Menu
Busca segunda, 03 de agosto de 2020
(67) 99659-5905

CCJ do Senado aprova parecer favorável à reforma tributária

11 dezembro 2003 - 15h55

Em reunião extraordinária, a CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) do Senado aprovou o relatório do senador Romero Jucá (PMDB-RR) à proposta de emenda à Constituição (PEC) nº 74/2003, que altera o sistema tributário nacional. Para que o texto da PEC, fruto de entendimento entre o governo e a oposição, esteja pronto para seguir para Plenário, ainda é necessária a votação de emendas destacadas, processo que deve ser concluído ainda na tarde desta quinta-feira.A PEC incorporou os itens negociados na véspera pelos senadores, senod que, no que diz respeito ao FPM (Fundo de Participação dos Municípios), os municípios terão R$ 1 bilhão a mais em novembro de 2004, e R$ 1,5 bilhão em 2005 e 2006. Esses recursos, na prática, serão usados pelas prefeituras para pagamento do 13° salário do funcionalismo.Quanto à Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) sobre produtos importados, ficou acertado que será apresentada uma nova PEC determinando que somente serão taxados os produtos importados que tenham similar nacional tributado. Já a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) será cobrada também sobre o combustível importado. Um quarto da arrecadação será destinada aos estados, que por sua vez repassarão 25% aos municípios. Os repasses serão proporcionais à quilometragem de rodovias asfaltadas em cada Estado. Jucá analisou 452 emendas, acatou inteiramente 16 delas, parcialmente outras 17, e fez outras 21 modificações com base em sugestões de senadores. A PEC também prevê desoneração dos produtos da cesta básica pela redução das alíquotas do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) somente em 2005. Dessa forma, a implantação da medida será discutida no ano que vem, e o governo deve encaminhar, em 120 dias, projeto de lei complementar detalhando alíquotas e produtos que serão desonerados.A finalidade da medida, segundo o líder do PMDB, senador Renan Calheiros (AL), é a de elevar o poder de compra do trabalhador, com os cuidados devidos para que os estados produtores do Centro-Oeste não sejam prejudicados. Para isso, devem ser criados mecanismos de compensação para as perdas tributárias que se impuserem a esses Estados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPEONATO PAULISTA
Palmeiras passa pela Ponte e enfrenta o Corinthians decisão
CORONAVÍRUS
Covid-19 matou 94,1 mil pessoas no Brasil desde o início da pandemia
FUTEBOL
Corinthians vence e vai em busca do tetra Paulista
INTERNACIONAL
Astronautas da NASA completam missão no espaço a bordo da SpaceX
CORUMBÁ
Militar do Exército é agredido em região de fronteira de Mato Grosso do Sul
ECONOMIA
Liberação de R$ 3 bi da Lei Aldir Blanc será por meio de plataforma
CRIME AMBIENTAL
Douradense é autuado por exploração ilegal de madeira e desmatamento
DESENVOLVIMENTO
BNDES terá mais recursos para recuperação de resíduos sólidos
ESPORTES
Benfica marca apresentação de Jorge Jesus em busca de dias melhores
CRIME AMBIENTAL
Fazendeiro leva multa por desmatamento de 16 hectares de vegetação

Mais Lidas

ACIDENTE
Motociclista perde controle da moto e invade estabelecimento na Marcelino Pires
ACIDENTE
Jovem é atropelado em Dourados e motorista foge do local sem prestar socorro
TRÁFICO DE DROGAS
Força Aérea persegue pilotos que sobrevoavam MS com mais de 1 t de cocaína
DOURADOS
Quatro pessoas são presas acusadas de fazerem parte de facção criminosa