Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
CORUMBÁ

Agepan e Detran/MS deflagram operação contra o transporte clandestino

18 setembro 2020 - 06h35Por Da Redação

Ação conjunta entre Agepan (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos), Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) e Polícia Militar foi deflagrada no início da semana com a intenção de fiscalizar o transporte intermunicipal clandestino de passageiros na região de Corumbá. Na ocasião, 100 veículos foram abordados e sete autos de infração foram lavrados.

O chefe da fiscalização da Agepan, Hélio Leite, explica que várias denúncias chegaram até o órgão indicando o transporte irregular de passageiros entre os municípios de Corumbá e Ladário e até mesmo entre Campo Grande e a região, feitos por motoristas de aplicativos, o que é uma prática ilegal.

"Estamos aqui para combater essa prática que interfere no sistema local de transporte de passageiros. Quem for pego fazendo o transporte de forma remunerada entre os municípios estará infringindo o decreto estadual e o Código de Trânsito Brasileiro. Nesse caso, será multado em 100 UFERMS, o equivalente a cerca de R$ 3,6 mil, além de sofrer um processo legal por usurpação da função pública e desobediência ao decreto estadual˜, explicou.

Hélio ressalta ainda os riscos que os passageiros correm ao procurar esse tipo de transporte já que, na maioria das vezes, o motorista não tem critérios de segurança. Caso o passageiro esteja viajando sem documentos pessoais, por exemplo, ele está sujeito a intercorrências da PRF (Polícia Rodoviária Federal) ao ser parado na estrada.

Outra situação é o transporte de estrangeiros. "Sabemos que, em função da pandemia, a fronteira está fechada e os bolivianos podem ir até Corumbá apenas, o que não tem acontecido", destacou.

Outro aspecto com relação a segurança do passageiro é o fato de que muitos condutores têm feito viagens chamadas 'bate e volta', entre Corumbá e Campo Grande, mas acabam não tendo o tempo de descanso nos intervalos, o que pode resultar em acidentes fatais.

O coordenador da ação por parte do Detran-MS, Ivar Custódio, explica que o apoio logístico e operacional junto à Agepan é importante, pois fortalece a operação no que diz respeito ao trânsito. "Além disso, evidencia a necessidade de se fiscalizar uma situação que pode trazer complicações aos motoristas", esclareceu.

De acordo com o inciso VIII do Artigo 231 da Lei nº 9.503 de 23 de Setembro de 1997, transitar com o veículo efetuando transporte remunerado de pessoas ou bens, quando não for licenciado para esse fim, salvo casos de força maior ou com permissão da autoridade competente é considerado infração que pode acarretar em multa e na remoção do veículo.

A ação ocorreu simultaneamente entre as cidades de Ponta Porã e Antônio João, onde outros três autos de infração foram lavrados e dois veículos foram removidos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NAVIRAÍ
Homem espancou ex com socos e joelhadas, desfigurando o rosto dela
EDUCAÇÃO
UFGD realiza colação de grau de diversos cursos por webconferência
CRIME AMBIENTAL
Homem é multado em R$ 3 mil por matar cachorro de vizinho a pauladas
PONTA PORÃ
Bombeira salva bebê com cordão umbilical enrolado no pescoço
EDUCAÇÃO
UEMS oferta mais de 400 vagas para cursos de graduação EaD em 12 polos
PEDRO GOMES
‘Benzedeira do PCC’ promete amor de volta e mulher perde R$ 17 mil
LEVANTAMENTO
Dourados mantém saldo positivo de empregos pelo quinto mês seguido
DOURADOS
Investigação termina com apreensão de adolescente, drogas, arma e munições
BRASIL
Barroso pede a candidatos que sigam alertas para evitar covid-19
MATO GROSSO DO SUL
Governador autoriza promoções e progressões para Bombeiros e Polícia Militar

Mais Lidas

DOURADOS
Enquanto filma chuva, interno mostra ‘plantação’ de maconha em cela da PED
BR-463
Homem para carro em bloqueio, desce atirando e morre em confronto com a polícia
PANDEMIA
Menino de 5 anos é a primeira criança a morrer de coronavírus em MS
PROCURADO
Acusado pela morte de ator falsificou documento e disse ter nascido em MS