Menu
Busca quarta, 20 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
CAMPO GRANDE

Ação contra a dengue orienta 25,6 mil moradores de 4 bairros da Capital

28 dezembro 2015 - 20h20

Em três dias de trabalho da Campanha Guerra ao Mosquito Aedes aegypti, para disseminar informações de conscientização da população de Campo Grande sobre as formas de combate ao vetor da dengue, febre chikungunya e zika vírus, as equipes orientaram 25.653 moradores dos bairros Jardim Noroeste, Maria Aparecida Pedrossian, Residencial Oiti e Jardim Panorama.

A primeira semana de atuação das equipes, que começou no dia 21 e terminou no dia 23 de dezembro, teve um total de 7.028 domicílios e 280 empresas visitados. Nesta segunda-feira (28/12), as equipes iniciaram os trabalhos no Jardim Veraneio e os agentes da Polícia Civil acompanharam as visitas nos imóveis para dar segurança e, quando necessário, checar se o proprietário já foi notificado a respeito da limpeza do terreno.

A médica do trabalho do Sesi Adriana Sato, uma das coordenadoras da campanha, reforçou a necessidade de todo o cuidado por parte da população para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti. “É necessário que as pessoas não deixem em exposição recipientes que possam acumular água, pois os ovos do mosquito podem ficar adormecidos por até um ano, bastando uma chuva rápida para eles eclodirem”, ressaltou.

Já o delegado-geral da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, Roberval Maurício Cardoso, disse que a campanha promove um trabalho de inteligência, que é levar informações de conscientização para a população. “Nós somamos força a essa ação acompanhando cada visita às casas e reforçando que cada morador faz a diferença”, declarou, completando que, quando for identificado que o morador já foi notificado para limpar o terreno e não cumpriu a determinação, os agentes de Polícia Civil poderão efetuar a prisão do proprietário do imóvel.

População

Para o jardineiro Luiz Fernando Elias, 22 anos, a campanha realizada pela Fiems e Sesi é de extrema importância para alertar a população. “Todo o reforço é bem-vindo, pois os moradores precisam mesmo se conscientizar”, disse. Gilson Leonel, 49 anos, é mototaxista e disse que tem muito medo de ficar doente. “Eu faço vistoria todo dia no meu quintal, mas sei que isso só me protege se os meus vizinhos fizerem o mesmo”, lembrou.

A aposentada Suzana Ajala, 64 anos, contou que nunca teve dengue e que fica atenta aos recipientes que possam acumular água. “Temos de fazer de tudo para evitar a dengue”, afirmou. Para o desenhista de comunicação visual Celso Alves da Silva, 68 anos, é necessário que a população tenha mais compromisso com a própria vida. “As pessoas têm de ser mais responsáveis com relação às situações desse tipo. Cada um precisa fazer a sua parte, por isso, esse tipo de orientação nunca é demais”, garantiu.



Programação

No período de 4 a 8 de janeiro de 2016, a ação será nos bairros Guanandi, Taquarussu e Vila Jacy, enquanto de 11 a 15 de janeiro a campanha prossegue com as ações nos bairros Albuquerque e TV Morena. A iniciativa segue no período de 18 a 22 de janeiro nos bairros Tiradentes e São Lourenço, enquanto no período de 25 a 29 de janeiro a ação chega aos bairros Coophavila II, Batistão e Tarumã.

Nos dias 1º e 2 de fevereiro a iniciativa estará no Bairro Itamaracá e, de 3 a 5 de fevereiro, a campanha chega aos bairros Piratininga, Jockey Club e América, enquanto no período de 10 a 13 de fevereiro a ação será nos bairros Nova Lima, Mata do Segredo e José Tavares. A campanha conta com uma unidade móvel do Sesi, seis automóveis, um carro de som e 30 agentes contratados, promovendo caminhada com panfletagem e realização de visitas domiciliares. “A meta é atingir 150 mil residências, 600 mil pessoas e 3.600 empresas, entre indústria, comércio e serviços”, informou o superintendente do Sesi, Bergson Amarilla.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
Dupla é presa por estelionato em Corumbá
IPC registra alta de 0,86% na segunda semana de janeiro
IPC registra alta de 0,86% na segunda semana de janeiro
Homem é preso em Dourados após ameaçar matar a ex-esposa
MEDIDA PROTETIVA
Homem é preso em Dourados após ameaçar matar a ex-esposa
Entre moradores locais e de cidades vizinhas, Dourados amarga 333 mortes na pandemia
COVID-19
Entre moradores locais e de cidades vizinhas, Dourados amarga 333 mortes na pandemia
Saúde Indígena planeja iniciar hoje vacinação em aldeias do polo de Dourados
COVID-19
Saúde Indígena planeja iniciar hoje vacinação em aldeias do polo de Dourados
PANDEMIA
Mato Grosso do Sul confirma mais de mil casos de Covid-19 em um dia
OPERAÇÃO OMERTÀ
STF mantém prisão preventiva de empresário acusado de chefiar milícia armada em MS
RECEPTAÇÃO
Jovem é preso após adquirir bicicleta furtada avaliada em R$ 3 mil
DOURADOS
Prefeito troca corregedor da Guarda Municipal
INSS
Prova de vida de aposentados é suspensa até fevereiro

Mais Lidas

DOURADOS
Promotor vê preconceito em comentários contra vacina para índios e denuncia à PF
DOURADOS
Mulher é presa acusada de dar cobertura para assaltantes que rendiam família
DOURADOS
Em ação conjunta, polícia deflagra operação para investigar crimes
TRAGÉDIA
Casal morre após caminhonete colidir contra carreta na BR- 163