quarta, 06 de julho de 2022
Dourados
31°max
14°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
ESTADOS UNIDOS

Atirador mata 14 crianças e uma professora em escola no Texas

24 maio 2022 - 21h35Por G 1

Um tiroteio ocorrido em uma escola de ensino fundamental no Texas, Estados Unidos, deixou ao menos 15 mortos nesta terça-feira, dia 24 de maio, disse em entrevista coletiva o governador do estado, Greg Abbott.

O incidente foi registrado na escola Robb Elementary, na cidade de Uvalde, a 130 km de San Antonio e o suspeito pelos disparos também morreu no local, segundo as autoridades norte-americanas.

14 crianças do 2º, 3º e 4º ano e uma professora morreram no ataque. A escola, uma "elementary school", recebe alunos de 5 a 10 anos.

O criminoso foi identificado pelas autoridades como Salvador Roma, de 18 anos. Não há, até a última atualização desta reportagem, informações sobre as motivações do ataque.

Ataque em Las Vegas, boate Pulse, Columbine: relembre os ataques a tiros da história dos EUA

Além das mortes, ao menos 13 estudantes deram entrada em um hospital da região com ferimentos e o banco de sangue da cidade fez um pedido para doações.

Uma criança e uma mulher de 62 anos precisaram ser transferidas para uma cidade vizinha, para um centro de saúde especializado em traumas.

Tiroteio na escola

No começo da tarde, por volta do meio dia, a polícia de Uvalde respondeu a um chamado na escola de ensino fundamental Robb Elementary.

Eles isolaram a área e pediram que os pais dos alunos aguardassem a liberação e entrega organizada dos estudantes em um local seguro.

Nos EUA, o ano letivo termina em junho, quando começam as férias de verão, e a escola Robb Elementary estava em sua última semana de aulas.

Cada vez mais comum

Tiroteios em massa têm se tornado mais comuns nos EUA e o número de casos como esse tem aumentado nos últimos anos.

Em 2021, foram 34 ataques em escolas, o maior número registrado desde 1999 – quando iniciou a série histórica –, segundo levantamento do jornal "The Washington Post".

Não há um balanço oficial do governo americano que registre o número de ataques com armas em escolas do país.

Desde que assumiu a presidência dos EUA, Joe Biden tem advogado contra a venda de armas e pede maior controle federal sobre o tema.

Há duas semanas, um atirador matou 10 e deixou 3 feridos em um supermercado da cidade de Buffalo, no estado de Nova York.

No ano passado, Biden chegou a apresentar uma proposta limitando o acesso, mas o assunto no país é bastante polarizado e o direito de portar armas está na 2ª Emenda da Constituição americana.

Sempre que o estado tenta controlar o acesso a este tipo de equipamento, grupos lobistas recorrem à Justiça para derrubar a decisão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA

Relator recomenda aprovação da PEC de auxílios sociais na Câmara

Enem 2022: candidato poderá apresentar documentos digitais, como CNH e e-Título, nos dias de prova
EDUCAÇÃO

Enem 2022: candidato poderá apresentar documentos digitais, como CNH e e-Título, nos dias de prova

ANÁLISE

Proibição de tatuagens e piercings em animais de estimação vai a Plenário

ELEIÇÕES 2022

Inscrições para mesários voluntários estão abertas; saiba como se inscrever

Mais de 30 idosos são vítimas de golpes virtuais em Dourados em seis meses
DOURADOS 

Mais de 30 idosos são vítimas de golpes virtuais em Dourados em seis meses

BRASÍLIA

Carro invade ponto de ônibus e deixa feridos e um morto

SAÚDE E BEM-ESTAR

Fibromialgia: dores constantes podem ser síndrome crônica; entenda

SELEÇÃO

Publicadas convocações dos classificados em concurso e processo seletivo da SED

LEGISLATIVO DE MS

Após pedido de Neno, novos policiais civis são empossados para Paranhos

ATENDIMENTO

Conversão de união estável em casamento é o serviço mais procurado da Justiça Itinerante

Mais Lidas

DOURADOS

Cinco professores estavam em veículo que se envolveu em acidente no Itahum

DOURADOS

Prefeitura abre concurso com quase 60 vagas com salários que chegam a R$ 8,3 mil

DOURADOS

Cantor é outro envolvido em acidente que deixou feridos entre Dourados e Itahum

CRIME PASSIONAL

Autor de homicídio no Flórida se passou pela própria esposa para atrair vítima e cometer o crime