Menu
Busca quarta, 05 de agosto de 2020
(67) 99659-5905
REGIÃO

Começam obras da maternidade de Maracaju em área anexa ao Hospital Soriano Corrêa da Silva

03 dezembro 2019 - 10h59Por Da Redação

Teve início, na semana passada, a construção da nova maternidade de Maracaju, em área anexa ao Hospital Municipal Soriano Corrêa da Silva. O secretário estadual de Saúde e deputado federal licenciado Geraldo Resende vai vistoriar o canteiro de obras nesta terça-feira (03.12) acompanhado do prefeito Maurílio Azambuja, da secretária de Saúde Elvirana Lucchiari, entre outras autoridades.

 A nova unidade demandará um investimento de R$ 1,5 milhão, dos quais R$ 1 milhão serão oriundos dos cofres estaduais e R$ 500 mil são recursos federais, oriundos de emenda do deputado federal licenciado Geraldo Resende, atualmente secretário de Estado de Saúde.

O projeto prevê a edificação de uma maternidade completa e moderna, com 525,25 metros quadrados de área construída, contendo espaços para três salas pré e pós parto, com banheiro e jardim de inverno; três salas de enfermagem; duas salas pós-enfermagem com banheiro; um jardim de inverno coletivo, dois consultórios ginecológicos com banheiros; uma sala de mamografia; e uma sala de múltiplo uso.

Na avaliação do secretário estadual de Saúde Geraldo Resende, a nova maternidade dará um salto de qualidade no atendimento às mamães e bebês do Município. Ele explica que a implantação da maternidade é resultado de uma parceria de trabalho com o governador Reinaldo Azambuja e prefeito Maurílio Azambuja. “Maracaju atende várias cidades vizinhas e a estrutura atual já não comporta a demanda. Queremos oferecer mais qualidade no atendimento para os pequeninos e suas mamães”, destaca.

Pronto socorro

Outra ação de Geraldo Resende para a saúde do município é a obra de construção do Pronto Socorro (PS) em anexo do Hospital Soriano Corrêa da Silva, com mais de 85% dos trabalhos já executados e previsão de conclusão em fevereiro de 2020.

A construção é custeada com recursos de emendas parlamentares do então deputado federal Geraldo Resende e do então senador Waldemir Moka, além de contrapartida da Prefeitura Municipal de Maracaju. Do total de quase R$ 3 milhões para a edificação, R$ 900 mil são oriundos de emenda individual de Geraldo Resende, outros R$ 900 mil foram viabilizados por Waldemir Moka e R$ 1 milhão são recursos da Prefeitura de Maracaju.

Para os equipamentos, já existe uma emenda parlamentar de Geraldo Resende no valor de R$ 400 mil, com o compromisso do governo do Estado de investir mais recursos quando a obra ficar pronta. Segundo Geraldo Resende, a unidade vai suprir a demanda absorvida pelo Hospital Municipal, já que Maracaju não possui uma unidade de saúde 24 horas.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

INOCÊNCIA
Justiça decreta prisão preventiva de acusado de cárcere privado
UMA TONELADA
PF apreende em São Paulo caminhão com maconha que saiu de MS
BRASIL
Copom reduz taxa básica de juros da economia para 2% ao ano
ECONOMIA
Dólar fecha em leve alta em dia de Copom
MS-156
Paulista com habilitação falsa é preso transportando 229 kg de maconha
LEGISLATIVO
Emenda de Neno Razuk viabiliza compra de veículo para Casa Peniel, na Capital
PANDEMIA
Sem casos de Covid-19, Detran em Dourados mantém atendimentos por agendamento
FUTEBOL
Santos demite técnico português Jesualdo Ferreira
CENSO ELEITORAL
Brasil tem 147,9 milhões de eleitores aptos a votar nas Eleições 2020
MATO GROSSO DO SUL
TJ nega recurso de condenado por furto de fios de residência

Mais Lidas

DOURADOS
Peladão: Homem é detido após armar confusão em motel e quebrar vários quartos
DOURADOS
Condutor de veículo que atropelou ciclista e fugiu sem prestar socorro é identificado
POLÍCIA
Duas mulheres são presas por estelionato em Dourados
TRAGÉDIA
Mulher que morreu em acidente na BR-463 em Ponta Porã tinha 27 anos