Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
SEGURANÇA

Capital sediará Simpósio de Saúde do Trabalhador na Indústria Frigorífica

10 dezembro 2019 - 21h50Por Da Redação

No dia 17 de dezembro, o MPT/MS (Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul) e instituições parceiras promovem o “1º Simpósio de Saúde do Trabalhador na Indústria Frigorífica e Ritmo de Trabalho do Mato Grosso do Sul”. As atividades acontecem das 8h30 às 18 horas e terão como foco medidas que procuram fomentar um viés progressista aos aspectos envolvendo a proteção de pessoas que laboram nesses espaços.

As inscrições estão abertas e seguem até o dia 13 de dezembro, somente pelo portal do MPT-MS (prt24.mpt.mp.br).

O simpósio conta com 100 vagas gratuitas, destinadas a trabalhadores, sindicalistas, membros e servidores da Justiça do Trabalho, dos Ministérios Públicos Federal, Estadual e do Trabalho, da Defensoria Pública, advogados, acadêmicos de Direito e demais profissionais envolvidos na temática.

O evento ocorrerá na sede do MPT-MS em Campo Grande (Rua Dr. Paulo Machado, nº 120, Bairro Royal Park). A abertura será presidida pela procuradora Claudia Noriler, que na sequência abordará em palestra a "Atuação do Ministério Público do Trabalho em Saúde e Segurança no Setor Frigorífico do Estado do MS".

Ao longo do dia, também será retratado o tema “Reabilitação: e quanto aos que já estão lesionados, o que fazer?”, pelo médico do trabalho Roberto Ruiz, e apresentada pesquisa sobre adequação do ritmo de trabalho em frigoríficos pelo professor Dr. Diogo Cunha dos Reis.

Após intervalo, as atividades continuam com a palestra “A aplicação das normas da OIT na Justiça do Trabalho”, a ser proferida pelo professor Dr. Paulo Lemgruber. O simpósio se encerra com debate conduzido pela Federação dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação do MS x Experiência positiva da NR 36 em Santa Catarina.

De acordo com o Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, smartlab desenvolvida pelo MPT e OIT-Brasil e que cruza dados públicos, entre 2012 e 2018 a maior parte dos acidentes em frigoríficos no Mato Grosso do Sul (29%) foi motivada por ferramentas manuais.

Em regra, os acidentes em frigoríficos provocam lesões nos dedos (28%), nas mãos (10%) e no antebraço (7%) dos empregados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESCAMINHO
Polícia apreende carreta com cigarros e causa prejuízo de dois milhões
JUSTIÇA
Loja deve trocar produto que apresentar defeito até 6 meses de uso
PRESIDENTE INVESTIGADO
Julgamento no STF sobre depoimento de Bolsonaro será em plenário virtual
ITAQUIRAÍ
Ação conjunta prende traficante e apreende duas toneladas de drogas
LOTERIA
Confira as dezenas sorteadas da Mega-Sena; prêmio é de R$ 43 milhões
MÚSICA
Gerson King Combo, cantor pioneiro do soul e funk, morre aos 76 anos
PONTA PORÃ
Antes de morrer, estudante disse que procedimento estético foi feito em casa
NÚMEROS DA PANDEMIA
Brasil registra 906 mortes por Covid em 24 horas e ultrapassa 139 mil
POLÍCIA
Homem que confessou ter atirado em sobrinho é flagrado com diversas armas
MEIO AMBIENTE
MPF pede que Justiça Federal decida sobre afastamento de Ricardo Salles

Mais Lidas

DOURADOS
Motorista bêbado atropela cinco pessoas que voltavam da igreja no Novo Horizonte
DOURADOS
Após bebedeira, homem é assassinado por “dar em cima” de esposa do acusado
DOURADOS
Motorista que fez 'strike' e atropelou cinco no Novo Horizonte é levado à PED
DOURADOS
Carro carregado com calhas capota após colisão e mulher fica ferida