Menu
Busca domingo, 16 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Carrasco de Federer vira atração da delegação tcheca

18 agosto 2004 - 20h55

Tomas Berdych virou atração na Vila Olímpica depois da proeza de eliminar o número 1 do mundo Roger Federer. Nesta quarta-feira, o tcheco de apenas 18 anos obteve mais uma vitória, desta vez sobre o espanhol Tommy Robredo, cabeça 15 da competição olímpica, por apertados 7/6(2), 4/6 e 8/6, e festeja a vaga a inesperada vaga nas quartas-de-final em que terá pela frente o norte-americano Taylor Dent. "Estou cansado, minhas pernas doem, mas me sinto ótimo. Depois de vencer dois jogadores desse nível, minha confiança aumentou", disse Berdych. Número 74 do mundo, Berdych é o único representante de seu país ainda de pé na chave de simples e já recebeu 78 mensagens de texto em seu celular, 30 delas logo depois de eliminar Federer, mandadas pela família e amigos. "Fiquei lendo (as mensagens de texto) a noite toda. Tentei responder as mais importantes, de meus parentes, namorada e amigos íntimos", contou. Na sala de refeições na Vila, ele é alvo do carinho de seus colegas de delegação, e nas quadras, de repórteres e câmeras de TV. "Tem sido bem estranho", comentou o novo astro esportivo da República Tcheca. A façanha de Berdych foi motivo de festa dos atletas tchecos de outras modalidades, mas o tenista, exausto, preferiu ir dormir e não se incomodou com a algazarra nos apartamentos vizinhos ao seu. "Depois que peguei no sono, nem percebi o barulho." Entre os cumprimentos recebidos de colegas de outras modalidades, destaca-se o do arremessador de dardo Jan Zelezny, que tenta sua quarta medalha olímpica de ouro. "Até alguns remadores que eu nunca havia visto antes vieram me cumprimentar na hora do almoço", contou. Dos veteranos compatriotas Jiri Novak e dos duplistas Martin Damm e Cyril Suk, Berdych recebeu dois conselhos logo após eliminar Federer: primeiro, não fique de salto alto; segundo: volte para casa com uma medalha. O próximo adversário, Taylor Dent, preocupa o jovem tcheco. "Estaria mais confiante se não tivesse de enfrentá-lo. Ele é completamente diferente dos três que enfrentei aqui. Pressiona muito, sobe à rede depois do saque e pressiona até nas devoluções", explica. "Não gosto de jogador com esse estilo, ninguém gosta."

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dourados tem 35 pacientes com Covid-19 na espera por vaga pública de UTI
OCUPAÇÃO MÁXIMA
Dourados tem 35 pacientes com Covid-19 na espera por vaga pública de UTI
ECONOMIA
Abono salarial do PIS-PASEP de até R$ 1,1 mil tem calendário unificado
EDUCAÇÃO
Projeto 'Astrominas' oferece vagas para meninas adolescentes em atividades online de ciências
EMPREGO
Processo seletivo da Prefeitura de Maracaju terá salários de até R$ 8,5 mil
EDUCAÇÃO
Prazo para pedir isenção de taxa do Enem começa nesta segunda-feira
POLÍCIA
Foragido da Justiça é preso após agredir namorada adolescente
POLÍCIA
Mulher encontra seus três cachorros envenenados e suspeita de vingança do ex
ESPORTE
Grêmio vence Inter de virada e larga em vantagem na final do Gauchão
ESPORTES
Palmeiras domina o Corinthians, vence em Itaquera e vai à final do Paulistão
POLÍCIA
Homens são flagrados carneando vaca furtada e um deles tenta agredir policial a facada

Mais Lidas

CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem bate veículo em poste e namorada que estava no capô morre
TRÁFICO DE DROGAS
Chefe do 'Comando Vermelho' e foragido há seis meses é preso em Dourados
FEMINICÍDIO
Mulher baleada na cabeça pelo ex-marido morre no hospital
CAPITAL
Jovem sai para comprar narguilé e morre após colidir moto contra poste