Menu
Busca sábado, 25 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
RURAL

Colheita do milho safrinha atinge 9% em MS

16 julho 2014 - 17h30

Os agricultores de Mato Grosso do Sul já colheram aproximadamente 150 mil hectares da área destinada ao cultivo de milho safrinha no Estado, o equivalente a 9% da área total de 1,5 milhão de hectares. Os dados foram divulgados pela Aprosoja/MS - Associação dos Produtores de Soja de MS, por meio do Siga – Sistema de Informações Geográficas do Agronegócio, atualizado nesta quarta-feira (16).

Devido as condições climáticas favoráveis à colheita, a região Centro-Norte de Mato Grosso do Sul apresentou aumento considerável no percentual de área colhida. Chapadão do Sul e Costa Rica atingiram os números mais expressivos, com 20% da área dedicada ao cultivo do milho safrinha já colhidas nestes municípios. A média colhida da região Centro-Norte soma 11,5%.

Já ao Sul do Estado, onde as chuvas foram mais intensas, não houve grande evolução desde o início da colheita. Os municípios de Maracaju e Dourados, dois dos maiores produtores de grãos do estado, continuam com a mesma porcentagem de área colhida desde a semana passada, o equivalente a 5% da área de cada município. Os mais adiantados na colheita da região Sul são Amambaí, com 13% da sua área colhida, Caarapó (12%) e Rio Brilhante (10%). A região Sul soma 6,6% da colheita estadual.

Mercado Externo

Segundo dados divulgados pela Secex - Secretaria de Comércio Exterior e tabulados pelos técnicos da Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Mato Grosso do Sul exportou no primeiro semestre deste ano 254 mil toneladas de milho, queda de 54% quando comparado com o primeiro semestre do ano passado. Consequentemente houve queda na receita das exportações do milho para cerca de US$ 50 milhões, que representa inclinação de 68%, diante do primeiro semestre de 2013.

No primeiro semestre de 2014 o principal comprador do milho sul-mato-grossense foi o Vietnã, com pouco mais de 54 mil toneladas e 21,3% do total. Em seguida aparece à Malásia, com mais de 30 milhões de toneladas, ou 12% do total.

Quanto ao canal de escoamento do milho produzido em Mato Grosso do Sul, no primeiro semestre de 2014 a principal porta de saída, ao contrário da soja, foi o porto de Santos (SP), com pouco mais de 112 mil toneladas, ou 44% do total. Paranaguá, principal porto de escoamento da soja, foi o segundo maior canal de exportação do milho, com 86,3 mil toneladas, 34% do total destinado à exportação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NA RÚSSIA
Bia Ferreira atropela rival e garante ouro no Mundial Militar de Boxe
Em nove meses, multas do CCZ superam R$ 1,3 milhão
DOURADOS
Em nove meses, multas do CCZ superam R$ 1,3 milhão
União deve fornecer medicamento de alto custo à criança portadora de Amiotrofia Espinhal Progressiva
União deve fornecer medicamento de alto custo à criança portadora de Amiotrofia Espinhal Progressiva
TRT-MS
Juiz Tomás Bawden toma posse como desembargador do Trabalho na segunda-feira 
Médico denunciado por cobrar cirurgia no SUS tem HC negado no STF
FLAGRANTE
Médico denunciado por cobrar cirurgia no SUS tem HC negado no STF
ESTADO
Comitê de Saúde discute uso do pregão eletrônico para compra de medicamentos pelo SUS
JUSTIÇA DO TRABALHO
MS tem mais de 350 audiências em três dias de conciliação e execução trabalhista
ECONOMIA
Microempreendedores têm menos de uma semana para regularizar dívidas
DOURADOS
Projeto de esporte e lazer retorna ao Antenor Martins e quadras são revitalizadas
FRONTEIRA 
Carga de maconha escondida em postes de concreto supera 2 toneladas

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é encontrado morto em casa por funcionária na Vila São Brás
RACISMO
Em SP, DJ Alok recorda exclusão de integrantes do 'Brô MCs' durante show em Dourados 
TRAGÉDIA 
Motociclista morre na BR-163 em Dourados após bater em uma capivara 
DOURADOS
Júri condena jovem que matou amiga com tiro na nuca e alegou 'acidente'