Menu
Busca segunda, 21 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
MATO GROSSO DO SUL

Após acidente com naja, criadores já entregaram voluntariamente 7 serpentes ao CRAS

14 agosto 2020 - 12h27Por Da Redação

Após o acidente envolvendo uma serpente naja e um estudante de Medicina em Brasília, no início de julho, e a operação desencadeada pela Polícia Federal no fim do mês em cinco estados (inclusive Mato Grosso do Sul), pessoas que criavam esses animais em casa sem autorização ambiental procuraram o Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) para fazer a entrega voluntariamente.

Em pouco mais de uma semana, o Cras recebeu sete serpentes e cinco tarântulas (uma espécie de aranha) que passaram por exames clínicos e foram encaminhadas ao Biotério da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco).

A coordenadora do Cras, médica veterinária Aline Duarte, alerta que capturar, traficar, vender e criar animais silvestres (sejam nativos ou exóticos) é crime ambiental e o infrator pode ser preso e obrigado a pagar multas pesadas. No caso do jovem que criava a naja, a multa foi de R$ 78 mil e ele responde a processos por diversos crimes. No entanto, se a pessoa procurar voluntariamente um órgão ambiental e fizer a entrega do animal, fica livre de qualquer punição.

Das serpentes entregues por criadores ao Cras, cinco eram da espécie Corn Snake, a “cobra-do-milho”, encontrada na fauna norte-americana. Muito cobiçada pelos traficantes de animais por ser colorida e não peçonhenta. Outras duas eram Píton, também sem veneno e coloridas. Aline Duarte explica que o biotério da UCDB é o melhor equipado da Capital, por isso recebe todos os animais dessas espécies que são entregues ao Cras.

Corn Snake

A entrega pode ser feita todos os dias de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 16h. O Cras é um hospital veterinário vinculado ao Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) e está localizado entre o Parque das Nações Indígenas e o Parque Estadual do Prosa. O acesso é no final da rua Mato Grosso, na rotatória que dá acesso ao Parque dos Poderes.

É possível conseguir autorização ambiental para criar animais silvestres, cumprindo algumas exigências. Acesso aqui a Nota Conjunta feita pelo Ibama e Imasul que traz essas e outras orientações.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MATO GROSSO DO SUL
Com apoio do governo federal, MS tenta controlar focos de calor no Pantanal
NOVA ANDRADINA
Condutor com mais de 180 kg de maconha tenta fugir mas é capturado pela PRF
ECONOMIA
Estudo da FGV aponta que pandemia provocou queda de renda de 20,1%
REGIÃO
Carro com placas de São Paulo é flagrado com mais de 300 quilos de maconha em MS
COVID-19
Saúde atualiza números da pandemia do coronavírus e Brasil tem 363 novos óbitos
TRÁFICO DE DROGAS
PRF apreende 200 kg de maconha dividida em fardos em Bataguassu
POLÍTICA
Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decide que Cristiane Brasil continuará presa
ÁGUA CLARA
Após perseguição, traficante abandona acompanhante e carro com 64 kg de maconha
R$ 381 MIL
Idosa leva multa por incêndio em área de 95 hectares de vegetação nativa
BRASIL
Marco Aurélio, do STF, recebe alta após passar por cirurgia no joelho

Mais Lidas

RIO BRILHANTE
Homem de 56 anos cai de trator e morre atropelado em fazenda
ESTADO
Confraternização em fazenda termina com tragédia após briga familiar
TRAGÉDIA
Bombeiro em Dourados morre durante acidente em Santa Catarina
DOURADOS
Amigos e familiares de entregador morto em acidente pedem que justiça seja feita