Menu
Busca terça, 27 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
SAÚDE

Caravana da Saúde dará prioridade a alunos da Rede Pública em 2018

01 janeiro 2018 - 19h04Por Da Redação

A construção e ampliação de hospitais estratégicos têm dado sequência ao amplo projeto de reestruturação da Saúde em Mato Grosso do Sul. Em Três Lagoas, o Hospital Regional está em fase de edificação. Já em Dourados, foi publicada licitação com a empresa que fará os trabalhos. Em Campo Grande, o hospital do Trauma está em conclusão 21 anos após o início da obra e deverá ser entregue no início de 2018.

Ainda na Capital, o hospital de Câncer Alfredo Abrão teve concluída a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e o laboratório de diagnóstico e serão retomados os trabalhos na enfermaria. Todos com investimentos do Governo do Estado incluindo Corumbá, que receberá uma ala inteiramente nova, anexa à Santa Casa.

“Nossa lógica para a Saúde em MS é criar polos para atender os pacientes regionalmente, acabando com o deslocamento e com a superlotação, dando condições das pessoas serem atendidas perto de onde vivem”, explicou o Reinaldo Azambuja, ao apresentar as ações executadas de sua gestão neste ano à imprensa online, na semana passada.

Na Capital, o hospital do Trauma está em conclusão 21 anos após o início da obra e deverá ser entregue no início de 2018. Foto: Chico Ribeiro

Além dos novos hospitais, o Governo do Estado tem investido no aparelhamento de diversas unidades de atendimento por todo Mato Grosso do Sul. Também dobrou o número de leitos de UTI regionais em relação à oferta existente em 2015.

Atualmente, há leitos em Ponta Porã, Nova Andradina, Dourados, Coxim e Aquidauana. “Antigamente havia uma centralização do atendimento em Campo Grande. Criamos uma estrutura de alta complexidade mais próxima das regiões”, destacou.

Esse modelo de gestão já transforma a vida da população em diversos municípios, como em Coxim onde a implantação do serviço de hemodiálise no ano passado pôs fim ao drama de pacientes que três vezes por semana tinham de se deslocar centenas de quilômetros até a Capital.

Em Ponta Porã, o gerenciamento por uma Organização Social (OS) tem otimizado o serviço em diversos aspectos e o modelo tem se aperfeiçoado a cada atendimento. “Na relação com a OS, o Estado contrata os serviços e a organização tem que atender conforme solicitado”, lembrou o governador.

Em Ponta Porã, o gerenciamento por uma OS tem otimizado o serviço em diversos aspectos e o modelo tem se aperfeiçoado a cada atendimento. Foto: Assessoria HRPP

Caravana da Saúde

Após realizar mais de 37 mil procedimentos oftalmológicos e 25 mil cirurgias eletivas, a Caravana da Saúde iniciará uma nova etapa de atendimentos a pacientes de todo MS. Desta vez, o enfoque serão alunos da rede pública que possuam problemas de visão ou audição.

Além dos exames, o Governo do Estado irá possibilitar aos estudantes o acesso aos óculos e aparelhos auditivos como forma de corrigir o problema, melhorar seu rendimento escolar e sua qualidade de vida. Também serão oferecidos serviços como exames de câncer de mama e colo de útero, para acelerar o diagnóstico e o tratamento dos pacientes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BATAGUASSU
Homem esfaqueia marido da ex por não aceitar fim de relacionamento
OBSERVATÓRIO DO CLIMA
Fundo Amazônia tem R$ 2,9 bilhões paralisados pelo governo Bolsonaro
MEIO AMBIENTE
Dois são autuados por derrubada de árvores para exploração de madeira
EDUCAÇÃO
Sesi/MS oferece aulão online gratuito preparatório para o Enem
CASSILÂNDIA
Cliente não paga conta de bar e atira contra o comerciante
EVENTO
VI Encontro Estadual de Juízes dos Juizados Especiais será em novembro
CRIME AMBIENTAL
Paranaense é preso com pescado abaixo da medida e acima da cota
ESPORTE
Piso no Guanandizão para a Supercopa de Vôlei começa a ser montado
TRÁFICO
Polícia Federal prende mecânico com 85 quilos de cocaína em Dourados
OPERAÇÃO SERÁ
Polícia tenta localizar possíveis músicas inéditas de Renato Russo

Mais Lidas

GRANDE DOURADOS
Cobertura de barracão de cerealista ‘voa’ com o vento; veja vídeo
DOURADOS
Guarda encerra festa organizada por adolescente em plena pandemia, apreende droga e até arma artesanal
DOURADOS
Délia decreta emergência por causa de danos provocados pela tempestade
TEMPESTADE
Chuva e ventos de 46km/h derrubam árvores e levam sujeira às ruas de Dourados