quinta, 23 de maio de 2024
Dourados
33ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
ARTIGO

A importância do auxílio-inclusão para a pessoa com deficiência

27 julho 2021 - 09h42Por Fernando Machado

A Lei 14.176, de 2021, trouxe mudanças significativas para inclusão de pessoas com deficiência, ao regulamentar o art. 94 do Estatuto da Pessoa com Deficiência, implementando o benefício chamado de “auxílio-inclusão”, que tem como finalidade substituir o benefício de BPC/LOAS nos casos em que a pessoa com deficiência seja inserida no mercado de trabalho.

O auxílio-inclusão possui o valor de meio salário-mínimo e será pago ao beneficiário de BPC/LOAS que seja integrado ao mercado, desde que sua remuneração seja inferior a dois salários-mínimos. Neste caso, o beneficiário que passe a exercer atividade remunerada deixará de receber o benefício de BPC/LOAS, mas passará a receber o auxílio-inclusão em complemento ao seu salário. 

Para entender melhor, antes da nova lei, a pessoa com deficiência que recebesse o benefício BPC/LOAS e começasse a trabalhar teria suspenso o benefício de BPC/LOAS enquanto estivesse trabalhando, podendo solicitar novamente o benefício de BPC/LOAS quando finalizasse sua atividade remunerada. 

Na prática, a pessoa com deficiência não tinha estímulo para exercer atividade remunerada, pois perderia seu benefício de BPC/LOAS. Com a nova lei, a pessoa poderá exercer atividade remunerada, desde que seja limitada a até dois salários-mínimos, substituindo o benefício de BPC/LOAS pelo benefício de auxílio inclusão. 

Trata-se de um avanço na política de inclusão da pessoa com deficiência, pois o trabalho é um importante componente de dignidade e inserção social, além de permitir o aumento na renda mensal do grupo familiar. 

Para ter direito ao benefício de auxílio-inclusão, a pessoa que recebe o benefício de BPC/LOAS deve atender aos requisitos previstos no art. 26-A da Lei 8.742, de 1993, que são os seguintes:
a) que tenha remuneração limitada a 2 (dois) salários-mínimos; e
b) seja segurado da Previdência Social (RGPS ou RPPS);
c) tenha inscrição atualizada no CadÚnico no momento do requerimento do auxílio-inclusão;
d) tenha inscrição regular no CPF; 
e) mantenha os requisitos para concessão do BPC/LOAS

Por fim, devemos ressaltar que o benefício de auxílio-inclusão entrará em vigor apenas em 1º de outubro de 2021, conforme regra de vigência contida no art. 6º da Lei 14.176, de 2021. 

*Professor universitário, doutor em Direito e advogado inscrito na OAB/MS 15.754


Instagram: @professorfernandomachado
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Local de prova do concurso da Caixa está disponível para os candidatos
GERAL

Local de prova do concurso da Caixa está disponível para os candidatos

Artesãs da Reserva Indígena de Dourados passam por capacitação para vender produtos online
OPORTUNIDADE

Artesãs da Reserva Indígena de Dourados passam por capacitação para vender produtos online

JUSTIÇA

Governo gaúcho tem dez dias para explicar mudança em código ambiental

Chuvas já mataram 163 pessoas no Rio Grande do Sul
TRAGÉDIA 

Chuvas já mataram 163 pessoas no Rio Grande do Sul

Desafios para Saúde, Meio Ambiente e Planejamento Urbano
DOURADOS

Desafios para Saúde, Meio Ambiente e Planejamento Urbano

DOURADOS 

Homem é preso após furtar farmácia no Água Boa

TEMPO

Inmet divulga alerta de tempestade para Dourados e região

ESCÂNDALO NA FERDERAÇÃO

Alvo de operação foi visto chegando na Federação com maço de dinheiro

NOTA

Associação de Cronistas Esportivos de MS se manifesta após operação que prendeu presidente da FFMS

NOVIDADE

Dourados poderá ter corredor gastronômico na avenida Weimar Torres

Mais Lidas

R$ 37 MILHÕES

Empresa é contratada para prolongar avenida do Centro até parque público de Dourados

BR-463

Douradense é preso com drogas em carro de luxo

REGIÃO 

Empresários são detidos por desvio de energia elétrica após operação do SIG

ITAPORÃ

Funcionário de fazenda morre durante manutenção em silo