Menu
Busca quinta, 21 de outubro de 2021
(67) 99257-3397
CAMPO GRANDE

Cirurgia bariátrica não urgente deve obedecer carência contratual

17 novembro 2020 - 15h01Por Da Redação

Uma consumidora teve negado pedido de ressarcimento de valor pago por cirurgia bariátrica, uma vez que seu plano de saúde negou-lhe a cobertura. A empresa informou que a negativa foi legal, pois o procedimento não tinha caráter de urgência ou emergência e o contrato ainda estava no prazo de carência de 24 meses.

Segundo o processo, em fevereiro de 2015, uma dona de casa de 31 anos celebrou contrato de plano de saúde. Em março do ano seguinte, o médico da consumidora prescreveu a realização de cirurgia bariátrica por videolaparoscopia, tendo em vista sua condição física e psicológica. 

O plano de saúde, no entanto, negou-se a cobrir o procedimento, sob alegação de carência contratual. A dona de casa ingressou com ação para forçar a empresa a pagar a cirurgia, mas teve o pedido de tutela antecipada negado. A mulher então decidiu operar pela via particular e desembolsou R$ 27 mil pelo procedimento. Feita a cirurgia, ela apresentou nova ação, requerendo o reembolso do valor pago pelo plano de saúde.

Em contestação, a empresa sustentou a regularidade do prazo de carência, vez que o procedimento se deu em decorrência de doença preexistente, assim declarada pela própria consumidora. Argumentou o plano de saúde que o reembolso só é possível em casos de urgência ou emergência, mas a cirurgia da autora foi de caráter eletivo. 

Ao julgar a ação, o juiz Flávio Saad Peron, da 15ª Vara Cível de Campo Grande,  destacou que o artigo 11 da Lei nº 9.656/98, que dispõe sobre os planos e seguros privados de assistência à saúde, permite a carência de 24 meses de vigência contratual para doenças e lesões preexistentes. 

“Assim, tendo em vista que o contrato entre as partes foi assinado em fevereiro de 2015, o prazo de carência relativo às doenças preexistentes findaria apenas em fevereiro de 2017, ou seja, no momento da negativa de cobertura, ocorrida em março de 2016, ainda vigorava a cobertura parcial temporária”, assinalou.

Em relação à urgência ou emergência do presente caso, o magistrado ressaltou que nenhum documento médico trazido aos autos pela própria autora atestou haver risco de vida ou lesões irreparáveis caso não fosse realizada de imediato a cirurgia bariátrica. 

O juiz citou ainda que o termo de consentimento e conscientização dos riscos e consequências da cirurgia da obesidade, subscrito pela autora, duas testemunhas e seu médico, indica expressamente que tentar continuar a perder peso com dieta e exercícios e não operar também era possível, o que aponta para a ausência de risco imediato de vida ou de lesões irreparáveis para a autora, caso aguardasse o prazo da carência contratual para a realização do procedimento.

Assim, o julgador considerou improcedente o pedido inicial, uma vez comprovada a regularidade na negativa de cobertura.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Jovem é preso por assassinato e confessa ter matado por dívida de R$ 10
CAPITAL
Jovem é preso por assassinato e confessa ter matado por dívida de R$ 10
Comissão promove seminário sobre combate a crimes cibernéticos
TECNOLOGIA
Comissão promove seminário sobre combate a crimes cibernéticos
Menor de Idade pode obter Certificação Digital?
NEGÓCIOS E CIA
Menor de Idade pode obter Certificação Digital?
Projeto prevê R$ 76,4 bilhões para o Auxílio Brasil até 2023
ECONOMIA
Projeto prevê R$ 76,4 bilhões para o Auxílio Brasil até 2023
Delegado do SIG é homenageado com medalha Adib Massad
DOURADOS
Delegado do SIG é homenageado com medalha Adib Massad
TRÊS LAGOAS
Contido por populares, homem é preso por furtar cabos elétricos
SOLIDARIEDADE
Douradense faz rifa para encontrar mãe que está internada em estado grave em Portugal
DOURADOS
Assaltantes de motel chegaram de bicicleta e usaram o carro para levar as TV's
IVINHEMA
Enquanto mãe trabalhava, adolescente pega moto escondido e é apreendido
DOURADOS
Prefeitura convoca candidatos aprovados no Processo de Seleção de Estagiários

Mais Lidas

CAPTURA
Cobra é capturada em para-choque de carro na região central de Dourados
JARDIM MÁRCIA
Bandidos fazem "limpa" em motel de Dourados e levam até carro
REGIÃO
Duas pessoas morrem carbonizadas após queda de helicóptero carregado com cocaína
DOURADOS
Entreposto que tinha até pé de maconha é fechado e trio preso pela polícia