Menu
Busca sexta, 15 de outubro de 2021
(67) 99257-3397
TJ/MS

Benfeitoria realizada em condomínio sem autorização deve ser demolida

13 outubro 2020 - 21h50Por Da Redação

A 2ª Câmara Cível do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) manteve decisão de primeiro grau para que uma moradora devesse demolir obra construída em área comum e que alterava a fachada do residencial. A benfeitoria deve ser retirada no prazo máximo de 30 dias, sob pena de multa.

A moradora, após ser condenada em primeiro grau, ingressou com apelação, alegando que as obras foram amplamente discutidas e com prévia autorização. Relatou que a modificação da escada consistiu na demolição de cinco degraus, de modo que proporcionasse mais privacidade aos condôminos daquela edificação.

Para o relator do recurso, Desembargador Julizar Barbosa Trindade, não houve autorização para que a apelante procedesse a realização de tais obras. “Conforme se vislumbra das fotos acostadas aos autos, as obras alteraram significativamente a fachada do bloco, impuseram obstáculo aos que pretendem acessar os demais apartamentos, constituindo, assim, apropriação de área comum”, disse o desembargador.

Na decisão, o relator ainda lembrou que era necessária autorização em Assembleia de 2/3 dos condôminos, além de prévia aprovação dos poderes públicos competentes, o que não consta dos autos.

O magistrado cita a sentença de primeiro grau que entendeu que as benfeitorias estão em desacordo com a regulamentação interna do condomínio e que, o fato de outros condomínios terem realizado outras obras em desacordo como o regulamento, não a tornam legítimas.

“As alterações ora discutidas só seriam consideradas válidas caso fossem aprovadas em Assembleia, contudo, o referido fato não restou comprovado pela requerida, o que impõe, em consequência, o seu desfazimento, por estar violando as regras do condomínio, bem como a propriedade de bem comum pertencente à massa condominial”, disse.

A decisão dos Desembargadores da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça foi por unanimidade e em sessão permanente e virtual.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORTE DE VERBA
Bolsonaro sanciona lei que retira mais de R$ 600 milhões da ciência
Prefeitura de Naviraí interdita ponte por conta de risco de desabamento
REGIÃO
Prefeitura de Naviraí interdita ponte por conta de risco de desabamento
CULTURA
Festival de dança valoriza a melhor idade e promove a confraternização
VIOLÊNCIA
Diretor-adjunto é condenado por estuprar criança de 10 anos em escola
DOURADOS
Incubadoras da UFGD selecionam propostas de novos empreendimentos
CAPITAL
Ao se negar entregar celular a ladrão, menina de 12 anos é esganada
VACINA
Saúde reduz intervalo da AstraZeneca de 12 para 8 semanas
LADÁRIO
Polícia prende irmãos acusados de matar jovem a tiros em bar
ELEIÇÕES 2018
TSE vai julgar ações que pedem cassação da chapa Bolsonaro-Mourão
TEMPORAL
Chalana vira no rio Paraguai e sete pessoas ficam desaparecidas

Mais Lidas

DOURADOS
Polícia indicia três e recupera R$ 32 milhões de golpe milionário em empresa
FRONTEIRA
"Olheiro" de vítimas da chacina em Pedro Juan é preso
VIOLÊNCIA
Ataque na fronteira deixa um morto e dois feridos, entre eles vereador
CLIMA
Chuva e ventos fortes derrubam árvores em Dourados e causam estragos em posto da PRF