Menu
Busca segunda, 25 de outubro de 2021
(67) 99257-3397
JUSTIÇA

Acusado de matar motorista de aplicativo será julgado nesta terça-feira

17 novembro 2020 - 07h19Por Da Redação

Será realizado nesta terça-feira, dia 17 de novembro, na 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, o julgamento do homem que matou um motorista de aplicativo por ciúmes de sua esposa. O acusado disparou contra a vítima enquanto ele esperava a solicitação de um novo passageiro.

Segundo a denúncia, na noite do dia 13 de maio de 2019, o réu e a esposa gestante foram atendidos na UPA do bairro Universitário e solicitaram um motorista, via aplicativo de transporte, a fim de retornarem para casa. Assim que entraram no carro do prestador designado para atendê-los, este teria feito um comentário sobre como o frio que estava fazendo naquela noite era bom pra dormir e “fazer amorzinho gostoso”.

Enciumado com o comentário e acreditando que o motorista flertava com sua esposa, o acusado, assim que o carro chegou no condomínio onde morava, no bairro Jardim Campo Nobre, na Capital, foi até sua unidade residencial, apoderou-se de uma arma de fogo que possuía e retornou. Ele encontrou o motorista ainda estacionado, pois estava esperando outro cliente pelo aplicativo, e efetuou dois disparos, matando a vítima no local.

Ao final da audiência de instrução, realizada no dia 19 de fevereiro desse ano, o juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Carlos Alberto Garcete de Almeida, pronunciou o réu nos crimes de homicídio doloso qualificado, por motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima, além de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

O agendamento da sessão de julgamento pelo júri, porém, teve que aguardar diretrizes que permitissem sua realização, tendo em vista a suspensão de diversas atividades do judiciário, em razão da pandemia de Covid-19.

O julgamento chegou a ser marcado para o dia 4 de agosto, entretanto, a prorrogação do regime de plantão extraordinário no âmbito do Poder Judiciário à época, impediu que fosse realizado. A data foi designada para 15 de setembro, contudo, também precisou ser cancelada e desta vez em razão de o acusado ter contratado advogado particular às vésperas do julgamento. Por fim, foi agendado para o dia 17 de novembro.

A sessão de amanhã será realizada com a presença do acusado e observando o cumprimento das regras de biossegurança previstas no plano do Poder Judiciário de MS, de forma que o acesso ao plenário do júri durante o julgamento será restrito às partes envolvidas na sua realização. O julgamento começará às 8 horas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Em meio à leitura de pareceres, CPI vota amanhã relatório de Renan
BRASIL
Em meio à leitura de pareceres, CPI vota amanhã relatório de Renan
Ganhe massa muscular mais rápido: 4 atalhos para a hipertrofia
SAÚDE E BEM-ESTAR
Ganhe massa muscular mais rápido: 4 atalhos para a hipertrofia
Dourados confirma mais três óbitos de moradores da região
PANDEMIA
Dourados confirma mais três óbitos de moradores da região
Funcionária da UPA é agredida por homem que tentava entrar em área restrita
DOURADOS
Funcionária da UPA é agredida por homem que tentava entrar em área restrita
Facebook remove live em que presidente associa vacina de covid à aids
BRASIL
Facebook remove live em que presidente associa vacina de covid à aids
REGIÃO
Foragido é flagrado pulando muros de casas e é preso
DOURADOS
Preço médio da gasolina comum chega a R$ 6,26 em dia de anúncio de novo reajuste
SEGURANÇA PÚBLICA
Neno pede duas viaturas e quatro motos para patrulhamento rural em Ponta Porã
PEDRO JUAN
Advogado é executado na fronteira com o Paraguai
DOURADOS
Casa é arrombada e carteira furtada na Vila Santa Catarina

Mais Lidas

CÁRCERE PRIVADO
Tentativa de sequestro a criança termina com jovem preso em Dourados
CLIMA
Vendaval atinge Dourados e deixa rastro de destruição
ACIDENTE
Morto em acidente na BR-163 voltava de festa em Caarapó
DOURADOS
Vento supera 40 quilômetros por hora e grande perigo de tempestade inicia de tarde