Menu
Busca sábado, 31 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
TELEVISÃO

Carolina Ferraz abre processo trabalhista contra a Rede Globo

06 novembro 2017 - 10h47Por IG

Nem toda novela da Globo tem um final feliz. Essa é a realidade da relação entre a emissora com a atriz Carolina Ferraz. Segundo a Coluna Radar , a artista entrou com uma ação trabalhista contra a empresa de Roberto Marinho pedindo direitos de funcionária. A Globo, por sua vez, argumenta que Ferraz era pessoa jurídica diante da contratação. Ainda que essas informações tenham sido divulgadas, o processo corre em segredo de justiça.

Carolina Ferraz foi alvo do passaralho de veteranos encabeçado pela emissora neste ano, após ter trabalhado durante 25 anos na Rede Globo. Com uma trajetória que iniciou em 1992 no programa dominical “Fantástico”, a atriz atuou em grandes telenovelas da emissora, como “Tropicalente” (1994), “Belíssima” (2005) e no grande sucesso “Avenida Brasil” (2012), dando vida à rica e independente Aléxia, um dos casos da complicada vida amorosa do executivo Cadinho (Alexandre Borges). Seu último trabalho, por sua vez, foi em 2016, na novela “Haja Coração”, interpretando Penélope, uma dona de casa que após sua separação se vê falida.

Carolina Ferraz também participou de filmes produzidos pela Rede Globo, como “Crô – O Filme”, sobre o personagem Crodoaldo Valério da novela “Fina Estampa” (2012). No longa, a atriz fazia o papel de Vanusa.

Seu último trabalho para a sétima arte foi “A Glória e a Graça”, neste ano, uma produção da H2O Films que conta a história de uma travesti bem sucedida, interpretada pela própria Ferraz, mas que encontra a infelicidade na distância da sua irmã Graça (Sandra Corveloni).

Outros afetados

Não é de hoje que a Rede Globo está tendo problemas com alguns dos seus funcionários na questão trabalhista. A emissora está adotando uma política mais contida quando o assunto é a distribuição dos seus recursos. Além de Carolina Ferraz, outros nomes da emissora foram demitidos nos últimos meses, como Daniela Winitis, André Gonçalves, Fernanda Souza e Maitê Proença.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

"AGORA VIREI BOIOLA"
Partido e ativistas pedem que MP investigue Bolsonaro por fala homofóbica
BENEFÍCIO
INSS inicia pagamento de diferenças do auxílio-doença a segurados
SIDROLÂNDIA
Possível tarado da bicicleta é preso pela Polícia Militar
ELEIÇÕES
TRE/MS inicia carga e lacração das urnas no dia 1º de novembro
MEIO AMBIENTE
Ambiental prende e autua pescador e apreende barco e motor de popa
UEMS
Inscrições para o curso “Brincar na Educação Infantil” estão prorrogadas
POLÍCIA
Homem compra moto do amigo e foge com veículo para Goiás sem pagar
POLÍTICA
Alvo de inquéritos, Weintraub é reeleito diretor-executivo do Banco Mundial
BR-262
Motorista de BMW perde controle, bate em poste e carro pega fogo
EDUCAÇÃO
Unidade 1 da UFGD terá nova entrada a partir de 3 de novembro

Mais Lidas

PANDEMIA
Menino de 5 anos é a primeira criança a morrer de coronavírus em MS
BRASIL
Acusado de matar ator Rafael Miguel e os pais é preso no Paraná
VILA VARGAS
Hotéis em distrito de Dourados eram utilizados como entreposto do contrabando
DOURADOS
Funcionário do CCZ é agredido a pauladas durante trabalho de fiscalização