúde, Políticas Públicas e Educação Cidadã. Estes eventos contarão com a participação de pesquisadores, gestores e trabalhadores da saúde de países como a Argentina, Bolívia, Costa Rica, Colômbia, Cuba, Espanha, Estados Unidos, França, Haiti, Inglaterra, Itália, Uruguai e Venezuela.

Também compõe a programação do evento o Seminário Internacional de Rotas Críticas (que trata de violência e desigualdade de gênero), o Seminário Internacional da saúde dos Povos Indígenas, o Encontro Nacional do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF), o Encontro de Parteiras Tradicionais, o Encontro Nacional de Redes Escolas, o Encontro das Residências Multiprofissionais em Saúde, a 3ª Mostra VER-SUS (que fala sobre vivências e estágio no SUS) e o Respúblicas (onde diversos atores sociais debaterão políticas públicas sociais, políticas de demarcação territorial e integridade dos povos indígenas, violências contemporâneas, política de saúde mental, reformas democráticas do Estado e integração ensino-serviço).

O 12º Congresso Internacional da Rede Unida será realizado na Universidade Católica Dom Bosco e as inscrições podem ser feitas no endereço http://www.redeunida.org.br/congresso2016/inscricao.

###O que é a Rede Unida?
A Associação Brasileira Rede Unida (ou Rede Unida) reúne projetos, instituições e pessoas interessadas na mudança da formação dos profissionais de saúde e na consolidação de um sistema de saúde equitativo e eficaz com forte participação social

A principal ideia força da Rede Unida é a proposta de parceria entre universidades, serviços de saúde e organizações comunitárias. Não se trata de qualquer parceria: mas de uma modalidade de co-gestão do processo de trabalho colaborativo, em que os sócios compartilham poderes, saberes e recursos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
IFMS divulga resultado de seleção para cursos a distância em dez municípios
LEGISLATIVO
Comissão de juristas vai revisar legislação sobre racismo
BRASIL
Vacinas da Índia devem chegar no fim da tarde de amanhã ao Rio
Onça resgatada em incêndio do Pantanal é devolvida à natureza
REABILITADA
Onça resgatada em incêndio do Pantanal é devolvida à natureza
EDUCAÇÃO
Vestibular Uems oferta 40 vagas em Mundo Novo
IMUNIZAÇÃO
Importação de insumo de vacinas é questão burocrática, diz Bolsonaro
UNIVERSIDADE
UFGD forma novos médicos em cerimônia remota nesta sexta
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Proposta obriga cidades turísticas a oferecerem acesso à praia para pessoas com deficiência
MATO GROSSO DO SUL
Governo do Estado e MPMS alinham estratégias de fiscalização no combate a Covid
PANDEMIA
Covid-19: mortes somam 214,1 mil e casos, 8,69 milhões

Mais Lidas

DOURADOS
Promotor vê preconceito em comentários contra vacina para índios e denuncia à PF
DOURADOS
Mulher é presa acusada de dar cobertura para assaltantes que rendiam família
VILA ÍNDIO
Enfermeiro de 50 anos é primeiro vacinado contra Covid-19 em Dourados
DOURADOS
Dupla é presa após assaltar entregador em frente conveniência no Jardim Flórida