Menu
Busca domingo, 18 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Carro-bomba mata pelo menos 17 em Bagdá

07 maio 2005 - 14h45

Dezessete pessoas, entre elas quatro estrangeiros, morreram e 33 ficaram feridas em virtude de um atentado com carro-bomba hoje em Bagdá, segundo uma fonte do Ministério do Interior. Dois americanos especialistas em segurança estão entre os quatro estrangeiros mortos pela explosão, de acordo a embaixada dos Estados Unidos. As 33 pessoas feridas são civis iraquianos, entre elas crianças e mulheres. Segundo a fonte do Ministério do Interior, um carro-bomba explodiu às 11h locais (04h de Brasília) na Praça Tahrir, na entrada do túnel que leva a uma rua comercial de Al-Saadun. A bomba teria como alvo um comboio de veículos usados por estrangeiros que trabalham para o exército americano. "Três veículos do comboio foram totalmente destruídos e pelo menos sete carros civis foram destruídos", acrescentou a fonte do Ministério do Interior. Há um ônibus escolar entre os veículos danificados. Mondher Fadel, que possui uma loja na Praça Tahrir, afirmou que as equipes de socorro retiraram pelo menos três estudantes do ônibus escolar e um correspondente da AFP viu o veículo em chamas, além de livros escolares espalhados pela rua. Havia, pelo menos, oito ambulâncias na praça para evacuar as vítimas. Habitantes furiosos se reuniram no local do atentado, onde os bombeiros tentavam controlar o fogo em meio a uma forte presença policial. Um dos moradores disse que não deveria ser permitido que comboios de veículos estrangeiros circulem pelas ruas de Bagdá, pois, "cada vez que são atacados, são os civis que pagam o preço". Guardas de segurança estrangeiros, vestidos com camisetas azuis e calças cáqui, armados com fuzis, estavam em posição de combate e apontavam suas armas a quem se aproximasse. Um deles tinha o braço e o rosto manchados de sangue. A forte explosão ocorreu numa hora de grande movimento no bairro comercial do centro de Bagdá. Uma densa coluna de fumaça negra se formou no céu e helicópteros sobrevoavam o local. Nem as fontes oficiais iraquianas nem a embaixada americana informaram a nacionalidade dos outros dois estrangeiros mortos. O ataque engrossa a série de atentados insurgentes realizados nos últimos dias, vitimando mais de 270 pessoas - a grande maioria formada por soldados e policiais iraquianos - desde que o primeiro-ministro Ibrahim Al-Jaafari anunciou o novo governo do Iraque, no último dia 28. A explosão ocorre no mesmo dia em que representantes da dominante aliança shiita, encabeçada por Al-Jaafari, planejam se reunir com líderes sunitas para discutir candidatos para ministro da Defesa e seis outros cargos ainda não preenchidos.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bolsonaro visita cidade de Goiás com Pazuello e causa aglomeração
COLAPSO
Bolsonaro visita cidade de Goiás com Pazuello e causa aglomeração
Jovem com problemas emocionais se despede de familiares e desaparece
CAMPO GRANDE
Jovem com problemas emocionais se despede de familiares e desaparece
PANDEMIA SEM CONTROLE
Brasil ultrapassa 371 mil mortos por Covid; 2.865 mortes em 24 horas
APLICATIVO
Celulares podem ajudar no combate a fraudes em bombas de combustíveis
COXIM
'Descontrolado', adolescente é apreendido por pilotar moto e dar tiros
MOEDA FORTE
Paraguaios aproveitam valorização do guarani para compras no Brasil
Jovem de 19 anos é preso e multado por pescar com petrechos ilegais 
DOSES LIMITADAS
Drive-thru nos Bombeiros neste domingo começa às 8 horas
TRÁFICO
Polícia apreende mais de uma tonelada de maconha em caminhonete furtada 
SAÚDE
Bolsonaro confirma que passará por nova cirurgia para corrigir hérnia

Mais Lidas

DOURADOS
Motociclista é preso após passar 'fumando um baseado' ao lado de viatura
DOURADOS
Interno morre após briga com companheiro de cela da PED
PED
Arma de fabricação caseira é encontra em cela de interno morto
RONDAS
Bicicleta roubada há 14 anos é recuperada em Dourados