Menu
Busca domingo, 27 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
MS

Com mais quatro mortes investigadas, dengue é maior preocupação, diz secretário de Saúde

04 março 2020 - 12h20Por André Bento

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende Pereira, afirma que a dengue é a principal preocupação em Mato Grosso do Sul mesmo diante dos recentes casos do novo coronavírus (Covid-19). Segundo ele, além das 13 mortes já confirmadas, quatro são investigadas e caso haja confirmação, os óbitos vão representar mais da metade do total de 2019.

“Hoje nossa principal preocupação no Mato Grosso do Sul é a dengue. Nunca me furtei de dizer isso e de fazer um apelo para população. Infelizmente a população de Mato Grosso do Sul é pouco colaborativa. Apesar dos apelos das autoridades sanitárias e até da boa imprensa que nos ajuda muito a fazer o chamamento, as pessoas não estão preocupadas com o seu quintal, com a sua moradia, não fazem o seu dever de casa para combater os recipientes que servem de criadouro do mosquito da dengue”, disse ao Dourados News na manhã desta quarta-feira (4).

No comparativo entre os boletins epidemiológicos divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde em 27 de fevereiro deste e do ano passado, a reportagem apurou que os casos suspeitos de dengue saltaram de 7.630 para 20.444, os confirmados de 2.180 para 6.559, e os óbitos de 1 para 13.

Além disso, em 2019, nessa mesma época, somente 13 dos 79 municípios sul-mato-grossenses estavam classificados com alta incidência da dengue (quando as notificações passam de 300 a cada grupo de 100 mil habitantes. Neste ano, na quinta-feira (27) eram 61.

Para o secretário de Estado de Saúde, o combate à dengue tem que ser diário e com participação de toda sociedade.

“Tivemos no ano passado 29 mortes. Mortes que poderiam ser evitadas. Só esse ano já temos 13 mortes com quatro óbitos investigados, ou seja, se esses quatro casos suspeitos se confirmarem vamos ter mais da metade dos casos que tivemos em 2019 inteiro. Isso mostra que a população está negligenciando sua tarefa de ajudar as secretarias municipais de saúde com todo seu aparato”, destacou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

STF
Leis estaduais sobre taxa de religação de energia elétrica são inconstitucionais
PANTANAL
Força-tarefa combate incêndio na RPPN Eliezer Batista, um dos maiores na Serra do Amolar
PANDEMIA
Hospital de Campanha do Ibirapuera dá alta ao último paciente
ABAV COLLAB
Turismo sul-mato-grossense realiza promoção dos destinos, capacitações e tutorial de gastronomia
FUTEBOL
Série B: Figueirense e Guarani empatam em 2 a 2, em Florianópolis
STJ
Em promissória com duas datas de vencimento, prevalece a que melhor reflete a vontade do emitente
FUTEBOL
Time principal do Fluminense tem cinco jogadores com covid-19
STF
2ª Turma autoriza extradição de proprietário da Telexfree
ESTADO
Justiça do Trabalho pede prioridade a ações que envolvam profissionais da saúde que atuam na pandemia
BRASIL
Profissionais podem se increver até 6 de outubro no CNJ Inova

Mais Lidas

POLÍCIA
Caminhoneiro de Dourados morre ao capotar na serra de Maracaju
ATO DE FÉ
Após vigílias em frente a hospital, família celebra 'milagre' por homem que caiu do telhado
PONTA PORÃ
Polícia apreende comboio com contrabando avaliado em R$ 1 milhão
CAMPO GRANDE
Gêmeos são executados dentro de quitinete