Menu
Busca quinta, 03 de dezembro de 2020
(67) 99659-5905
SE ENTREGOU

Acusado de homicídio se apresenta em Fátima do Sul

20 setembro 2017 - 11h45

No final da tarde de ontem (19), se apresentou à polícia, em Fátima do Sul, Luiz Carlos Ribeiro da Cruz, de 24 anos. Ele confirmou ter atirado contra Aleandro Pereira da Silva, de 33 anos, no final da manhã de segunda-feira (18), entre as Ruas Melvin Jones e Presidente Dutra.

O delegado responsável pelo caso, Marcius Geraldo Santos Cordeiro e investigadores da Polícia Civil de Fátima do Sul, iniciaram as investigações logo após o crime, sendo possível identificar o autor.

O site Siliga News informou que na manhã de ontem (19), o delegado foi comunicado pelo advogado do autor, que ele deveria se apresentar até o fim da tarde para esclarecimentos.

Por volta das 17h30, Luiz se apresentou acompanhado do advogado e confirmou ser o autor do crime. A arma do crime não foi apresentada.

Ainda conforme informações do site, o acusado se limitou a responder as perguntas sobre o motivo do crime. Luiz apenas relatou que na madrugada de domingo (17), teria sido agredido por diversas pessoas [incluindo Aleandro]. Durante o domingo, Aleandro teria passado por diversas vezes em frente ao comércio do acusado, tentando intimidá-lo. Já na manhã de segunda-feira [dia do crime] Aleandro teria ido até o local novamente, momento que ocorreu o crime.

O acusado foi ouvido e liberado em seguida. Em conversa com o Siliga News na manhã desta quarta-feira (20), Marcius Geraldo, relatou que a liberdade do acusado não implica em impunidade. O delegado disse que deverá finalizar o inquérito policial sobre a morte de Aleandro já nos próximos dias, e que Luiz deverá ser intimado novamente para prestar esclarecimentos.

Marcius disse também, que outras pessoas ouvidas deverão ser intimadas para prestarem esclarecimentos sobre o crime.

O delegado comentou que aguarda o laudo técnico necroscópico para apontar o calibre da arma usada, bem como quantos disparos atingiram a vítima, haja vista que Luiz não apresentou a arma usada no crime.

O acusado será indiciado por homicídio qualificado [crime cometido por motivo fútil]. Caso seja condenado, a pena varia de 12 a 30 anos de reclusão em regime inicialmente fechado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SUSPEITA
Detran/MS suspende atividades Ladário e Mundo Novo por Covid-19
Polícia apreende caminhonete com registro de furto e com droga na MS-156
ABANDONADA
Polícia apreende caminhonete com registro de furto e com droga na MS-156
ECONOMIA
Pessoas que receberam auxílio emergencial irregular serão cobradas por SMS
TRÊS LAGOAS
Mãe vê menina com vizinho ao chegar do trabalho e descobre estupro
Taxa de ocupação de leitos de UTI em Dourados fica em 76%
SAÚDE PÚBLICA
Taxa de ocupação de leitos de UTI em Dourados fica em 76%
JUSTIÇA
Tempo excessivo de espera em fila de banco gera danos morais
VIGILÂNCIA EM SAÚDE
MS registra poucas notificações de Zica e reduz casos 'prováveis' de Chikungunya 
FUTEBOL
Serc goleia Costa Rica e garante vaga nas quartas de final do Estadual
DESCAMINHO
Homem é flagrado com 100 celulares Xiaomi que entregaria em Goiás
TEMPO
Chuva faz temperatura cair 13°C em poucas horas em Dourados

Mais Lidas

PANDEMIA
Casos de coronavírus levam fechamento de três agências bancárias em Dourados
POLÍCIA
Homem é encontrado morto em ponte próximo à Vila Cachoeirinha 
MAUS TRATOS
Mãe é denunciada após apagar cigarro na mão da filha em Dourados
CAARAPÓ
Jovem que matou companheira com mata-leão é autuado em flagrante por homicídio doloso