Menu
Busca quinta, 22 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
MS

Com um voto contrário, reforma previdenciária passa pela CCJR

22 novembro 2017 - 11h34

Com voto contrário de Pedro Kemp (PT) e parecer favorável de Beto Pereira (PSDB) aprovado pelos demais membros, passou nesta quarta-feira (22/11) pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) o Projeto de Lei (PL) 253/2017, do Executivo Estadual, que dispõe sobre alteração nas Leis 3.150, de 22 de dezembro de 2005; 3.545, de 17 de julho de 2008; e 3.855, de 30 de março de 2010, que trata da reforma previdênciária dos servidores estaduais e dá outras providências. 

O PL implementa "competências já asseguradas por lei à Agência Previdenciária do Estado (Ageprev), bem como reestrutura o financiamento do regime próprio de previdência dos servidores estaduais, mediante o desfazimento da segregação de massas e segurados do MSPREV, criada pela Lei 4.213, de 28 de junho de 2012, com a consequente unificação dos Planos Financeiros e Previdenciário no nominado 'Plano de Previdência Único' e a criação da previdência complementar". O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) argumentou, na justificativa da matéria, que o PL tem como objetivo equacionar o déficit financeiro do Estado. 

Presidente da CCJR, Beto Pereira  apresentou pareceres favoráveis ao PL e a parte das emendas apresentadas - de 3 a 26 (acesse aqui) . "Trata-se de uma proposta em consonância com estudos técnicos que demonstram a necessidade de equilíbrio financeiro do Estado", afirmou. Ele foi acompanhado no voto por Renato Câmara (PMDB), Marcio Fernandes (PMDB), suplente de Lidio Lopes (PEN), e Professor Rinaldo (PSDB). Kemp foi contra o parecer. "Essa tramitação é precipitada, falta diálogo por parte do Governo e o projeto é inconstitucional e penaliza os servidores", disse. 

Kemp explicou ainda que o projeto do Executivo eleva de forma escalonada a contribuição previdenciária de todos os servidores, sendo 12% em 2018, 13% em 2019 e 14% de 2020. "Teria que, pelo menos, ser igual à MP em tramitação no Congresso Nacional, que manterá em 11% a contribuição para quem ganha menos que o teto [R$ 5,5 mil]. Estamos votando aqui algo que ainda pode mudar em âmbito nacional", analisou o deputado. O PL segue para primeira votação e discussão no plenário da Casa de Leis. 

Outros projetos

Renato Câmara apresentou parecer favorável, aprovado na CCJR, ao PL 48/2017, de Felipe Orro (PSDB), que declara de Utilidade Pública Estadual a Associação Maracajuense Projeto Judô para todos (AMPJ), com sede e foro no município de Maracaju. Líder do Governo, Professor Rinaldo relatou três proposições do Executivo e apresentou pareceres favoráveis, igualmente aprovados na comissão. O PL 249/2017 dispõe sobre a comunicação eletrônica, pelos notários, das transações realizadas com veículos automotores terrestres, no âmbito de Mato Grosso do Sul. 

Já o PL 109/2017, institui a Política de Educação Ambiental e o Projeto de Lei Complementar (PLC) 11/2017, que altera a redação e acrescenta dispositivos aos artigos 22 e 30 da Lei Complementar 127, de 15 de maio de 2008, e altera a redação do § 4º do artigo 7º da Lei Complementar 53, de 30 de agosto de 1990. Na justificativa da proposta, o governador explicou que o PLC visa "adequar para 14% o percentual de contribuição dos militares estaduais de Mato Grosso do Sul ao Fundo de Previdência Social do Estado, para colocá-los em consonância com os termos das alterações promovidas pela legislação previdênciária do Estado". 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Dourados tem mais de 500 pessoas em isolamento devido ao coronavírus
INFORME PUBLICITÁRIO
Uma nova fase da sua vida começa aqui
BRASILEIRÃO
Águia Negra encara Operário no MT para voltar ao G4 da Série D
EDUCAÇÃO
Governo regulamenta renegociação de dívidas com o Fies
RIO PARAGUAI
Pescador é preso por capturar peixes abaixo da medida permitida por lei
FUTEBOL
Haaland, o nove que assinará com o Madrid (se o coronavírus permitir)
MAUS-TRATOS
Após denúncia, idoso é resgatado de cárcere privado em Bataguassu
DOURADOS
Três dos sete candidatos a prefeito já mediram forças nas urnas por um mesmo cargo
SAÚDE
Sanesul amplia serviços de saneamento no município de Ponta Porã
TRÁFICO
Motorista preso tem 41 anos e transportava maconha sob caixas usadas para armazenar frutas

Mais Lidas

DOURADOS
Acidente entre carreta e motocicleta mata mulher na BR-163
HOMICÍDIO EM 2013
Condenada pela morte do ex em Dourados é presa na Capital
DOURADOS
Motorista bêbado causa acidente em semáforo da Avenida Marcelino Pires
DOURADOS
Carona de motociclista que morreu em acidente com carreta corre risco de ter perna amputada