Menu
Busca sexta, 15 de outubro de 2021
(67) 99257-3397

Capital sedia workshop sobre eficiência energética nas indústrias

24 março 2008 - 13h34

No âmbito da Marca Indústria Ativa, a Fiems – Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul -, por meio de convênio com Senai/MS e Sebrae/MS, inicia hoje à noite, na Casa da Indústria, em Campo Grande, workshop sobre “Implantação de Eficiência Energética em Indústrias de Mato Grosso do Sul”.

A idéia é fomentar que as empresas adotem ações que resultem em maior eficiência energética e, conseqüentemente, menor consumo de energia. Dentro da programação do convênio estarão inseridos diagnósticos energéticos, treinamento para gerentes industriais e um acompanhamento dessas medidas.

Os workshops serão realizados hoje em Campo Grande, amanhã em Dourados, quarta-feira em Três Lagoas e sexta-feira em Corumbá. Na Capital, a programação começa às 19 horas na Casa da Indústria, quando um representante do Senai/MS fará a apresentação sobre a importância do projeto na economia de energia.

Logo em seguida, um funcionário da empresa Andrade Canellas falará sobre as ações a serem empregadas para efetuar os Diagnósticos. Depois será a vez da apresentação de linha de financiamento do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) via IEL (Instituto Euvaldo Lodi) e, para encerrar, será aberta a adesão de empresas interessadas com o preenchimento de questionário de avaliação energética das empresas.

O programa

O desenvolvimento de ações do Programa Eficiência Energética nas Indústrias de Mato Grosso do Sul visa à realização e a implantação de 40 diagnósticos energéticos integrados em micro, pequenas, médias e grandes empresas do Estado.

O uso racional e eficiente da energia elétrica permitirá às empresas participantes a oportunidade de ter um diagnóstico detalhado das suas instalações, além de uma análise do consumo de energia minucioso, que embasará a realização de medidas economicamente viáveis para sua implementação e execução.

Entre os benefícios do uso inteligente e eficiente da energia, é possível citar a diminuição dos desperdícios, otimização do desempenho de equipamentos, maior agilidade para enfrentar os ajustamentos de demanda e o realinhamento de preços. Internalizando e regionalizando os serviços de mão-de-obra, complementando-se esse processo com um monitoramento direto junto das soluções aplicadas e implementadas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Prefeito paraguaio diz que 'polícia encobre o autor de chacina
FRONTEIRA
Prefeito paraguaio diz que 'polícia encobre o autor de chacina
'LOREM IPSUM'
Governo Bolsonaro faz post sem conteúdo sobre mil dias de gestão
PMA recolhe filhotes de beija-flor que caíram com ninho durante ventania
MEIO AMBIENTE
PMA recolhe filhotes de beija-flor que caíram com ninho durante ventania
CORTE DE VERBA
Bolsonaro sanciona lei que retira mais de R$ 600 milhões da ciência
Prefeitura de Naviraí interdita ponte por conta de risco de desabamento
REGIÃO
Prefeitura de Naviraí interdita ponte por conta de risco de desabamento
CULTURA
Festival de dança valoriza a melhor idade e promove a confraternização
VIOLÊNCIA
Diretor-adjunto é condenado por estuprar criança de 10 anos em escola
DOURADOS
Incubadoras da UFGD selecionam propostas de novos empreendimentos
CAPITAL
Ao se negar entregar celular a ladrão, menina de 12 anos é esganada
VACINA
Saúde reduz intervalo da AstraZeneca de 12 para 8 semanas

Mais Lidas

DOURADOS
Polícia indicia três e recupera R$ 32 milhões de golpe milionário em empresa
FRONTEIRA
"Olheiro" de vítimas da chacina em Pedro Juan é preso
VIOLÊNCIA
Ataque na fronteira deixa um morto e dois feridos, entre eles vereador
CLIMA
Chuva e ventos fortes derrubam árvores em Dourados e causam estragos em posto da PRF