Menu
Busca domingo, 13 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Cidades afetadas na Indonésia são centros históricos

27 maio 2006 - 16h03

A cidade de Yogyakarta, duramente afetada pelo terremoto deste sábado que abalou o centro da Ilha de Java, é apontada como uma das mais preciosas jóias da Indonésia. Um centro de arte e arquitetura, cujos templos exibem uma rica história étnica e religiosa. Um desses templos pelo menos sofreu danos consideráveis. A cidade, com cerca de 3 milhões de habitantes, tem estatuto de região especial do país desde 1950 e ainda se encontra sob o regime de sultanato. O palácio do sultão (kraton), construído entre 1756 e 1757, é apontado como expoente máximo da arquitetura javanesa e grande reduto das tradições indonésias. Tem magníficos jardins e fontes de água potável. Yogyakarta é conhecida também pelos templos hinduístas de Prambanan (um imponente complexo de mais de 250 edificações) e o templo budista de Borobudur, classificados como Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Borobudur é um centro do budismo. Construído no século 9, o templo destaca-se pelas várias estátuas de buda esculpidas e por baixos relevos contando os episódios mais significativos da vida dele. O terremoto causou danos a esse monumento de pedra cinza vulcânica. Os tesouros artísticos da Yogyakarta a colocam quase no mesmo nível de Bali em termos de atração turística - cuja indústria gera milhares de empregos e contribui com dezenas de milhões de dólares anualmente para os cofres públicos da Indonésia. A cidade é famosa também pela condição de centro da arte clássica javanesa e da cultura tradicional da região, que inclui danças, teatro, música, poesia, espetáculos de marionetes (wayang) e o chamado batik (tecido impresso de forma artesanal). Além de tudo isso, Yogyakarta dispõe de um importante complexo educacional, com universidades e escolas técnicas de alto nível. É a cidade indonésia com maior concentração de habitantes por quilômetro quadrado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL: Mortes por covid-19 somam 487,4 mil e casos chegam a 17,4 milhões
PANDEMIA
BRASIL: Mortes por covid-19 somam 487,4 mil e casos chegam a 17,4 milhões
Athletico Paranaense ganha do Grêmio em Porto Alegre e segue 100%
ESPORTE
Athletico Paranaense ganha do Grêmio em Porto Alegre e segue 100%
G7 promete doar 1 bilhão de vacinas contra a covid-19 até 2022
INTERNACIONAL
G7 promete doar 1 bilhão de vacinas contra a covid-19 até 2022
Com 52% dos votos, Vanda Camilo é eleita prefeita de Sidrolândia
ELEIÇÃO SUPLEMENTAR
Com 52% dos votos, Vanda Camilo é eleita prefeita de Sidrolândia
Judô: Brasil bate Rússia e fatura o bronze por equipes no Mundial
ESPORTE
Judô: Brasil bate Rússia e fatura o bronze por equipes no Mundial
ESPORTE
Brasil fecha o Pan de ginástica de trampolim com mais dois ouros
LEITOS UTI COVID
Covid-19: Dourados transfere mais 2 pacientes para SP
CAMPO GRANDE
Pelo segundo ano consecutivo, bolo de 'santo casamenteiro' é vendido em pote e por drive-thru
COVID-19
Fila por leitos de UTI Covid volta a crescer em Dourados
PESQUISA
Primeira infância: família de classe D sofre mais impacto na pandemia

Mais Lidas

FLEXIBILIZAÇÃO
Decreto que libera atividades comerciais a partir de domingo é publicado
EMOCIONATE
VIDEO: Recuperada da Covid-19, douradense é recebida pela mãe em Rondônia
LOCKDOWN
Decreto flexibiliza atendimento via delivery no Dia dos Namorados em Dourados
LOCKDOWN
Fiscalização encontra funcionários dentro de filial das Casas Bahia em Dourados