Menu
Busca sexta, 26 de fevereiro de 2021
(67) 99257-3397

Ciclone causa estragos em SC e provoca mortes

28 março 2004 - 07h15

O ciclone Catarina começa a perder forças, mas os estragos em Santa Catarina foram muitos. Duas pessoas morreram e várias ficaram desabrigadas no Estado. Ao menos sete pescadores estão desaparecidos no litoral catarinense.Segundo informações da Defesa Civil de SC, em Torres, no RS, uma criança morreu devido ao desabamento de uma casa. Na BR 101, o ciclone causou a morte de um homem que estava dentro de um carro tentando buscar abrigo e foi atingido por uma árvore.A BR 101 está interditada entre Sombrio e Criciúma. A situação é mais crítica entre Araranguá e Criciúma. A Defesa Civil pede para que os motoristas evitem utilizar a estrada. Em Santa Catarina, as estradas que ligam a cidade de Criciúma ao sul do Estado foram interditadas. No litoral, pelo menos dois barcos estão à deriva e quatro tripulantes desaparecidos. O ciclone 1-T Alfa, que já está sendo chamado de "Catarina", havia sido classificado pelo Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos como um furacão categoria 1 (com ventos entre 120 e 150 km/h), mas a classificação mudou devido à temperatura no centro. O ciclone apresenta um lento deslocamento para oeste e sudoeste e está trazendo nebulosidade e chuva fraca para o leste catarinense e gaúcho. "Pode haver queda de árvores, ondas de quatro metros e, por isso, emitimos um aviso especial à população", disse um responsável do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O funcionário descartou a possibilidade de a tempestade se transformar em furacão, com ventos de mais de 200 km/h, "porque o mar não está muito quente". O Catarina já provocou ondas com picos de até cinco metros de altura em alto-mar. Ventos de até 90 km/h atingiram a região do Cabo de Santa Marta no início da noite do sábado, de acordo com a RBS TV. Nas praias do sul, o ventos sopraram com velocidade máxima de 50 km/h, e as ondas alcançaram até três metros de altura. A Rede de Estações de Climatologia de São Leopoldo adverte que há risco de alagamentos dependendo da intensidade das trovoadas. A Defesa Civil gaúcha também está acompanhando o deslocamento do ciclone. O vento na área continental também deve se intensificar no decorrer das próximas 24 horas, soprando mais intensamente na zona costeira do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, especialmente na divisa dos dois estados. Prevê-se vento com intensidade moderada a forte, com velocidade média de 40 a 70 km/h e rajadas mais fortes. A aproximação do ciclone vai provocar mar agitado e condições muito perigosas para a navegação nas áreas costeiras. Embarcações em alto mar já registram ondas elevadas, que devem chegar até as praias, podendo produzir também o fenômeno da elevação da maré. O ciclone tropical 1-T Alfa deve perder gradualmente intensidade ao longo deste fim de semana, mas o fenômeno necessita de constante acompanhamento devido ao seu potencial de mudanças meteorológicas e por se tratar de primeira ocorrência do tipo no Atlântico Sul. Alerta em Santa CatarinaVários municípios da região sul de Santa Catarina estão em alerta, segundo a Defesa Civil do Estado, que preparou operação para casos de emergência junto com o Corpo de Bombeiros, Polícias Militar e Civil. Há também a previsão de subida de maré e ressaca, que podem atingir o Estado até a próxima segunda-feira. Como prevenção, a Defesa Civil está recomendando "alerta" à população. Catarina chega ao RJ O ciclone Catarina deverá atingir o litoral fluminense até Cabo Frio nos próximos dias. As ondas chegarão a três metros de altura e, em mar aberto, a quatro. O ciclone extratropical é um tipo raro de tempestade, pois os ventos giram em sentido anti-horário. Os ventos deverão chegar a 90 km/h. As agências meteorológicas norte-americanas acompanham o ciclone. As prefeituras de cidades catarinenses já colocaram à disposição da população igrejas, escolas e clubes para receber possíveis desalojados.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Foragido, pai que estuprou a própria filha em São Paulo é preso em MS
AJUDA
Bolsonaro fala em pagar 4 parcelas de R$ 250 de auxílio emergencial
BATAGUASSU
Usando nome falso há 12 anos, homem foge da policia e até registra filha
FUTEBOL
Fundesporte e Federação assinam repasse de R$ 820,9 mil para o Estadual 2021
Golpistas pedem dados de idosa para simular empréstimo e 'limpam' a conta dela
VACINA
Ministério assina acordo para comprar 20 milhões de doses da Covaxin
CAMPO GRANDE
Idoso fica em porta-malas por mais de meia hora durante roubo de carro
ECONOMIA
Nova linha de crédito imobiliário da Caixa tem juros atrelados à poupança
CRIME AMBIENTAL
Fazendeiro é multado em R$ 19 mil por desmatamento de bioma protegido
PROTESTO
Servidores públicos realizam ação contra a PEC Emergencial em Dourados

Mais Lidas

REGIÃO
Homem é preso após estuprar menina de 11 anos
POLÍCIA
Identificada vítima fatal de acidente entre carretas
DOURADOS
Câmara aprova projeto do Executivo para elevar remuneração de secretários municipais
BELEZA
Representante de Dourados está na final do Miss Brasil Teen