Menu
Busca quinta, 13 de maio de 2021
(67) 99257-3397

CBF confirma plano de ajuda de custo ao futebol feminino

13 setembro 2004 - 21h54

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) confirmou nesta segunda-feira o plano de conceder ajuda de custo às jogadoras da seleção brasileira feminina que não atuam no exterior. A medida foi anunciada pelo presidente Ricardo Teixeira após reunião com René Simões, treinador da seleção nos Jogos de Atenas. René Simões mantém esperança de pôr em prática plano "pé no chão". A idéia surgiu ainda na Grécia. A CBF não divulgou, no entanto, quando a ajuda de custo começará a ser dada e nem por quanto tempo.Em princípio, a entidade tentaria obter patrocinadores para a subvenção. Atualmente seis jogadoras entre as 18 atletas que conquistaram a medalha de prata nas Olimpíadas têm contrato com clubes estrangeiros. "Acho importante, seria bom se tivéssemos esta ajuda. Mas tem outras meninas numa situação difícil. Não fomos a Atenas para brigar por uma coisa melhor somente para as 18 da seleção, mas para todas as jogadoras do país", diz a zagueira Aline Pellegrino, que defende o Unisant"Anna/Osasco/Palmeiras. "Não adianta só nove ou dez receberem o auxílio. A forma de ajudar todo mundo seria mesmo um fazer um campeonato." Simões mantém as esperanças de ver seu plano para o futebol feminino sair do papel, apesar de ainda não saber se continuará no cargo. "Não foi um sonho de verão", afirmou. "O que o presidente Ricardo Teixeira disse lá em Atenas não foram palavras vãs. Ele recebeu muito bem o projeto que apresentei e também deu idéias"."Pé no chão" O projeto de Renê Simões é chamado "O Brasil no Topo do Futebol Feminino Mundial". Com duração de 14 anos, tem como objetivo, segundo o técnico, manter uma seleção olímpica "forte" para os Jogos de 2008, 2012 e 2016. Deve incluir a criação de uma liga nacional para equipes femininas, que atualmente não existe no país. O treinador prevê, no entanto, que a realização de seus planos será "lenta e gradual". "A CBF não pode se lançar numa aventura.Sabemos que será um projeto "pé no chão" ", contou. "Do mesmo jeito que está na moda o desenvolvimento sustentável, nós teremos que ter uma evolução sustentável." Simões terá outra reunião na confederação, ainda nesta semana, para decidir se permanece como treinador. Ele admitiu que, no projeto proposto, incluiu um papel para si. Segundo Teixeira, a CBF estaria disposta a investir no futebol feminino para que ele "chegue a ter a grandeza do masculino" -cuja seleção, pentacampeã mundial, não se classificou para a Olimpíada de Atenas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASILÂNDIA
Jovem de 23 anos destrói recepção de hospital durante surto
BRASÍLIA
Secretário Mario Frias é submetido a cateterismo de emergência
TRÊS LAGOAS
Homem que matou cantor a tiros em tabacaria é condenado a 46 anos
BRASIL
Câmara aprova projeto que pode restringir atuação da oposição
Homem contrai dívida de R$ 32 mil ao fazer portabilidade de empréstimo
BENEFÍCIO
Cultura prorroga prazo para entrega de documentação do FIC
POLÍCIA
Condutor de lancha envolvida em acidente com morte presta depoimento
EDUCAÇÃO
Metas do Inep para o ano não incluem aplicação do Enem 2021
IVINHEMA
Três dias depois de ser envenenada pela mãe, criança recebe alta
FERIADO
Comarca de Angélica não terá expediente amanhã e sexta-feira

Mais Lidas

PANDEMIA
Levado pela Covid-19, "João da União" deixa legado para família e em Dourados
INDÁPOLIS
'Frio' e com roupa ainda suja de sangue, assassino de tio não mostrou arrependimento ao ser preso
DOURADOS
Homem morre no HV após acidente com condutor que empinava moto
PANDEMIA
Novo decreto mantém toque de recolher às 21h e autoriza abertura de cinema em Dourados