Menu
Busca quarta, 21 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
ALERTA

Com níveis preocupantes, quatro rios são monitorados no Estado

01 dezembro 2017 - 16h35

A Coordenadoria de Defesa Civil de Mato Grosso do Sul (Cedec) mantém avisos de alerta meteorológico em algumas regiões do Estado, onde os níveis de alguns rios continuam subindo em decorrência das fortes precipitações diárias. No entanto, até o momento, não há registro de desabrigados ou danos materiais causados por enxurradas.

Os rios das bacias hidrográficas do Paraguai e do Paraná são monitorados pela Sala de Situação do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de MS), por meio de uma rede de estações telemétricas e informações fornecidas pela Agência Nacional de Águas (ANA), em ação integrada com a Defesa Civil. Os dados são coletados em tempo real pela central, informando a cada hora o nível do rio em centímetros e quanto choveu em milímetros.

Dos rios em situação de alerta, o Miranda e o Aquidauana preocupam a Defesa Civil pela elevação permanente de seus níveis. O Miranda subiu de 6,52 metros, na quinta-feira, para 6,61 metros nesta sexta, e seu nível de emergência é de 7,0 metros. O rio transbordou e já atinge algumas áreas urbanas da cidade de Miranda.

Taquari baixou 60 cm

O Aquidauana, na região dos centros urbanos de Aquidauana e Anastácio, subiu mais de um metro nesta sexta-feira em relação ao dia anterior – de 6,13 metros para 7,15 metros, às 15h, e já inundou um campo de futebol próximo à ponte de concreto, em Aquidauana. Seu nível de emergência é de 8,0 metros.

O mesmo rio também se mantém elevado na região do distrito de Palmeiras (Dois Irmãos do Buriti), onde o nível de emergência é de 7,0 metros. Conforme boletim divulgado pelo Imasul, nesta estação telemétrica o rio atingiu a marca de 4,53 metros neste 1º de dezembro, subindo 15 centímetros em 48h.

Já o Taquari, que motivou um Aviso de Evento Crítico emitido pela Sala de Situação do Imasul, no dia 28 de novembro, estabilizou-se, depois de superar em três centímetros a marca de emergência (5,0 metros) devido ao volume de chuvas de 63 milímetros. Com a subida repentina do nível do rio, causando transbordamento, a Defesa Civil chegou a emitir alerta para retirada da população ribeirinha. O seu nível nesta sexta-feira reduziu para 4,42 metros, às 15h.

Mais dois rios estão sendo monitorados pela situação de alerta: o Miranda, no encontro com o Nioaque (estação MT 738), que subiu dois metros em 24h com o volume de 62 milímetros de chuva na região, e o Pardo, afluente do Paraná, na estação da Fazenda Buriti, em Santa Rita do Pardo. Neste trecho, o rio subiu 67 centímetros desde quinta-feira (29/11), atingindo 5,62 metros.

Desastres naturais

O volume de chuvas nos últimos meses no Estado elevou em 96 o número de desastres naturais (alagamentos, vendavais, raios, granizo, entre outros) em apenas 90 dias. A observação foi feita pelo coordenador-adjunto da Cedec, tenente-coronel Fábio Catarinelli, ao lembrar que entre janeiro e setembro deste ano Mato Grosso do Sul atingiu 100 ocorrências naturais.

O centésimo registro causado por um incêndio florestal, no município de Paranhos, em 11 de setembro, é uma marca histórica, não ocorrido desde 1974 no Estado. Catarinelli explicou que desde 2012 a Secretaria Nacional de Defesa Civil disponibiliza de um sistema integrado de informações de desastres, que possibilita o monitoramento de ocorrências naturais ou humanas em todo o País.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS-164
Polícia apreende caminhão com quanse duas toneladas de maconha
TEMPO
Quarta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
Tio-avô prende menino de dois anos com coleira de cachorro e filma
PRESIDENTE INVESTIGADO
STF escolhe o novo relator do inquérito sobre Bolsonaro e Moro
JUSTIÇA
Juiz concede prisão domiciliar a mulher que entregou depósito de ‘skunk’
ANIVERSÁRIO
Curso de Direito da UFGD completa 20 anos e recebe moção da OAB-MS
POLÍCIA
Dado como desaparecido, motorista de aplicativo estava em corrida
BRASIL
Senado aprova indicação do ministro Jorge Oliveira para vaga no TCU
CAPITAL
Menino de 3 anos que se afogou em piscina está em estado gravíssimo
EDUCAÇÃO
Arelin/UEMS: Inscrições abertas para Curso sobre cultura libanesa

Mais Lidas

DOURADOS
Acidente entre carreta e motocicleta mata mulher na BR-163
HOMICÍDIO EM 2013
Condenada pela morte do ex em Dourados é presa na Capital
DOURADOS
Motorista bêbado causa acidente em semáforo da Avenida Marcelino Pires
CONTRABANDO
Depósito de cigarros paraguaios é desarticulado após denúncia em Dourados