Menu
Busca sexta, 03 de abril de 2020
(67) 9860-3221
CAMPO GRANDE

Após ser diagnosticada com doença rara, menina de 5 anos morre em hospital

19 fevereiro 2020 - 21h35Por G 1

Diagnosticada com a síndrome de Moyamoya, Emilly Vitória Saraiva de Jesus, de 5 anos, estava internada no HU (Hospital Universitário), de Campo Grande, morreu na noite desta segunda-feira, dia 17 de fevereiro.

A criança nasceu com Síndrome de Down e após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral), no ano passado, foi descoberto que ela possuía Síndrome de Moyamoya, uma doença rara que deixa o cérebro sem capacidade de receber a quantidade de oxigênio e nutrientes necessários para o desenvolvimento.

A doença, que não possui cura, contribuía para o surgimento de outras enfermidades ocasionando diversas internações. Segundo a assessoria do HU, Emilly teve uma parada cardiorrespiratória e morreu. O sepultamento foi realizado na manhã desta quarta-feira (19).

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Idoso de 60 anos pode ser a primeira morte por coronavírus em Três Lagoas
INFORMAIS
Lei que cria auxílio de R$ 600 é publicada no 'Diário Oficial da União'
SIDROLÂNDIA
Bandidos invadem escola, furtam botijões de gás e alimentos
IMUNIZAÇÃO
Caminhoneiros serão incluídos na campanha de vacinação contra gripe
JUSTIÇA
Pedido de exoneração feita por servidor incapaz é considerado nulo
CONVOCAÇÃO
Governo fará cadastro não obrigatório de profissionais de saúde para o SUS
CAMPO GRANDE
Justiça mantém prisão de suspeito de furtar várias vezes mesmo atacadista
BANCO DO BRASIL
Servidores estaduais podem renovar empréstimos consignados com carência
PROCURADO
Identificado chefe de quadrilha que cavou túnel para roubar banco na Capital
LEÃO
Mais de 9,1 milhões de contribuintes entregaram declaração do IR

Mais Lidas

NOVA ANDRADINA
Hospital confirma três profissionais com coronavírus em unidade que atendeu idosa
CRIME AMBIENTAL
Pescador é flagrado com barco, motor de popa e petrecho de pesca
COVID-19
Familiares de casal que testou positivo para coronavírus em Dourados são monitorados
BOLETIM DA SES
Dourados registra mais um caso de coronavírus e MS tem 51 confirmações